Início » Celular » iPhone 11 Pro Max fica atrás do Xiaomi Mi CC9 Pro em testes de câmera do DxOMark

iPhone 11 Pro Max fica atrás do Xiaomi Mi CC9 Pro em testes de câmera do DxOMark

iPhone 11 Pro Max empata com Samsung Galaxy Note 10+ em teste de câmera; celular da Apple tem lente ultrawide e Deep Fusion

Felipe Ventura Por

A Apple trouxe diversas melhorias para a câmera do iPhone 11 Pro e Pro Max, incluindo um terceiro sensor com lente ultrawide e o recurso Deep Fusion de inteligência artificial. Ele empatou com o Samsung Galaxy Note 10+ nos testes do DxOMark, mas não conseguiu ultrapassar o Huawei Mate 30 Pro nem o Xiaomi Mi CC9 Pro Premium Edition, também conhecido como Mi Note 10 Pro.

Apple iPhone 11 Pro e Phil Schiller

A câmera do iPhone 11 Pro Max atingiu uma pontuação de 117 no DxOMark, com 124 pontos em fotografia e 102 pontos em vídeo. O Huawei Mate 30 Pro e Xiaomi Mi CC9 Pro continuam liderando o ranking com 121 pontos cada.

Segundo o DxOMark, a câmera do iPhone 11 Pro Max teve um desempenho muito bom em praticamente todos os aspectos, mas ainda enfrenta algumas limitações. Ela é uma das melhores em se tratando de exposição, mas acaba tropeçando em ambientes com pouca luz, se comparado a celulares com sensores maiores (como o Huawei Mate 30 Pro).

O modo bokeh gera bons resultados, mas “não está entre os melhores”: há pequenos erros na fronteira entre o objeto focado e o plano de fundo, visíveis em todo tipo de luminosidade no ambiente.

O zoom do iPhone 11 Pro Max é melhor que em seus antecessores, gerando boas fotos a uma distância curta. No entanto, ele não consegue competir com as teleobjetivas mais longas de dispositivos como o Huawei P30 Pro; a diferença no ruído fica bem visível em distâncias maiores.

iPhone 11 Pro Max tem lente ultrawide e Deep Fusion

A câmera tripla traz uma lente ultrawide a um iPhone pela primeira vez. Ela tem um dos ângulos de visão mais amplos em um smartphone, e gera imagens “decentes”, mas longe da qualidade das fotos da câmera principal. O DxOMark elogia a reprodução de cores, a gama dinâmica e a reprodução de texturas, mas critica os níveis de ruído relativamente altos.

O Deep Fusion realmente funciona, usando aprendizado de máquina para renderizar pequenos detalhes como sardas, pelos de animais e folhas distantes. O modo noturno, um dos destaques do iPhone 11 Pro Max, está entre um dos melhores do mercado — só perde para o Night Sight do Google Pixel 4.

E, em se tratando de vídeo, o iPhone 11 Pro Max atinge a maior pontuação do DxOMark, empatando com o Xiaomi Mi CC9 Pro Premium Edition. Ele gera “algumas das melhores imagens que já vimos em um smartphone, especialmente ao usar a resolução 4K”.

Confira todas as fotos e vídeos de teste no DxOMark.

Teste de exposição e contraste:

Teste de ruído em pouca luz:

Teste de modo noturno:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Moreira

Comentei aí em cima que testei as câmeras do iPhone 11 Pro na loja, e não é isso tudo que dizem por aí. No quesito selfie, o Pixel 2 XL que utilizo apresentou qualidade superior.

Rafael Moreira

Tive a oportunidade de testar as câmeras do iPhone 11 Pro na loja iPlace. A câmera traseira faz um bom trabalho, utilizei a função da lente ultra wide e achei bacana.

Porém a qualidade não é issooo tudo que falam por aí nesses testes como o Dxomark. Estava com meu Pixel 2 XL, e na câmera frontal o smartphone do Google mesmo sendo de 2017 faz um trabalho melhor, apresentando boa nitidez do rosto e recorte do modo retrato.

