Início » Negócios » Apple pode lançar filmes no cinema semanas antes do Apple TV+

Apple pode lançar filmes no cinema semanas antes do Apple TV+

Apple estaria planejando cronograma de lançamentos com 12 semanas de exclusividade para cinemas

Paulo Higa Por
27/09/2019 às 14h30

Os estúdios de filmes costumam seguir um cronograma de lançamento que mantém os títulos exclusivos das salas de cinema durante um período de 12 semanas. A Apple pode seguir o mesmo caminho, levando algumas de suas produções originais às telonas antes mesmo do serviço de streaming Apple TV+.

Apple TV+ - Tim Cook

É o que diz o Wall Street Journal, com base em fontes próximas ao assunto. Esta seria uma estratégia diferente da adotada pela Netflix, que costuma pedir às redes de cinema que lancem os filmes no mesmo dia da estreia na plataforma de streaming, mas parecida com a da Amazon, que aceita a exclusividade dos cinemas desde 2015.

A ideia por trás do lançamento em cinemas é cumprir os requisitos de premiações como o Oscar: um filme só pode ser indicado à Academia se permanecer em cartaz por no mínimo sete dias. O problema é que as grandes redes americanas, como AMC e Regal, exigem a exclusividade de três meses — e os conflitos da Netflix com relação a O Irlandês (The Irishman) mostram que elas não estão afim de perder esse benefício.

Segundo o WSJ, a Apple consultou um executivo da indústria de entretenimento e propôs às redes um cronograma que prevê a exclusividade nos cinemas antes do lançamento no Apple TV+. Fontes dizem que a empresa espera “atrair diretores e produtores renomados e evitar parte da tensão criada por outra novata em Hollywood, a Netflix”.

Um dos lançamentos da Apple seria On The Rocks, da diretora Sofia Coppola, previsto para estrear em meados de 2020. Antes do cinema e do Apple TV+, a obra também deve aparecer em um evento de grande porte, como o Festival de Cannes. O mesmo pode acontecer com o documentário The Elephant Queen, que deve ser exibido nos cinemas para ser elegível às premiações.

O Apple TV+ estreará em mais de 100 países em 1º de novembro, custando R$ 9,90 por mês. Quem comprar um novo iPhone, iPad, Apple TV, iPod touch ou Mac terá acesso à plataforma de streaming por um ano, sem custo adicional.

Mais sobre: , ,