Início » Computador » Microsoft Surface Pro X tem processador Surface SQ1 com arquitetura ARM

Microsoft Surface Pro X tem processador Surface SQ1 com arquitetura ARM

Microsoft também revelou Surface Pro 7 e versão de 15 polegadas do Surface Laptop 3

Paulo Higa Por

A Microsoft está fazendo um evento de hardware nesta quarta-feira (2) para renovar a linha Surface. A empresa anunciou produtos já esperados, como o Surface Pro 7 com porta USB-C e o Surface Laptop 3 com uma nova versão de 15 polegadas, mas também o computador mais diferente por dentro: o Surface Pro X, que roda Windows 10 e conta com um processador ARM.

Microsoft Surface

Surface Pro X tem chip personalizado da Qualcomm

O Surface Pro X é um híbrido com design semelhante ao Surface Pro e possui uma nova tela sensível ao toque de 13 polegadas (2880×1920 pixels), mantendo as dimensões do modelo de 12 polegadas. Segundo a Microsoft, este é o Surface mais fino já lançado, com 5,3 mm de espessura; e suas bordas são as mais compactas já vistas em um computador 2-em-1. O peso é de apenas 760 gramas.

Microsoft Surface Pro X

Microsoft Surface Pro X

Mas a novidade está por dentro. Em vez de um chip Intel Core, o Surface Pro X traz um processador Surface SQ1, uma versão personalizada do Qualcomm Snapdragon 8cx com arquitetura ARM. O novo híbrido é capaz de oferecer três vezes mais desempenho por watt que o Surface Pro 6, de acordo com a Microsoft.

O Surface SQ1 fornece 9 teraflops de desempenho bruto, sendo que seu chip gráfico atinge 2 teraflops, o equivalente a um Xbox One. A Microsoft diz que trabalhou em conjunto com a Qualcomm para incluir um motor de inteligência artificial e melhorar o desempenho do chip, que puxa até 7 watts, contra 2 watts da maioria dos processadores ARM.

E como ficam os aplicativos? Afinal, a Microsoft não lança nenhum Surface com ARM desde 2013. A empresa chamou a Adobe ao palco para demonstrar a suíte Creative Cloud: é possível rodar o Fresco, uma nova ferramenta de ilustrações compatível com a caneta Surface Slim, que pode ser guardada e recarregada no teclado. E a Qualcomm já anunciou que haverá suporte a aplicativos do Google, Microsoft, Mozilla e Symantec.

Nos Estados Unidos, o Surface Pro X (é “xis” mesmo) será vendido a partir de 5 de novembro, com preços começando em US$ 999. A Microsoft nunca lançou um Surface no Brasil, então é pouco provável que o encontremos em lojas daqui.

Surface Pro 7 e Surface Laptop 3

Microsoft Surface Pro 7

Microsoft Surface Pro 7

Também tivemos dois produtos mais normais. O Surface Pro 7 é um 2-em-1 com tela de 12,3 polegadas e hardware atualizado, contando com processadores Intel Core i3, i5 ou i7 de 10ª geração, 128 GB a 1 TB de armazenamento em flash e 4 GB a 16 GB de RAM. A principal novidade é a porta USB-C, que entra no lugar do Mini DisplayPort.

Já o Surface Laptop 3 é uma renovação do notebook ultraportátil da Microsoft. Ele também ganhou conexão USB-C e teve o hardware atualizado, com chips Intel Core de 10º geração que podem fornecer o dobro do desempenho do Surface Laptop 2 e o triplo do MacBook Air na versão de 13 polegadas.

Microsoft Surface Laptop 3

Microsoft Surface Laptop 3

Mas agora há um modelo ainda maior, de 15 polegadas, também com a famosa proporção de tela 3:2, mais quadrada. E ele é diferente por ter não um Intel Core, mas sim um processador AMD Ryzen Surface Edition, que é um chip personalizado com gráficos mais potentes e que, de acordo com a Microsoft, “é o processador mais poderoso em qualquer laptop nessa categoria hoje”. Eita.

O Surface Pro 7 chega ao mercado americano em 22 de outubro com preços a partir de US$ 749, enquanto o Surface Laptop 3 terá valores iniciais de US$ 999 (13,5 polegadas) e US$ 1.199 (15 polegadas). De novo, nada de previsão para o Brasil.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

hamster

Dell tipo de linha com Ssd e 16 GB, uso apenas visual studio e vscode. Mais nada. Nem jogo instalo. Programo em c#. Sou o usuário dos sonhos da Microsoft.

Trovalds

Primeiramente que o valor do computador não é proporcional à sua qualidade. O meu computador tem quase 6 anos de idade e me serve perfeitamente pra todas as atividades que desenvolvo nele, inclusive jogar. E ele me custou cerca de R$ 2.000,00 na época. Uma configuração parecida hoje sai em torno de R$ 3.000-R$ 3.500,00.

Segundo: entre a MS anunciar o recurso e ele não funcionar ou funcionar parcialmente não significa que o sistema operacional não é estável. Esse mesmo computador que descrevi no primeiro parágrafo fica ligado praticamente 24/7. Só desligo quando me ausento de casa por períodos maiores que 2 dias. E posso contar nos dedos de uma mão as vezes em que ele travou em consequência de instabilidade do sistema. As outras a culpa era de um software ou driver terceiro.

E quanto ao "programador": programa em qual linguagem, quais ferramentas usa, etc? Não adianta colocar a culpa no Windows se você usa uma ferramenta problemática ou entope seu computador com dezenas ou centenas de bibliotecas, frameworks e tudo o mais. Hoje em dia existem soluções pra isolar o desenvolvimento do resto do sistema e os testes idem. Nada de transformar seu SO numa colcha de retalhos.

hamster

Sou programador e tenho um computador de 8 mil reais. Mas isso não habilita abas nos aplicativos nativos, busca que funciona e nem estabilidade.

Marcelo Oliveira

Até quando o Brasil vai ser considerado mercado de 5a ?!?!?! Porque nada vem pra cá ??? É preconceito com um dos maiores mercados consumidores de informática do mundo...

Vitor

Poxa, e nada sobre duração de bateria...?

A mão de comprar chega coçou.

tuneman

XP SP2 era melhor...., antes disso era bem capenga.
Mas Windows 10 está muito bom.

Sid

Acho que Deus não me deixa ser rico porque sabe que eu gastaria tudo em tecnologia kkkk. Eu vejo essas coisas e tenho vontade de sair correndo pra comprar.

zephyr1an

eita, o cara ficou magoado :)

Caleb Enyawbruce

De boas, mandei os links pra vc ver mesmo :D

Paulo Ricardo

quando comentei ainda não haviam publicado :P

Eduardo Aciolli

Enquanto o mundo tá indo para os "infinity displays" a Microsoft lançando produtos com 50cm de borda kk, isso é nadar contra a maré.

Trovalds

XP já era um nível melhor. Volte ao Windows 95, 98, ME...

P. Herrera

Me senti nos tempos do XP quando li o comentário dele.

Doug
A MS adora uma borda.
Exibir mais comentários