Início » Aplicativos e Software » WhatsApp está banindo grupos com nomes suspeitos, dizem usuários

WhatsApp está banindo grupos com nomes suspeitos, dizem usuários

Os relatos indicam que, mesmo sem nenhum conteúdo ilegal nos grupos, os participantes foram penalizados pelo aplicativo

Victor Hugo Silva Por

Mesmo sem ter acesso às mensagens por conta de criptografia de ponta a ponta, o WhatsApp consegue fiscalizar os grupos e removê-los, caso necessário. E alguns usuários do aplicativo afirmam que foram banidos simplesmente por participarem de grupos com nomes suspeitos.

whatsapp na tela

O primeiro relato foi publicado há cerca de um mês no Reddit. Segundo o usuário, um dos participantes mudou o nome do grupo de colegas da faculdade para algo ilegal, o que levou ao banimento de todos os que participavam da conversa.

Ele afirma ter entrado em contato com o WhatsApp e recebido somente mensagens de que teria violado os termos de uso do aplicativo. Depois de uma semana e sem qualquer motivo aparente, sua conta teria sido restaurada.

Em resposta, outro usuário disse ter passado por uma situação parecida depois de uma pessoa mudar o nome do grupo da escola, que contava com cerca de 100 participantes. Após a alteração, eles foram penalizados pelo aplicativo.

Um terceiro usuário afirmou na quinta-feira (7) que uma brincadeira de seu amigo causou o banimento de todos os usuários de um grupo que eles participavam. Ele também alterou o nome do grupo para algo ilegal, o que teria causado a exclusão das contas.

Com a decisão, eles teriam sido obrigados a mudar o número de telefone para criar outra conta. Segundo o WABetaInfo, a medida parece afetar principalmente os grupos que tenham nome suspeito e que sejam muito antigos ou contem com muitos participantes.

Ainda de acordo com o site, o WhatsApp deve banir os grupos por meio dos metadados. Isso porque as mensagens e as ligações são criptografadas de ponta a ponta e não podem ser acessadas por quem não está na conversa.

Por meio dos metadados, o aplicativo conseguiria informações como nome, descrição e data de criação do grupo. A iniciativa do WhatsApp tem um bom propósito, o de evitar o uso do serviço para a prática de crimes.

No entanto, nem sempre os usuários suspeitos estão, de fato, cometendo atos impróprios. Além disso, o procedimento atual permite que, pelos mais diversos motivos, um único usuário seja capaz de mudar o nome do grupo e banir as contas de todos os seus participantes.

Procurado pelo Tecnoblog, o WhatsApp explicou que “conta com sistemas avançados de machine learning para detectar contas que violam as diretrizes do app e se vale de todas as informações não criptografadas disponíveis, incluindo relatórios de usuários para detectar e prevenir abusos”.

A empresa também afirmou que o banimento da conta é a penalidade por comportamento abusivo e que oferece a opção de limitar aos administradores a capacidade de renomear grupos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marmota Marota

Se vc for lá vai ver que é quase um crime morar lá.
Lugar feio da porra.

Credulos

Produtos com o dedo do Facebook sempre vão ter a chave de acesso dos seus dados.

zoiuduu .

imagina isso,,, vc cria um grupo com um monte de gente da facul,,, daí vc muda o nome do grupo e sai dele, o wpp bane o povo que vc pos lá ,,,, q coisa né

Eduardo Menezes
Essa história de criptografia ponto-a-ponto do Whatsapp não me convence nem um pouco. Eu gostaria muito de saber como, na época das eleições, o aplicativo começou uma campanha contra as supostas fake news se dizem não ter acesso ao conteúdo das mensagens. Só sendo muito inocente pra cair nessa história de metadados e machine learning, pois, como sempre, só eram considerados fake news conteúdos conservadores. Não estou dizendo que não existem os tais metadados, big data, etc. Estou dizendo que, nesse caso, o buraco é muito mais embaixo e o aplicativo tem, sim, acesso às mensagens. Simples assim.
Eduardo Menezes

Essa história de criptografia ponto-a-ponto do Whatsapp não me convence nem um pouco. Eu gostaria muito de saber como, na época das eleições, o aplicativo começou uma campanha contra as supostas fake news se dizem não ter acesso ao conteúdo das mensagens. Só sendo muito inocente pra cair nessa história de metadados e machine learning, pois, como sempre, só eram considerados fake news conteúdos conservadores. Não estou dizendo que não existem os tais metadados, big data, etc. Estou dizendo que, nesse caso, o buraco é muito mais embaixo e o aplicativo tem, sim, acesso às mensagens. Simples assim.

Theo Queiroz
Wait... I know you

Se for real me manda o link

Keaton

"Não é distribuição de crack"

Edit: algo pior ainda... https://www.reddit.com/r/wh...

Keaton

Até essa zuera começar no Brasil...

Lucas Santos

Pois opinou errado.

Jailson
Rod

Já li no Reddit que botaram ch*ld porn

Jesus Negão

O de sempre: eram de esquerda.

Jesus Negão

Isso me lembrou a série que preciso acabar antes da nova temporada que chega em dezembro: Vikings.

Daniel_F

Mudou pra que nome?

Exibir mais comentários