Início » Internet » Facebook começa a esconder número de likes em posts

Facebook começa a esconder número de likes em posts

Similar ao que ocorreu no Instagram, teste no Facebook se inicia nesta sexta-feira (27) na Austrália

Paulo Higa Por

A atualização do Instagram que escondeu o número de likes deu o que falar e o mesmo deverá acontecer com o Facebook. A empresa confirmou que, nesta sexta-feira (27), começará a ocultar a quantidade de curtidas e reações em publicações da rede social como um teste para melhorar o bem-estar dos usuários.

Facebook sem curtidas

O teste será parecido com o do Instagram, que começou no Canadá e depois foi expandido para outros seis países, incluindo o Brasil. No caso do Facebook, os primeiros a experimentarem a mudança serão os australianos. Os autores das publicações ainda poderão visualizar o número de curtidas, mas a informação será ocultada para todo o resto.

Ao TechCrunch, o Facebook explica que está fazendo um “teste limitado em que os contadores de curtidas, reações e visualizações de vídeos são tornados privados no Facebook”. Durante o experimento, o objetivo é “coletar feedback para entender se essa mudança melhorará as experiências das pessoas”.

Facebook sem curtidas

Não é de hoje que os números de curtidas nas redes sociais são associados a sensações negativas, como estresse, ansiedade e inveja. No Reino Unido, um órgão do governo recomendou que os recursos que roubam a atenção dos usuários para aumentar o engajamento devem ser desativados ou totalmente banidos em sites que podem ser acessados por menores de 18 anos, já que o excesso de redes sociais poderia prejudicar o bem-estar dos usuários.

Para as redes sociais, a mudança pode acabar gerando um impacto positivo na audiência. No Instagram, que vem sofrendo com engajamento baixo, usuários excluem as postagens que não recebem curtidas “suficientes” imediatamente, ou decidem publicar imagens “constrangedoras” em uma conta secundária. Se as pessoas não souberem quantas curtidas uma publicação recebe, elas se tendem a se importar menos com o número e enviar mais conteúdos.

Por enquanto, o teste do Facebook está limitado à Austrália. A rede social não informou quando ou se ele será estendido a outros países. No Instagram, o experimento ocorreu por três meses no Canadá antes de ser levado a outros mercados.

Tecnocast 122 – Instagram sem likes: o que muda?

Tecnocast 122

Como já informado, o Instagram deixou de exibir o número de likes no Brasil. A despeito da justificativa de reduzir a pressão por números, a decisão acabou se mostrando bastante controversa. Mas será que há motivo para tanto alarde? Discutimos o assunto no Tecnocast 122. Aperte o play e vem com a gente!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Dayman Novaes

É, acho que agora os 90% de pessoas que acessam o Instagram pelo celular vão deixar de usar celular para usar computador, né?

Frederico Martins

Turma tá deixando passar o principal. Tudo isso é comercial. Ambas redes estão perdendo grana em propaganda. Anunciantes hoje preferem fechar com influenciadores do que com Instagram ou Facebook. Pois tem muito mais retorno. Uma propaganda num winderson (Ocorreu agora, será q vem de Windows?) tinha muito mais engajamento do que apresentada pela anunciante diretamente via Instagram ou mesmo Facebook.

Eliézer José Lonczynski

Tio Mark assistiu Black Mirror Smithereens rsrs

"Q"

Use palavrão pra ver se o algoritmo vai permitir a publicação, aí se conseguir falar tudo q pensa sem sofrer censura a gente conversa a melhor.

Julian Albretch ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

cara, enquanto o facebook for um produto privado, seus donos ditam a regra... eu gostei do modo "oculto" do instagram;

Antony

Não gostaria de ter esse conhecimento, mas lendo seu comentário sei exatamente seu posicionamento político

DanielBastos

Censura? Não. Negócios.

Provavelmente veremos esses dados vendidos em um futuro próximo.

E nada melhor do que empacotar um negócio com um discurso fofo. Vc ganha defensores gratuitos.

Frank V

Like é uma invenção da burguesia pra vender terapia ao proletariado.
MARX, Karl.

Fabrício Roque

pow, antes tarde do que nunca.
esse século 21 está sendo o período onde mais estamos testando os limites do hacking psicológico, com redes sociais, gamefication, mecânica de fake news.
uma hora a gente vai notar que fomos longe demais e vamos dar um "calma lá". isso de tirar os likes é um pequeno passinho, ainda vamos dar muitos outros.

Fabrício Roque

wut? de que forma esconder likes de outros posts que nao seja o seu é censura?

"Q"

A censura tem novo nome, se chama bem estar.
Quando estas empresas de tecnologia falarem e usarem a palavra bem estar, aprenda que elas querem te censurar

LekyChan

primeiro eles criaram a droga e viciaram os usuarios, ai agora eles tiram, deixam todo mundo na "larica" para então chegarem com o "Facebook PRO" voltado para influencers e grandes empresas, ai todo mundo que esta viciado vai pagar para ter oque antes era de graça.

Ronaldo Gogoni

Criar dificuldade para vender facilidade não é novidade desde 4.000 AEC, quando os sumérios inventaram a escrita.

Wagner Francischi Nunes

Grande coisa. Todo mundo soltando os cabelos por causa dessa escondida dos likes, mas se acessar a versão desktop do instagram, você ainda pode ver tudo, ou seja, mudou absolutamente nada ¬¬

Wagner Francischi Nunes
Grande coisa. Todo mundo soltando os cabelos por causa dessa escondida dos likes, mas se acessar a versão desktop do instagram, você ainda pode ver tudo, ou seja, mudou absolutamente nada ¬¬
Exibir mais comentários