Início » Aplicativos e Software » Windows 10 agora impede que malwares desativem antivírus nativo

Windows 10 agora impede que malwares desativem antivírus nativo

Windows 10 tem antivírus Windows Defender; sistema ativa Proteção contra Violações, que impede malwares de desligá-lo

Felipe Ventura Por
14/10/2019 às 19h30

O Windows 10 vem com um antivírus nativo chamado Windows Defender: ele não é o mais eficaz do mercado, mas pode ser o suficiente caso você tome cuidado com os arquivos que executa no PC. Daqui em diante, ele ficará mais seguro: a Microsoft está ativando por padrão a Proteção contra Violações, que impede malwares de desativá-lo.

Windows Defender no notebook com Windows 10

A Microsoft confirma ao Bleeping Computer que vai ativar a Proteção contra Violações (Tamper Protection) em todos os PCs com Windows 10 May 2019 Update ou mais recente. Pode demorar alguns dias, mas isso se tornará padrão nos computadores com essas versões do sistema.

O recurso, lançado na atualização de maio de 2019, exige que qualquer mudança no funcionamento do Windows Defender seja feita somente através do aplicativo Segurança do Windows. No caso de empresas, também é possível usar software de gerenciamento corporativo como o Microsoft Intune.

Não será possível fazer ajustes através de edições no Registro, scripts do PowerShell nem políticas de grupo. Isso significa que, quando um malware tentar desativar o Windows Defender através de código malicioso, ele será barrado. Isso deve impedir a atividade de alguns trojans recentes, como o TrickBot, GootKit e Nodersok.

Como ativar Proteção contra Violações no Windows 10

Para ativar manualmente a Proteção contra Violações, faça o seguinte:

  • abra o menu Iniciar, digite "segurança" e clique em Segurança do Windows;
  • na janela que se abre, clique em Proteção contra vírus e ameaças na lateral esquerda;
  • na seção Configurações de proteção contra vírus e ameaças, clique em Gerenciar configurações;
  • Desça a lista para encontrar a opção Proteção contra Violações.

Ainda será possível desativar a Proteção contra Violações, mas isso não é recomendável. Vale lembrar que, se você instalar outro antivírus, o Windows Defender será desativado para evitar conflitos; neste caso, valerão as configurações de segurança do programa que você instalar.

Windows 10 - Proteção contra Violações

Com informações: Microsoft, Bleeping Computer.