Início » Inteligência Artificial » Embraer testa avião com tecnologia de carro autônomo feita no Brasil

Embraer testa avião com tecnologia de carro autônomo feita no Brasil

Embraer e Ufes realizam teste de aeronave autônoma que consegue percorrer pista de aeroporto sem interferência humana

Por
08/10/2019 às 12h18

A Embraer realizou o primeiro teste de uma aeronave autônoma no Brasil: trata-se de um jato Legacy 500 que consegue realizar sozinho a operação de taxiamento, percorrendo a pista de um aeroporto sem interferência humana. O projeto conta com participação da Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo), que desenvolve pesquisas sobre carros autônomos há dez anos.

Inicialmente, a Embraer usou o sistema autônomo de navegação terrestre dentro de um simulador. Então, na última semana de agosto, um Legacy 500 adaptado percorreu um trajeto previamente estabelecido no Aeródromo de Gavião Peixoto, interior de São Paulo. O teste foi divulgado nesta terça-feira (8).

Os sensores a laser, GPS e câmeras do avião são usados pelo sistema autônomo para guiá-lo pela pista de decolagem sem a ajuda de um humano. Havia um piloto na cabine para interceder caso algo desse errado, mas o teste foi bem-sucedido.

“O sistema integrado de inteligência artificial monitorou as condições externas e internas da aeronave, atuando de forma independente nos comandos de aceleração, direção e frenagem, e executou com precisão a movimentação pelo trajeto indicado”, explica a Embraer em comunicado.

Empresas de aviação como a Boeing vêm explorando o taxiamento autônomo há alguns anos. Esta pode ser uma forma de aumentar a eficiência de aeronaves dentro de um aeroporto, economizando combustível e reduzindo emissões de CO2; estima-se que os aviões são responsáveis por 3% das emissões globais de gases de efeito estufa.

Avião autônomo da Embraer

Ufes desenvolve IARA para carros autônomos

O sistema da Embraer utiliza partes da plataforma IARA (Intelligent Autonomous Robotic Automobile), pensada para carros autônomos e desenvolvida pelo Laboratório de Computação de Alto Desempenho (LCAD) da Ufes.

O IARA vem sendo elaborado desde 2009. Em 2017, um carro autônomo da Ufes com essa plataforma fez uma viagem de 74 km entre Vitória e Guarapari; havia um motorista ao volante, que assumiu o comando em poucas ocasiões, como ao se deparar com um semáforo no modo amarelo piscante.

A equipe do LCAD é composta por professores e estudantes dos cursos de Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Engenharia Elétrica e Informática. O projeto é financiado pelo CNPq, Capes, Finep e Fapes (Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo).

Com informações: Ufes.