Início » Internet » Google Chrome testa bloqueio de anúncios pesados em sites

Google Chrome testa bloqueio de anúncios pesados em sites

O Google quer impedir páginas de exibirem anúncios que consomem muitos recursos do sistema

Victor Hugo Silva Por
31/10/2019 às 16h56

O Googe liberou o Chrome 78 há poucos dias, mas já trabalha em mudanças que devem ser oficializadas no Chrome 80. E a futura versão do navegador poderá bloquear anúncios pesados exibidos sem o consentimento dos usuários.

Google Chrome

A solução, batizada de "Heavy Ad Intervention" é testada no Chrome Canary, a versão experimental do navegador que no momento oferece uma prévia das mudanças para o Chrome 80. O objetivo do Google é desabilitar os anúncios que consomem muitos recursos do sistema.

"Esses anúncios de baixo desempenho (intencionais ou não) prejudicam a experiência de navegação do usuário, tornando as páginas lentas, esgotando a bateria do dispositivo e consumindo dados móveis (para aqueles sem planos limitados)", apontou John Delaney, engenheiro de software do Google.

Com a mudança, o Chrome passa a oferecer a opção de bloquear anúncios que mineram criptomoedas, carregam imagens e vídeos pesados ou que realizam operações muito complexas em JavaScript como decodificar arquivos de vídeo.

O navegador bloqueará os anúncios que consomem um espaço notável da rede ou da CPU. E, por notável o Google considera os que estão entre o 0,1% que utilizam mais recursos do sistema.

Por enquanto, o bloqueio está disponível apenas em uma flag do Chrome Canary. Os usuários da versão experimental do navegador podem ativar o recurso ao acessar "chrome://flags/#enable-heavy-ad-intervention".

A empresa acredita que a decisão trará poucos riscos à experiência dos usuários no Chrome. Isso porque o bloqueio não será feito ao conteúdo principal dos sites, e sim aos anúncios que consomem recursos em excesso e que passam desapercebido.

Caso um anúncio pesado seja exibido após uma interação do usuário, o navegador não realizará nenhum bloqueio. Ainda não há informações sobre quando a solução (ou o Chrome 80, em geral) será levado para todos os usuários.

Com informações: Android Central, 9to5Google.

Mais sobre: , ,