Início » Aplicativos e Software » Microsoft Edge com base do Google Chrome chega em 15 de janeiro para todos

Microsoft Edge com base do Google Chrome chega em 15 de janeiro para todos

Microsoft Edge traz novo logotipo, modo IE e proteção contra rastreamento na web; navegador está no Windows e macOS

Felipe Ventura Por

O novo Microsoft Edge ganhou uma data oficial de lançamento: ele terá disponibilidade geral em 15 de janeiro de 2020 com suporte a mais de 90 idiomas. O navegador usa a engine Chromium, assim como o Google Chrome, e traz um novo logotipo, coleções, modo Internet Explorer e proteção contra rastreamento na web. Ele está disponível no desktop para Windows 10, Windows 7, Windows 8.1 e macOS.

Microsoft Edge

A Microsoft vai liberar uma versão "release candidate" do Edge que poderá ser baixada neste link. Ela se juntará aos canais Beta, Dev e Canary, que recebem atualizações em diferentes frequências.

Yusuf Mehdi, vice-presidente na Microsoft, nota em um blog oficial que 60% do tempo que passamos no PC é dentro do navegador. Imagino que, por isso, a empresa não poderia simplesmente ceder ao Chrome e desistir de fazer um browser. Em vez disso, a Microsoft preferiu usar o Chromium para aumentar a compatibilidade com os sites e expandir o Edge além do Windows 10.

Microsoft Edge tem proteção contra rastreamento na web

Microsoft Edge

O Edge tem a prevenção de rastreamento ativada por padrão. Você pode escolher entre os níveis básico, balanceado e estrito, ou desligar esse recurso. Mehdi diz que, combinado com o Defender SmartScreen, isso pode proteger usuários contra golpes de phishing e vários tipos de malware, incluindo criptojacking (no qual sites mineram criptomoeda sem você saber).

Há também as Coleções, que permitem reunir diferentes links e informações que você encontrar pela web e exportar tudo para um documento do Word. Se você estiver pesquisando preços, o Edge consegue até salvar os dados em uma planilha do Excel.

Microsoft Edge

A Microsoft oferece recursos voltados para empresas, como um modo Internet Explorer para sites antigos. Além disso, ela vai expandir o App Assure a partir do primeiro trimestre de 2020: se um site funcionar no IE11 ou Chrome, mas não no Microsoft Edge, "ajudaremos você a corrigir o problema sem nenhum custo adicional".

Haverá também uma integração do Microsoft Search à busca do Bing na web: você poderá digitar o nome de um funcionário na barra de endereço e encontrar o nome da equipe dele ou o local no escritório. Será possível obter definições para acrônimos da empresa e encontrar outros tipos de informações internas.

O Microsoft Edge pode ser usado nas versões atualmente suportadas do Windows: 10, 8.1, 7, Server 2008 R2 em diante, e macOS. Há também versões para iPhone, iPad e Android. Vale notar que o Windows 7 perderá suporte no início de 2020, mas receberá atualizações pagas de segurança até 2023.

