Início » Brasil » Correios reajustam preços de Sedex e PAC em 6,34%, segundo aumento neste ano

Correios reajustam preços de Sedex e PAC em 6,34%, segundo aumento neste ano

Correios aumentam preços do Sedex Hoje, Sedex 10, Sedex 12 e PAC; reajuste no frete é mais que o triplo da inflação no período

Felipe Ventura Por

Os Correios fizeram um reajuste nos preços do Sedex e PAC: os serviços de encomendas agora custam 6,34% mais caro, em média, para postagens realizadas por pessoa física. As novas tarifas estão valendo desde segunda-feira (14), e correspondem a mais que o triplo da inflação acumulada no período. A estatal diz que o aumento, um mês antes da Black Friday, não está relacionado a seu processo de privatização.

Correios e Sedex

O reajuste de 6,34% vale para os serviços Sedex Hoje, Sedex 10, Sedex 12 e PAC prestados às pessoas físicas. Ele não se aplica aos clientes que já possuem contrato prévio com a estatal.

A empresa não informa o reajuste médio para cada tipo de frete por “sigilo comercial”. Ela explica apenas que esse índice “é uma média nacional, que varia de acordo com o tipo de postagem, origem e destino”.

Reajuste dos Correios é o triplo da inflação no período

No início de março, o preço do Sedex e PAC já havia sofrido aumento. De março a setembro, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado foi de 1,73%. Ou seja, o reajuste dos Correios foi mais que o triplo da inflação nesse período.

Segundo os Correios, os novos preços visam uma “readequação do impacto dos custos na prestação dos serviços”, dado que se trata de um “mercado concorrencial”. A estatal não tem monopólio na entrega de mercadorias, apenas de cartas.

Os serviços de frete ficaram mais caros pouco antes da Black Friday, em novembro, quando costuma haver uma alta na venda de produtos pela internet.

Os Correios estão, desde agosto, na lista de estatais que serão privatizadas pelo governo. A empresa foi incluída no PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) para realizar os devidos estudos. Ela diz que o reajuste nos preços “não tem relação com a inclusão no Programa Nacional de Desestatização (PND)”.

Com informações: G1, Veja.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

RODRIGO

O homem não aguenta ser contrariado no seu plano governamental, por exemplo, quem discordar de forma educada é considerado comunista, petista e até traidor(a); não sabe articular-se com o próprio partido e Congresso Nacional!! Vai nem ser reeleito, isso sim!!

zoiuduu .

foi isso mesmo que pensaram quando perguntavam se ele ia ser eleito lembra? rsss eu nem lembro de algum presidente que nao foi reeleito no brasil mais, dilma foi, lula foi, fhc foi tb

Baio-kun

Concordo em partes.

Uma boa parte dos problemas dos Correios realmente são oriundos de má administração e aparelhamento da empresa, mas o governo como um todo também tem culpa. Garanto que o preço das encomendas cairia drasticamente se usássemos trens ao invés de caminhões por exemplo.

Vitor Gyn

SIM! Pago uma fortuna no Amazon, um total de "frete grátis" por encomenda.

uB.

Em momento algum disse: "foda-se o resto do país". Só ilustrei q tem lugares q é mais barato que Correios.

Em lugares menores, é complicado concorrer com uma empresa q n paga impostos, isto desencoraja qualquer pessoa a abrir uma transportadora local, por exemplo.

N sei vc, mas eu n abriria uma empresa pra concorrer diretamente com o filho do Brasil, onde ele tem inúmeras vantagens.

---

E vai ser como toque de mágica? "Fechou Correios, blin blin salabim, todos os problemas foram resolvidos!" Óbvio q n, tudo leva tempo. Acredito q no médio/longo prazo a situação estará melhor do q hoje.

João

O bom senso é dos correios cavando a própria cova, né? heuehuehu

João

Quem não quer privatização tem que correr lá e avisar pra eles, pq a cada dia se aproximam disso.

Keaton

Já "perderam" encomenda minha. Transtorno pro vendedor, transtorno pro comprador, transtorno pra todo mundo.

E eles fazem o seguinte "você optou por não não pagar o seguro, então não podemos fazer nada". Seguro é o escambau, na hora que eles aceitaram o pacote, independentemente de pagar seguro ou não, a responsabilidade TOTAL é deles. Eles estão oferecendo o serviço, paguei pelo serviço. Se eles são incompetentes para prestar tal serviço, que não prestem.

johndoe1981

A estatal:

-tem imunidade tributária
-tem monopólio da entrega de correspondências
-já teve vários reajustes esse ano

Não entendo a realidade alternativa desse cabide de emprego estatal, mas no mundo real das empresas privadas, quando a concorrência aumenta, os preços CAEM e a qualidade AUMENTA, ao contrário do serviço porco prestado pelos Correios.

Enfim, não há nada que justifique esse reajuste, essa medida foi mais uma pá de terra da cova que a própria estatal está cavando.

sandrosfc

Boa, tirou minha dúvida, vou de Jadlog mesmo então, não confio mais nada no serviço porco(e agora mais caro) dos Correios. Obrigado pela informação

Thiago Calazans

Amazon Prime pra que te quero! Fiz um pedido na segunda e chegou hoje, eu moro na Bahia e o pedido saiu de SP. Muito bom!

Vitor Gyn

"Se privatizar vai ficar muito caro e menos acessível"
Atualmente: Amazon frete grátis e correios subindo os preços pela 2x em um ano.

Edson Meira Santana

Acho que este post é do MBL, não tem outra explicação para tamanha falta de bom senso.

Danilio Costa Silva

Depende da cidade. Maioria das transportadoras só entrega nos 1000 maiores municípios (que tem melhor infraestrutura e menores custos). No restante, muitas repassam as encomendas via Correios.

Danilio Costa Silva

Acho que isso até ajuda a privatização. Diminuir o prejuízo (ou até tornar mais lucrativa) atrai compradores. E só deixando claro, o aumento no início do ano foi pra PJ e esse de agora é de PF.

Exibir mais comentários