Início » Brasil » Projeto de lei quer obrigar Voz do Brasil na TV aberta

Projeto de lei quer obrigar Voz do Brasil na TV aberta

Emissoras de TV aberta teriam que dedicar 18 minutos no horário nobre para divulgar informações do governo

Lucas Braga Por

Um projeto de lei em tramitação no Senado quer obrigar as emissoras de TV aberta a dedicarem um horário na programação para divulgar ações do Governo Federal e dos poderes legislativo e judiciário. É como se fosse uma versão em vídeo da Voz do Brasil, atualmente presente nas emissoras de rádio.

glenn-carstens-peters-amazon-prime-video-tv-unsplash

O texto é de autoria da senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) e altera a lei nº 4.117. O projeto de lei 5.833/2019 estabelece que os canais de TV aberta são obrigados a retransmitir diariamente as informações oficiais dos poderes da República.

Os canais teriam que reservar 18 minutos ininterruptos de programação, dos quais dez minutos seriam dedicados ao Poder Executivo, "destacando os atos do Presidente da República e as realizações do Estado". Os outros oito minutos seriam divididos igualmente para divulgações do Poder Legislativo e Poder Judiciário.

O projeto ainda estabelece que a programação do governo seja exibida em horário nobre, entre 19 e 22 horas. A justificativa do projeto destaca a capilaridade das transmissões de TV aberta, e afirma que a medida se torna necessária por complementar as transmissões realizadas no rádio, que não atinge as novas gerações que cresceram assistindo à televisão.

No Twitter, a autora do projeto volta a equiparar a Voz do Brasil na TV ao Rádio. Thronicke diz que "nunca ninguém reclamou" e que quem não quer veicular as transmissões deve sair da modalidade de transmissão aberta.

Em vídeo, a congressista diz que o projeto é importante "em um momento em que não se pode confiar em parte da mídia, porque as informações são manipuladas e não são levadas até você", e que "o povo precisa saber o que está acontecendo no governo direto do governo".

Assim como as rádios, que possuem concessão pública para operar no Brasil, são obrigadas a separar um espaço na programação para divulgar as ações do governo brasileiro, protocolei o PL

Tecnocast 127 - Leis estúpidas da tecnologia

Estamos vendo uma série de projetos de lei relacionados à tecnologia em tramitação no Congresso. Se aprovadas, as novas regras poderiam afetar as plataformas de streaming, os serviços de transporte por aplicativo e até o 5G — que ainda nem teve tempo de desembarcar por aqui, mas já corre o risco de ser proibido devido ao “perigo da radiação”.

Tecnocast 127

Quem está fazendo essas leis, no mínimo, questionáveis? E a quem elas interessam? Existe algum embasamento técnico nelas? (Não.) No programa de hoje, comentamos a nossa visão sobre alguns dos projetos dos deputados e senadores do Brasil. Dá o play e vem com a gente!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ligeiro
Só vejo gente hipocrita por aqui... não duvido que muitos votaram no PSL "só porque era o partido do bolsonaro".
Jesus Negão
TV Estatal is coming
Leandro Gonçalves
Se o tempo de duração do programa for proporcional ao feitos do governo...hauhauhauhauaha!
Edu
A TV está morrendo lentamente. Quem propôs isso não tem paciência de esperar.
Lucas Nascimento
Live do bolsonaro na tv aberta kkk
Luigi Lambri
Voz do Brasil não é só sobre o Executivo, fala mais das coisas do legislativo.
Luigi Lambri
Estatistas fazendo estatice
Rodrigo Aleixo
Senadora desconectada. Pode colocar até 2h se quiser. Os jovens já não escutam rádio nem tão pouco assistem TV. Essa é a nova realidade.
Alisson Santos
Não se preocupem, este projeto não passa nem em comissão especial. Boa parte dos senadores possuem concessão de TV. Este projeto vai morrer em alguma gaveta.
Will
pq não colocam nos canais so governo? muito mais fácil
uB.
Não se pode confiar na mídia, mas na voz do governo, pode confiar sim, amiguinho. Especialmente naquela parte q faz autocrítica de seu próprio governo 👍
Love & Peace
As vezes eu penso que são crianças de 10 anos que estão fazendo esses PL.
Lucas Blassioli
Só uma coisa: Coitada da audiência dos programas que vem depois, certeza que vai chegar a ser nula