Início » Computador » Microsoft Surface Pro X tem processador Surface SQ1 com arquitetura ARM

Microsoft Surface Pro X tem processador Surface SQ1 com arquitetura ARM

Microsoft também revelou Surface Pro 7 e versão de 15 polegadas do Surface Laptop 3

Por
02/10/2019 às 13h28

A Microsoft está fazendo um evento de hardware nesta quarta-feira (2) para renovar a linha Surface. A empresa anunciou produtos já esperados, como o Surface Pro 7 com porta USB-C e o Surface Laptop 3 com uma nova versão de 15 polegadas, mas também o computador mais diferente por dentro: o Surface Pro X, que roda Windows 10 e conta com um processador ARM.

Microsoft Surface

Surface Pro X tem chip personalizado da Qualcomm

O Surface Pro X é um híbrido com design semelhante ao Surface Pro e possui uma nova tela sensível ao toque de 13 polegadas (2880×1920 pixels), mantendo as dimensões do modelo de 12 polegadas. Segundo a Microsoft, este é o Surface mais fino já lançado, com 5,3 mm de espessura; e suas bordas são as mais compactas já vistas em um computador 2-em-1. O peso é de apenas 760 gramas.

Microsoft Surface Pro X

Microsoft Surface Pro X

Mas a novidade está por dentro. Em vez de um chip Intel Core, o Surface Pro X traz um processador Surface SQ1, uma versão personalizada do Qualcomm Snapdragon 8cx com arquitetura ARM. O novo híbrido é capaz de oferecer três vezes mais desempenho por watt que o Surface Pro 6, de acordo com a Microsoft.

O Surface SQ1 fornece 9 teraflops de desempenho bruto, sendo que seu chip gráfico atinge 2 teraflops, o equivalente a um Xbox One. A Microsoft diz que trabalhou em conjunto com a Qualcomm para incluir um motor de inteligência artificial e melhorar o desempenho do chip, que puxa até 7 watts, contra 2 watts da maioria dos processadores ARM.

E como ficam os aplicativos? Afinal, a Microsoft não lança nenhum Surface com ARM desde 2013. A empresa chamou a Adobe ao palco para demonstrar a suíte Creative Cloud: é possível rodar o Fresco, uma nova ferramenta de ilustrações compatível com a caneta Surface Slim, que pode ser guardada e recarregada no teclado. E a Qualcomm já anunciou que haverá suporte a aplicativos do Google, Microsoft, Mozilla e Symantec.

Nos Estados Unidos, o Surface Pro X (é “xis” mesmo) será vendido a partir de 5 de novembro, com preços começando em US$ 999. A Microsoft nunca lançou um Surface no Brasil, então é pouco provável que o encontremos em lojas daqui.

Surface Pro 7 e Surface Laptop 3

Microsoft Surface Pro 7

Microsoft Surface Pro 7

Também tivemos dois produtos mais normais. O Surface Pro 7 é um 2-em-1 com tela de 12,3 polegadas e hardware atualizado, contando com processadores Intel Core i3, i5 ou i7 de 10ª geração, 128 GB a 1 TB de armazenamento em flash e 4 GB a 16 GB de RAM. A principal novidade é a porta USB-C, que entra no lugar do Mini DisplayPort.

Já o Surface Laptop 3 é uma renovação do notebook ultraportátil da Microsoft. Ele também ganhou conexão USB-C e teve o hardware atualizado, com chips Intel Core de 10º geração que podem fornecer o dobro do desempenho do Surface Laptop 2 e o triplo do MacBook Air na versão de 13 polegadas.

Microsoft Surface Laptop 3

Microsoft Surface Laptop 3

Mas agora há um modelo ainda maior, de 15 polegadas, também com a famosa proporção de tela 3:2, mais quadrada. E ele é diferente por ter não um Intel Core, mas sim um processador AMD Ryzen Surface Edition, que é um chip personalizado com gráficos mais potentes e que, de acordo com a Microsoft, “é o processador mais poderoso em qualquer laptop nessa categoria hoje”. Eita.

O Surface Pro 7 chega ao mercado americano em 22 de outubro com preços a partir de US$ 749, enquanto o Surface Laptop 3 terá valores iniciais de US$ 999 (13,5 polegadas) e US$ 1.199 (15 polegadas). De novo, nada de previsão para o Brasil.