Microsoft Edge

Com informações: Microsoft.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Credulos
Verdade observei agora a pasta de instalação vc esta certo, mancada Microsoft...
@Sckillfer
Cheque novamente, pois no sobre ele diz 64-bit caso esteja em um sistema 64-bit, mas ele vai direto pra pasta "Program Files (x86)" e basta abrir o gerenciador de tarefas que o processo aparece como 32-bit
hamster
As extensões do chrome funcionam no edge, e o motor html é o mesmo também.
johndoe1981
Muito bem lembrado, o fato de já vir integrado no SO é algo bem relevante. Pode acabar se tornando um Windows Defender, que por já vir embutido e ser competente, me fez dispensar soluções de programas antivírus de terceiros.Acho que nunca torci tanto para um produto da Microsoft dar certo como esse Edge Chromium, é primeira vez que eu testo um programa durante meses dando feedback pro desenvolvedor.Diante do que leio no fórum oficial desse novo navegador, diria que a Microsoft está dando mais atenção ao feedback dos usuários do Edge Insider do que o Windows Insider, guardada as devidas proporções entre complexidade de um software e outro.
Rafael Moreira
Disso eu sei jovem rs.
Kaleb
"Mas todos os navegadores já nao tinham essa proteção" Chrome: Tolinho. Rsrs
Di Almeida
Isso. Estou usando o "release candidate".
Guilherme Silva
Mas todos os navegadores já não tinham essa proteção? Apesar que em nenhum funcionava direito, né. Bom, espero que dessa vez funcione.
Credulos
Ele vira dia 15 de Janeiro. E ira substituir o edge atual.
Credulos
Versão final ira sumir com o antigo edge, o Beta que mantém.
Credulos
O meu esta em 64 bits normalmente.
Rodrigo T.
nao, ele continua lah!
hopæja
eu estou usando o Edgium e é o navegador mais rapido e leve na minha máquina lenta, e já fui de Firefox, Opera...muito bom ver que ele vai ter funções do antigo Edge já que nessas questões o UWP Edge ganhava de todos de lavadaplus o visual é lindo, só que inconsistente como qualquer outro produto da Microsoft, ek. que o WinUI 3.0 melhore essa situação velha de vergonhosa
Di Almeida
Quando você instala o Edge chromium, o antigo Edge já some do PC.
@Sckillfer
Vai chegar à versão final sem "set tava aside" e..., bits em 32 bits, quando o próprio Chrome é 64 bits há o quê... 4 anos? Mais?
hamster
Olha, eu até concordaria, se o novo Edge não viesse como navegador padrão no Windows.Eu acho que o market share do edge vai crescer mais rápido do que muita gente imagina.
hamster
Eita....
Eliézer José Lonczynski
Tá voando o Bixo, eu uso como principal desde que entrou em Beta, muito bom.
Matheus Nicolas
É provável que venha junto com a atualização de maio 20h1, atualmente se você tiver o novo edge instalado e atualizar pra 19h2 (atualização de novembro) e o edge não estiver fixado na barra de tarefas ele desaparece totalmente e não aparece nem mesmo se você usar a pesquisa.
Willian Medeiros de Faria
Na verdade você tem que testar em todos, se é um desenvolvedor que se preze.
Credulos
Ele vai substituir o antigo EDGE e integrar ao sistema, oque não ficou claro é se esse "modo internet explorer" ira deletar de uma vez por todas o IE do Windows.
Alexandre Gouveia Martins
É questão de preferência. Para mim os navegadores produzidos pela MS são irrelevantes. Todos os citados possuem seus públicos e estão integrados com o windows, assim como com o MacOS, o Linux etc. A única 'integração' que a MS promoveu até hoje com navegador se chamou monopólio e foi extremamente prejudicial.
Gustavo
Instalei a versão estavel do EDGE que vazou e ele substituiu por completo o antigo EDGE
Geraldo Lopes
No passado o IE reinou absoluto com mais de 80% dos usuários e perdeu seu posto. Anteriormente o Netscape foi o rei dos browsers...
Gabriel
Por mim o Edge antigo poderia continuar no sistema na forma de recurso opcional, ou pelo menos ser convertido a leitor oficial de documentos do Windows. É muito prático e rápido pra ler PDFs e ePubs. Isso o novo Edge nao tem e nem terá.
[Spetto]
Achei que esse Edge Chromium seria lançado junto com uma das grandes atualizações anuais do Windows 10, mas como vai ser já agora em Janeiro, fico pensando o que será feito do Edge antigo. Ele continuará co-existindo até uma dessas grandes atualizações limar ele do sistema ou vamos ficar com esse treco instalado?
Credulos
Exatamente essa integração que espero trazer vantagem real. Vamos testar pra ver.
Credulos
A muito tempo abandonei o Chrome por questões de privacidade e principalmente consumo de recursos da maquina, aderi ao Firefox e ate hoje é meu navegador padrão, mas andei testando o beta do EDGE e estou achando muito promissor. Pretendo da uma chance a ele.
Credulos
A muito tempo abandonei o Chrome por questões de privacidade e principalmente consumo de recursos da maquina, aderi ao Firefox e ate hoje é meu navegador padrão, mas andei testando o beta do EDGE e estou achando muito promissor. Pretendo da uma chance a ele.
Fabio Santos
Você tem testado o beta do Edge sempre critiquei a bosta que o navegador foi no passado, agora ele está bem promissor.
Sapo Depressivo
Chromezinho é imbatível. Mas tô usando Opera como principal. E o Firefox que tem uma extensão que só achei nele (um rádio pra ouvir japonês).
johndoe1981
Sad but true.
P. Herrera
Opera e Vivaldi são irrelevantes e tbm são "cascas" do Chromium.A diferença do Edgium é que a MS poderá integrá-lo ao Windows.
P. Herrera
Bom, está muito bom. Só de remover as tralhas do Google(que rodavam por debaixo dos panos), já tá valendo a pena. Fora que vai ser mais integrado ao Windows, o que leva a ter algumas vantagens: menor consumo de bateria, RAM e tal.
João
Rly? Eu prefiro firefox AUSHEUASHEUSAHE (pra desenvolver)
Saymonps
As extensões do Chrome são compatíveis com o novo Edge.
Alexandre Gouveia Martins
Lembrei-me da canção do Cazuza: "EU VEJO UM MUSEU DE GRANDES NOVIDADES". O melhor que a Microsoft poderia fazer é reconhecer sua impossibilidade de onipresença e deixar esse 'filão' para Google Chrome, Mozilla Firefox, Opera, Vivaldi etc.
Rafael Moreira
Sem contar a vasta quantidade de extensões. No desenvolvimento de páginas Web, prefiro testar no Chrome, as funções do HTML 5 carrega melhor nele.
João
Acho difícil, chrome já tá bem consolidado entre o usuário comum.
johndoe1981
Espero que o "Edgium" faça sucesso pra equilibrar o market share de navegadores.