O iOS mesmo na versão mais nova continuo não gostando. Como não pretendo trocar de celular tão cedo, o próximo de fato não será um iPhone 11 Pro. Sigo firme na linha Google por opção pessoal.

Rafael Moreira

Essa questão da liberdade do Android é que me faz continuar usando o sistema. Já tive várias oportunidades de testar o iOS, mais até hoje nunca gostei. Considero o Android puro junto com os serviços Google muito bom, gosto do Pixel 2 XL e não pretendo abrir mão tão cedo. Antes dele já utilizei dois Nexus.

ochateador

Vixi.

Haggis

Olha um noveleiro aí!
Tambem estou assistindo!

Maicon Bruisma

Sim, o iPhone para vídeo é praticamente imbatível. O Google tem agora o Live HDR, que é em tempo real, mas não botou para vídeo. IPhone tem isso, 4k60fps, entre outros.

Fabio Santos

Eu não entendo os especialistas, até uns anos atrás e vimos isto no zenfone 5 e 5z a diferença usando mesmo sensores em processadores inferiores, como um snap 730G consegue produzir boas foto em várias situações eu tenho lá minhas duvidas, não estou defendendo ninguém mais um snap 730G deve ter um pós processamento bem abaixo do A13 e mesmo o snap 855 e 855plus e o processador mais top da huawei.
Acho que tem alguém levando por fora, já que estão promovendo inicialmente quando cair na grande massa que saberemos de fato a verdade.

uB.

Com a avaliação da câmera frontal, n vai alterar nada na avaliação da traseira.

São testes separados e notas separadas. Também, o site n faz uma média dando uma nota geral pro smartphone, sempre fica tudo separado.

joaoserpa

Eu não tenho problema algum com a Apple, ela possui ótimos produtos que valem a pena para quem tem bolso para pagar, pelo menos aqui no Brasil. Sobre a questão das câmeras, acredito que seja relativo, pois o único perfil no Instagram que utilizo, vejo poucas selfies. Por isso que falo que não é uma regra. Pelo que vi no site do DXO, existe um ranking para as câmeras frontais separado das traseiras, para que os selfiemaniacos utilizem na hora de adquirir um aparelho.

Leandro Gonçalves

Minha questão exclusivamente,é : com a avaliacão da câmera frontal, vão alterar a nota geral? É pra ser,neh?

GigoCAP

As dimensões para feed do Instagram são 1080 x 1080, mas se não for iPhone, sofre compactação de qualquer forma. Se for foto tirada pelo app mesmo, tanto no feed quanto nos stories, a coisa piora drasticamente. Se for upado da câmera, não perde tanta qualidade.

GigoCAP

Pobrecitário mesmo. hahahah

Rafael Moreira

É isso mesmo, a maioria das fotos da galeria do Instagram é com a câmera traseira. Selfie mesmo é usado mais no story. E não precisa de ter uma boa câmera para isso, até porque o Instagram reduz um pouco a qualidade da foto na hora do upload.

Rafael Moreira

O Pixel 4 ficará atrás mesmo no DxO, eles levam muito em consideração a quantidade de sensores, não é somente a qualidade da foto em si.

Se o Pixel 4 tivesse adotado a lente grande angular, a posição seria melhor. Mais é como você falou, em outros canais como YouTube, mostra os testes de fotos e o Pixel 4 se sair melhor que o iPhone, modo noturno então nem se fala.

Agora vídeo esquece, a Google da pouca importância, nem habilitaram o 60fps 4k na Google câmera. A esperança é algum dev do Xda Developers arrumar um jeito para usar o recurso.

Rafael Moreira

Em se tratando de revenda os aparelhos da Apple perde pouco valor. Agora qualquer aparelho Android se precisar de vender é complicado, precisa abrir mão de quase 50% do preço que pagou.

Esse iPhone 11 Pro despertou meu interesse, eu que uso a anos aparelhos Google, a nível de preço o Pixel hoje em dia está custando a mesma coisa que um iPhone. Porém o suporte e garantia é péssimo.

Futuramente quando for me desfazer do meu Pixel 2 XL, possa ser que mude de sistema pegando esse iPhone 11 Pro. Atualização de 5 anos, suporte global e boa revenda.

Exibir mais comentários