Início » Internet » HTTP/3 está chegando para tornar sua internet mais rápida e segura

HTTP/3 está chegando para tornar sua internet mais rápida e segura

Nova versão do protocolo HTTP funciona com base no QUIC e tem apoio do Cloudflare, Google e Mozilla

Paulo Higa Por

Parece que foi ontem que eu escrevia um artigo explicando as novidades do protocolo HTTP/2 — que chegou em 2015, longos 16 anos depois do HTTP/1.1. Mas a próxima geração da tecnologia que funciona como base da World Wide Web, batizada de HTTP/3, já está se espalhando e acaba de ganhar o apoio de três gigantes da internet para incentivar sua adoção: Cloudflare, Google e Mozilla.

HTTP (Foto: Paulo Higa)

Como funciona o HTTP/3

O HTTP/3 melhora principalmente a velocidade de carregamento dos sites e a segurança das conexões. Ele estava sendo desenvolvido desde 2016 e é baseado no QUIC, um padrão aberto criado pelo Google — por isso, até novembro de 2018, o novo protocolo era conhecido oficialmente como HTTP-over-QUIC.

E o que muda? Basicamente, uma das camadas de transporte de dados: o TCP (Transmission Control Protocol), que era utilizado desde a primeira versão do HTTP, é substituído pelo QUIC, que se baseia no UDP (User Datagram Protocol). Calma, eu explico.

Enquanto o TCP envia um pacote de dados e também recebe informações de volta para se certificar de que a transmissão ocorreu corretamente, o UDP simplesmente faz o envio sem se preocupar com a verificação dos dados — em caso de erro, ele finge que nada aconteceu e manda o próximo pacote, sendo que o anterior não pode mais ser recuperado. Isso torna o UDP mais rápido que o TCP, mas diminui a confiabilidade das informações.

É aí que entra o QUIC: ele adiciona uma camada extra ao UDP com funcionalidades como retransmissão de pacotes, controle de congestionamento e outras características do TCP, mantendo a velocidade. Com isso, um pacote enviado através do QUIC será sempre recebido pela outra ponta, cedo ou tarde, desde que a conexão permaneça ativa. A tecnologia já é usada em produtos como o Google Duo para reduzir a latência das chamadas em vídeo.

HTTP QUIC

Cada fluxo de QUIC compartilha uma mesma conexão e é entregue ao usuário de forma independente, por isso, uma perda de pacote não afeta os próximos que virão. Sabe quando você abre uma página da web e, de repente, o carregamento trava por alguns segundos? Uma possível causa é que um dos pacotes enviados pelo TCP chegou corrompido — e, como o TCP precisa fornecer os dados na ordem exata, os pacotes em seguida são retidos até que o problemático seja entregue corretamente, atrasando toda a conexão.

Outra característica do QUIC é que o método antigo de transmissão de dados do HTTP, que consistia em enviar informações em texto puro, não existe mais — ainda é possível servir páginas inseguras por meio do HTTP/2, embora sejam raras. Todas as conexões em HTTP/3 serão feitas por meio de URLs https:// e sempre criptografadas com TLS 1.3. Requisições para endereços http:// não serão mais atendidas pelo novo protocolo.

Muito bom, só falta ser adotado em larga escala: o HTTP/3 estava presente em apenas 2,9% dos sites até setembro de 2019.

Cloudflare, Google e Mozilla adotam HTTP/3

Cloudflare HTTP/3

O Cloudflare anunciou na quinta-feira (26) que o HTTP/3 agora é suportado em sua rede — que é composta por mais de 20 milhões de sites com uma audiência diária de mais de 1 bilhão de IPs. A novidade já começou a ser distribuída aos clientes que haviam entrado em uma lista de espera e estará disponível para todos os usuários “em um futuro próximo”, diz a empresa.

O Google Chrome passou a suportar o HTTP/3 em sua última versão Canary. É necessário iniciar o navegador com os argumentos “–enable-quic” e “–quic-version=h3-23” — aqui tem uma explicação de como fazer isso. Nas ferramentas de desenvolvedor, o HTTP/3 será identificado como “http2+quic/99”. Uma versão do Mozilla Firefox com suporte ao HTTP/3 será liberada “em breve”.

Google Chrome HTTP/3

Você pode conhecer mais detalhes do HTTP/3 nesta página.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Adriano Garcez

Nesse caso, sim, mas você vai me dizer que é necessário TCP para acessar o Tecnoblog (por ex)?

Heisenberg

tu acessa internet banking por HTTPS/TCP, e outros serviços também dependem de garantia de entrega correta dos dados, por isso a necessidade de confiabilidade.

Heisenberg
tu acessa internet banking por HTTPS/TCP, e outros serviços também dependem de garantia de entrega correta dos dados, por isso a necessidade de confiabilidade.
Heisenberg

justamente ao contrário, os Devs (sérios) já migraram o conteúdo para https.

marcussacana

Pra começar, porque o TCP precisa reenviar os pacotes pra confirmar? não bastaria alguma checksum e ele automaticamente requistar o pacote perdido novamente?

SiouxBR

Pois é... se o Google forçar a barra para os desenvolvedores mudarem para https é mais provável que muitos usuários acabem indo para versões alternativas do motor Chromium, como o excelente Brave (que eu uso já a um bom tempo).

LekyChan

provavelmente vai depender do navegador isso

Mauro

vai melhora velocidade dos download entao tb

Luizão

assim como toda tecnologia nova :)

Marcos Paulo Guedes

É muito fácil de entender, digamos que um determinada página depende de um arquivo js, por exemplo, se esse arquivo chegar corrompido pro usuário, então a página não funcionaria corretamente.O que eu penso é que alguns tipos de arquivos poderiam ser enviado por UDP, como imagens, documentos pdf.

zephyr1an

meu palpite é que dentro de 10 anos 90% da web vai ser HTTP/3...deve ser notado ainda que HTTP/3 e QUIC ainda estão em desenvolvimento, o padrão ainda não foi finalizado

zephyr1an

conceito e testes iniciais by Google, mas agora está sendo desenvolvido como um padrão pelo IETF

Tiago Esmeraldino

Se utiliza TCP porque é necessário, é necessário saber se os pacotes chegaram no destino em navegação, aplicações e etc., se utiliza o UDP apenas quando não tem problema perder pacotes, como por exemplo em um Streaming de Vídeo, se você perder alguns frames não tem problema. No caso do HTTP3 ele implementa um TCP melhorado em cima do UDP, porque mexer no protocolo TCP hoje em dia é muito muito difícil, a implementação dele está em um nível muito baixo (em Kernel de SO). Pensa que o UDP é muito básico e leve, então o Google utilizou ele para colocar uma camada em cima (QUIC) fazendo todas as checagens do TCP de forma mais eficiente.

Ailton Ribeiro

Acho que é impossível encontrar jogo que use TCP.
Não consigo pensar em 1 exemplo.

SiouxBR

@Paulo Higa, você escreveu que "Requisições para endereços http:// não serão mais atendidas pelo novo protocolo". Nesse caso, ao acessar um site http o browser irá automaticamente mudar para o protocolo 1.1 ou 2? Ou a página será recusada?

Exibir mais comentários