Início » Negócios » Em crise no mercado de impressoras, HP vai demitir até 9 mil pessoas

Em crise no mercado de impressoras, HP vai demitir até 9 mil pessoas

HP vai passar por uma reestruturação global e, por conta disso, vai demitir entre 7 mil e 9 mil funcionários

Emerson Alecrim Por

A HP anunciou nesta semana a decisão de reduzir em até 16% a sua força de trabalho. Isso significa que entre 7 mil e 9 mil dos 55 mil funcionários da companhia deverão perder seus empregos. Um dos motivos para uma decisão tão drástica é o encolhimento da empresa em um de seus mercados mais importantes: o de impressoras.

Na verdade, este é o início de uma reestruturação dentro da HP. O atual CEO, Dion Weisler, vai deixar o posto que ocupa desde 2015 (quando a HP se separou da Hewlett Packard Enterprise) por motivos de saúde. As mudanças serão conduzidas por Enrique Lores, executivo que assumirá o cargo de CEO a partir de 1º de novembro.

O processo será promovido gradualmente. A expectativa da HP com a reestruturação é economizar cerca de US$ 1 bilhão até o fim do ano fiscal de 2022, isso só com a redução dos postos de trabalho.

Para tanto, a companhia irá promover demissões em escala global e, quando for o caso, incentivar a aposentadoria antecipada de funcionários.

Impressora HP

Em uma conferência, Enrique Lores disse que essa é uma das decisões mais difíceis que a HP teve que tomar, mas que a medida é absolutamente necessária para o futuro da companhia.

Esse futuro tem relação com uma mudança de rumos. A exemplo de gigantes como Microsoft e Apple, a HP pretende priorizar serviços em vez de se dedicar apenas ao fornecimento de equipamentos ou softwares.

Pesou para essa decisão a queda nas vendas que a companhia vem registrando no segmento de impressoras — alguns analistas dizem até que a divisão de impressão da HP é um “cubo de gelo derretendo”.

Apesar da mudança de foco, a HP não vai deixar o mercado de impressoras de lado. Uma das estratégias a serem adotadas a partir de agora é aumentar os preços das impressoras que podem ser usadas com cartuchos de outras marcas. Outra é empregar tecnologias que garantam que as impressoras mais baratas só aceitem cartuchos da própria HP.

Com informações: Bloomberg.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gustavo Al-Kurdi

Muito boa também.

johndoe1981

Mentalidade típica da doutrina esquerdista é querer nivelar tudo por baixo. Em vez de se esforçar para melhorar, se conformam com a mediocridade.

Léo Walk

Enfrentar a Epson no ramo de impressoras é a mesma coisa que tentar enfrentar a Samsung e a Apple no mundo dos Smartphones. A empresa tem que ter culhões.

Thiago Dorta

Tenho HP a muitos anos, e NUNCA tive problemas... acho que é xorôrô desse povo ai...

Fabio Santos

HP faz boas impressoras, porém como diz, passou a fase daquele modelo X eles elevam o cartucho deixando quase a preço pago na impressora em questão.
Tenho uma F4580 ótima impressora jogada mesmo, afinal o cartucho 60 custa um rim e não compensa kkk.

Máxon

Não conheço um que tenha uma impressora da HP que usa cartucho funcionando, todas estão paradas, sai muito caro.
A HP até que foi para o tanque de tinta, mas também não vi boas recomendações, por aqui a Epson dominou, porém, eles lançaram uma com tanque de toner e confesso que me interessei, quem sabe não faz sucesso...

brunocabral

A tá agora tudo é esquerda. O filho, não sei em que mundo vc vive. Mas isso de pintar o país como o pior lugar do planeta é o que os esquerdistas vivem fazendo pra tentar ganhar poder e influência. Destruir o passado do país, demonizar a história, endeuzar um louco (Solano López) enquanto jura de pé junto que o país era mero peão da Inglaterra.

Orleans Farias

Mas sempre foi assim. Ainda lembro que trocentos anos atrás, tinha até uma brincadeira: quando acabar a tinta, jogue a impressora no lixo e compre outra nova, que vem com os cartuchos...

Orleans Farias

Reconhecer os próprios erros é o primeiro passo para melhorar. E mudar.
Isto de "síndrome de vira-lata" é só uma bosta esquerdomerda, como o "politicamente correto".
Vamos apontar o dedo para onde somos ruins, para que possamos melhorar como povo, como nação.
É o mesmo que chamar favela de "comunidade". O nome bonitinho não muda a natureza do lugar. Continua favela. E tem que ser dito. Para as pessoas melhorarem e sair daquela situação.

Esta pocilga de merda é o melhor país do mundo? Não. Então vamos tentar mudar.
Existe outros shiholes? Sim. "Argentina/Uruguai/Bolívia China"?
Devemos olhar para cima, nunca para baixo.

brunocabral

Sim, mas brasileiro tem uma síndrome de vira-lata que dói os ouvidos.

uB.

Só imprimem quando o tédio bate à porta e n tem nada pra fazer.

Adalio Siqueira

A principal função de qualquer impressora é passar raiva no ser humano. Imprimir elas imprimem por hobby, quando querem.

Robson Furlan

"Tiro no pé" as atuais impressoras que usam cartuchos 662 e 664 com a miséria de 2ml de tinta e ainda não estão suportando recarga pois ao esvaziarem e recarregados e reinstalados queimam o circuito e não funcionam obrigando o consumidor a comprar outro novo e ainda rejeitando os cartuchos importados que vem com mais tinta, simplesmente querem tornar o consumidor a ser refém de suprimentos originais.
Perderam o mercado para as eco tanque tendo em vista que os cartuchos das impressoras hp anteriores suportavam varias recargas, a expressão que a hp é um cubo de gelo derretendo em sol de 40 graus é a mais apropriada para a atual situação da empresa.

Vader
o futuro é paperless.
Vader

o futuro é paperless.

Exibir mais comentários