Início » Celular » Huawei vende mais de 1 milhão de Mate 30 e 30 Pro em três horas na China

Huawei vende mais de 1 milhão de Mate 30 e 30 Pro em três horas na China

Huawei arrecadou mais de R$ 280 milhões em um minuto com novos smartphones

Paulo Higa Por

A situação do Mate 30 e Mate 30 Pro no ocidente é complicada, mas a Huawei mostrou que as coisas na China estão indo muito bem, obrigado: no último sábado (28), o CEO Richard Yu declarou que a pré-venda da série Mate 30 ultrapassou um recorde de 1 milhão de pedidos em apenas três horas.

Huawei Mate 30 Pro

De acordo com o GizChina, o anúncio foi realizado durante a inauguração da primeira loja flagship da Huawei em Shenzen, na China. Segundo Yu, o volume da pré-venda da série Mate 30 foi seis vezes maior que o do P30 e P30 Pro, que bateram 10 milhões de unidades em 85 dias.

Em apenas um minuto, a Huawei faturou 500 milhões de iuanes com os novos smartphones, o equivalente a R$ 280 milhões — o que ainda é um quarto dos 2,1 bilhões de iuanes (R$ 1,2 bilhão) investidos em pesquisa e desenvolvimento para a série Mate 30, que contou com a participação de mais de 3.000 funcionários.

Mesmo com as sanções dos Estados Unidos, a Huawei planeja vender 20 milhões de Mate 30 e Mate 30 Pro no mundo. É uma meta agressiva, mas não impossível: a série Mate 20 demorou cinco meses para vender 10 milhões de unidades, enquanto os Mate 10, lançados em 2017, levaram o dobro do tempo para atingir a mesma marca.

Para a Huawei, se não houvesse a guerra comercial, seria possível ultrapassar a marca de 300 milhões de celulares vendidos em 2019, mais que os 205 milhões que a empresa comercializou no ano passado. Mas, com os obstáculos americanos, a produção deve sofrer baixas entre 40 e 60 milhões este ano.

Ainda não há previsão de lançamento da série Mate 30 fora da China. Os smartphones devem chegar com bootloader desbloqueado para facilitar a instalação da suíte de aplicativos do Google por meios alternativos, e a Huawei promete investir mais de US$ 1 bilhão em sua loja de aplicativos própria para atrair desenvolvedores.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João

Se inventarem umas fábricas automatizadas q custam o mesmo q os coitados dos chineses se matando lá a china vai tomar no bumbum.

Don Ramón

Se a análise "geopolítica" abaixo fosse uma poça d'água, uma formiga a atravessaria com água pelas canelas...

Serio mesmo que vc vai querer fazer essa comparação? Meu amigo, os EUA botaram um cara na lua a mais 50 anos. China só agora explora o espaço.. Pelo amor...

Eu ja falei e concordei que os dois perdem, mas a China perde muito mais.

zephyr1an

tá falando da China, que colocou astronautas (ops taikonautas) em órbita e um rover nal Lua ? tá precisando atualizar seus conceitos mermão

aliás, até há pouco tempo quase ninguém sabia que a Huawei investia em 5G, de repente ficamos sabendo que provavelmente vão ser os maiores fornecedores de equipamento 5G no mundo

aliás, hoje mesmo tem a notícia de que o Baidu (é, ele mesmo) está começando a testar seus carros autônomos

nessa guerra comercial americana contra a China todo mundo vai sair perdendo, inclusive os próprios americanos

uB.

Nem!!!!! Se EUA em peso resolver banir a China, pode haver dificuldades e aumento de preços no início, mas dá pra suprir. O q n falta é mão de obra barata no mundo (Brasil incluso) pra servir os donos do mundo.

Exatamente, todos perdem mas China perde muito mais.

Sim.

Rudinei Basei

65% de tudo que a China produz é consumido na própria China o restante vai para resto do mundo. Dependência?

Errou, os EUA podem bloquear a China e seus parceiros tanto pelo seus produtos quanto por suas influencias. Pros EUA, a China ainda só é uma fabrica, mesmo que esta esteja ganhando mercado com suas proprias tecnologias, mas ainda assim, muito atras.

10 anos é amanha, completamente irreal sua timeline. Alem disso não é só a China que progride, os EUA também.

P. Herrera

Como assim empresas de internet? Nada do q usamos por aqui tem relevância ou funciona por lá. Vide que eles já têm seus próprios serviços, ex:

Mundo: Google
China: Baidu
Mundo: Amazon
China: Alibaba
Mundo: Twitter
China: Weibo

E segue...

Uriel Dos Santos Souza

Errou. A china só depende dos EUA para licenciamento de algumas tecnologias!
Mas, já esta criando suas próprias, vide 5g já sem nada dos EUA.

Não demora 10 anos para a China ter tudo que precisa sem uma licença dos EUA.
O problema ainda são as empresas de internet.

Mas os apps chineses estão crescendo. Vide Tik tok

P. Herrera

Antes fosse assim. A China só "serve" pela mão de obra barata e custos de produção mais baixos. Mas dá essa impressão msm. No mais, o Vale do Silício ainda é nos EUA. Rs

Não. O contrario amigo. Os EUA podem mudar de parceiro para outro país subdesenvolvido como Vietnam, Indonesia etc. Alias ja estão fazendo isso (vide Apple). Ja a China sim, terá problemas em achar parceiro para os seus produtos SE os EUA continuarem ou aumentarem essa "guerra". Na real, os dois perdem, mas a China por ser extremamente dependente dos EUA se sairá pior pelo menos na teoria.

Jônathas Arruda

Posso estar dizendo uma bobagem, mas tenho a impressão que, em termos de tecnologia, os EUA precisam muito mais da China que a China precisa dos norte-americanos. Em tempos de embargos à Huawei, os feitos da empresa têm impressionado.