Início » Aplicativos e Software » Netflix deixará de funcionar em smart TVs antigas da Samsung nos EUA e Canadá

Netflix deixará de funcionar em smart TVs antigas da Samsung nos EUA e Canadá

Um aviso no site da Samsung avisa que algumas smart TVs de 2010 e 2011 não terão suporte para a Netflix

Victor Hugo Silva Por
06/11/2019 às 17h05

A Netflix não poderá mais ser tão facilmente acessada por alguns usuários de smart TVs da Samsung. Isso porque o serviço de streaming vai não oferecerá suporte para algumas televisões da fabricante sul-coreana a partir de 2 de dezembro.

Netflix deixará de funcionar em smart TVs antigas da Samsung (Thibault Penin/Unsplash)

O aviso foi publicado no site da própria Samsung. De acordo com a empresa, "limitações técnicas" farão o serviço ficar indisponível em suas smart TVs de 2010 e 2011 que usam as letras C ou D após o tamanho da tela no código do modelo.

Ao Tecnoblog, a Samsung informa que "os modelos anunciados não foram comercializados no mercado brasileiro".

"Se você tem um dos modelos afetados, poderá ver uma mensagem na sua TV indicando que a Netflix não estará mais disponível neste dispositivo", indica a versão do site da Samsung para os Estados Unidos. "Você ainda poderá assistir à Netflix na sua TV conectando outro dispositivo".

Um representante do serviço de streaming confirmou a decisão ao CNET. Segundo ele, "um pequeno número de dispositivos antigos" não será suportado pela plataforma. "Notificamos todos os membros impactados com mais informações sobre dispositivos alternativos aos quais oferecemos suporte".

A Netflix oferece em seu site conta com uma lista de aparelhos compatíveis, como Amazon Fire TV, PlayStation 4 e Apple TV. No caso de smart TVs, a plataforma aponta marcas como Samsung, Sony e LG, mas não especifica os modelos.

Com o fim do suporte, a saída mais barata para os usuários afetados continuarem assistindo à Netflix na TV é adquirir dispositivos que suportam a plataforma como Google Chromecast ou Amazon Fire TV Stick.

Atualizado às 18h de quarta-feira (6) com o comunicado da Samsung.

Com informações: Samsung, BGR, CNET.

Mais sobre: ,