Início » Celular » Galaxy Fold quebra após ser dobrado 120 mil vezes em teste de resistência

Galaxy Fold quebra após ser dobrado 120 mil vezes em teste de resistência

Samsung estima que Galaxy Fold pode ser dobrado 200 mil vezes sem sofrer dano

Emerson Alecrim Por

Semanas depois de anunciar o Galaxy Fold, a Samsung divulgou o vídeo de um teste que mostra que o aparelho pode ser aberto e fechado por pelo menos 200 mil vezes antes de apresentar algum dano na dobra. Um teste independente realizado recentemente mostrou, porém, que o smartphone dobrável aguenta quase 120 mil aberturas. Apesar da grande diferença, esse resultado não chega a ser ruim.

Teste de dobradiça do Galaxy Fold

O teste foi realizado pela CNET e transmitido em tempo real pelo YouTube. Para executá-lo, o veículo usou uma máquina criada por uma empresa chamada SquareTrade que é capaz de abrir e fechar o Galaxy Fold repetidamente.

A Samsung afirma que, antes de lançar o seu primeiro celular dobrável, submeteu o aparelho a vários tipos de testes em laboratório para assegurar que o dispositivo estivesse pronto para ser lançado.

Bem sabemos que alguma coisa não deu certo nesses procedimentos. O Galaxy Fold apresentou defeitos logo após ter sido entregue a jornalistas para testes independentes.

Porém, as falhas reportadas estavam relacionadas sobretudo à tela. Agora que o Galaxy Fold foi revisado e finalmente lançado, a CNET tratou de checar se outra característica importante, a dobradiça do modelo, pode mesmo ser acionada 200 mil vezes, como afirma o teste da Samsung (vídeo abaixo):

Bom, não pôde. Não nesse teste. Após o Galaxy Fold ter sido aberto e fechado 119.380 vezes pela máquina, a dobradiça quebrou, fazendo metade da tela parar de funcionar. Mas, como dito no começo do post, esse não chega a ser um resultado ruim.

O teste da Samsung levou uma semana para ser concluído; o da CNET, algumas horas. Isso porque a máquina usado pelo veículo fez abertura e fechamento do aparelho em um ritmo bastante intenso, o que pode ter comprometido a resistência da dobradiça por conta de algum tipo de sobrecarga que não é previsto em condições normais de uso.

A própria CNET avisa que esse não foi um teste com rigor científico. Se levarmos em conta essas circunstâncias, dá para acreditar quando a Samsung diz que a dobradiça deve durar pelo menos cinco anos — e isso se o usuário abrir e fechar o Galaxy Fold 100 vezes por dia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caleb Enyawbruce
esse celular é uma piada de mal gosto (e caríssima!)
Vagner Da Silva
Quando vc dobra alguma coisa parte da energia é transformada em calor (dobrar um fio rígido de cobre até partir demonstra isso), ao fazer dobras seguidas obviamente essa energia nâo é dissipada como seria na vida real (tanto para a tela quanto para a dobradiça). Agora se alguém abre esse treco 100 vezes num dia, supondo que essa pessoa durma 8 horas, 100/16=6,25 vezes por hora, 60/6,25=9,6 ou 1 vez à cada 9 minutos e 36 segundos, a energia e o tempo gastos pra abrir e fechar essa bagaça provam que tal infeliz precisa é de um tablet e não de um smartphone que dobra.
hamster
Lembrando que esse é um teste controlado, sem usar força extrema, sem areia, poeira...
Will F.
As vezes da muito desespero de ver o nivel de idiotice que a humanidade atingiu ! DIFICIL ACREDITAR EM EVOLUCAO DAS ESPECIES NAO É !! quando se abre e fecha nesta velocidade a o stress e calor, obviamente fazendo esta merda quebrar muito mais rapido ! Que saudade do bom senso
Ticano
Abrir 100 vezes por dia, todos os dias, naquela velocidade do teste, deve ter raiva demais do gadget e realmente quer tentar quebrar desesperadamente... cinco anos com um celular normal já é difícil, provavelmente o mesmo já caduca antes disso.