Início » Antivírus e Segurança » Anatel e Procon-SP notificam Vivo após dados de clientes serem expostos

Anatel e Procon-SP notificam Vivo após dados de clientes serem expostos

A Vivo poderá sofrer sanções caso os órgãos entendam que os direitos dos consumidores foram violados

Victor Hugo Silva Por
08/11/2019 às 14h51

A Vivo deverá dar explicações sobre a falha que expõs dados de clientes que usavam o portal Meu Vivo. A Telefônica Brasil, dona da operadora, foi acionada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e pelo Procon-SP, que querem saber o que tem sido feito para resolver o problema.

Vivo

Segundo o Estadão, a Anatel afirmou que vai apurar a falha e aplicar sanção contra a Vivo se concluir que houve infração aos direitos dos consumidores. A agência não detalhou como o processo será encaminhado, nem quais são as sanções possíveis.

O Procon-SP, por sua vez, acionou a empresa na quarta-feira (6). O objetivo é esclarecer o que causou a falha de segurança e quais medidas a companhia está adotando para resolver a situação e atender os clientes afetados.

O órgão deu um prazo de 15 dias para a companhia enviar sua resposta e, depois disso, apresentará uma decisão em até 30 dias. A Telefônica poderá ser multada em até R$ 10 milhões conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

A falha no portal Meu Vivo, que permite aos clientes acessar dados sobre planos de telefone, internet e TV teria afetado 24 milhões de pessoas, segundo especialistas ouvidos pelo UOL. A Vivo, porém, afirma que o número real é "consideravelmente menor".

De qualquer forma, uma vulnerabilidade no token de acesso teria exposto dados como nome completo, endereço, data de nascimento, RG, CPF, e-mail e número de celular. A operadora afirma que neutralizou a falha no portal menos de três horas após ela ser identificada.

Mais sobre: , ,