Início » Computador » Google Pixelbook Go tem bateria de 12 horas e novo teclado silencioso

Google Pixelbook Go tem bateria de 12 horas e novo teclado silencioso

Pixelbook Go foi apresentado em evento do Google; modelo mais caro com Chrome OS tem tela de resolução 4K

Lucas Lima Por

O Google acabou com o mistério do Pixelbook Go (se é que havia um) durante evento realizado nesta terça-feira (15), em Nova York. O novo notebook que roda Chrome OS tem bateria com duração de 12 horas e novo teclado “Hush Keys” para digitação silenciosa. No modelo mais caro, com processador i7 de 8ª geração, a tela tem resolução 4K.

Pixelbook Go

Google Pixelbook Go tem até 16 GB de RAM e Intel Core i7

O Pixelbook Go é equipado com processadores Intel de 8ª geração: Core m3, Core i5 ou Core i7, suportando entre 8 GB e 16 GB de RAM e entre 64 e 256 GB de armazenamento interno em memória flash.

A tela LCD de 13,3 polegadas tem resolução Full-HD. O painel com resolução 4K fica restrito ao modelo com processador i7, obviamente o mais caro da linha.

A bateria promete o mesmo que um MacBook Air: 12 horas de duração, mas neste rodando o Chrome OS. O notebook também suporta recarga rápida de 45 W a partir do carregador incluso na caixa. O Google estima que 20 minutos na tomada são suficientes para 2 horas de uso.

O corpo feito em magnésio tem peso máximo de 1,09 kg (1,06 kg no modelo de entrada e intermediário) e espessura de 13,4 mm, nas cores “Just Black” e “Not Pink”.

Teclado Hush Keys

Um dos destaques da apresentação também foi o novo teclado com Hush Keys, que promete ser mais confortável e  silencioso. Há, como sempre, uma tecla dedicada ao Google Assistente. Nas laterais do teclado ficam a saída para o alto-falante estéreo e dois microfones, com função de diminuir o ruído durante videochamadas.

O Pixelbook Go tem apenas duas entradas USB-C e a porta de 3,5 milímetros para fones de ouvido, mas quem se vira com o Chrome OS raramente precisa de mais que isto.

O modelo de entrada custa US$ 649, com processador Core m3, 8GB de RAM e 64 GB de armazenamento. Já o mais caro, com tela 4K, processador Core i7, 16GB de RAM e 256 GB de memória flash sai por US$ 1399. Não há previsão para esses computadores chegarem ao Brasil.

Pixelbook Go Just Black

Com informações: Google.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Shines Fox

Google Pixelbook Go Review
<ahref="https: www.shinesfox.com="" "pixelbook-go-2019-review<="" a="">

paulo yan

Nova geração de teclado?
Xii, tomara que não tenha asas.

RODRIGO

Apenas 12 horas de autonomia??? Deveria ser pelo menos o dia inteiro de uso!!

André G

Meu Dell que comprei em 2010 a bateria durava 1 hora e meia quando era novo, mas depois de uns 3 anos de uso a bateria durava 5 minutos.
Depois dele comprei outro Dell, esse a bateria durava umas 5 horas quando era novo, depois de uns 2 anos a bateria ainda durava bastante, mas certo dia ela parou de funcionar. Hoje uso meu notebook sem bateria, é mais leve, mas sempre preciso de tomada.

Afrânio Gabriel da Silva

Acredito que com a evolução da disponibilidade de usar o apps linux dentro da plataforma o hardware seja melhor aproveitado, fora o que o colega falou no comentário abaixo.

Eduardo Braga

Pixel Slate esquecido no churrasco.

Flavio Toledo

hahahahaha classico combo da desgraça!

Marvin Humorado

so falta falar do futuro dos joguinhos

Marvin Humorado

KKK

Ouriço

"modelo mais caro com Chrome OS tem tela de resolução 4K"
"A bateria promete o mesmo que um MacBook Air: 12 horas de duração
Google estima que 20 minutos na tomada são suficientes para 2 horas de uso."

E pensar que o meu notebook tem a maravilhosíssima resolução de 1366x768 pixels em uma tela de 15.6", usa Windows e o principal: 3 horas na tomada para 2 horas de uso da bateria...

José Vieira

Ferramentas online demandam processamento absurdo, tente usar um editor de fotos ou textos online e ficará espantado com a quantidade de ram e cpu consumida em segundos.

Guilherme Henrique
Chrome OS com Core i7? Será que o sistema vai "evoluir"?
Guilherme Henrique

Chrome OS com Core i7? Será que o sistema vai "evoluir"?