Início » Brasil » Projeto de lei quer obrigar Voz do Brasil na TV aberta

Projeto de lei quer obrigar Voz do Brasil na TV aberta

Emissoras de TV aberta teriam que dedicar 18 minutos no horário nobre para divulgar informações do governo

Lucas Braga Por

Um projeto de lei em tramitação no Senado quer obrigar as emissoras de TV aberta a dedicarem um horário na programação para divulgar ações do Governo Federal e dos poderes legislativo e judiciário. É como se fosse uma versão em vídeo da Voz do Brasil, atualmente presente nas emissoras de rádio.

glenn-carstens-peters-amazon-prime-video-tv-unsplash

O texto é de autoria da senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) e altera a lei nº 4.117. O projeto de lei 5.833/2019 estabelece que os canais de TV aberta são obrigados a retransmitir diariamente as informações oficiais dos poderes da República.

Os canais teriam que reservar 18 minutos ininterruptos de programação, dos quais dez minutos seriam dedicados ao Poder Executivo, “destacando os atos do Presidente da República e as realizações do Estado”. Os outros oito minutos seriam divididos igualmente para divulgações do Poder Legislativo e Poder Judiciário.

O projeto ainda estabelece que a programação do governo seja exibida em horário nobre, entre 19 e 22 horas. A justificativa do projeto destaca a capilaridade das transmissões de TV aberta, e afirma que a medida se torna necessária por complementar as transmissões realizadas no rádio, que não atinge as novas gerações que cresceram assistindo à televisão.

No Twitter, a autora do projeto volta a equiparar a Voz do Brasil na TV ao Rádio. Thronicke diz que “nunca ninguém reclamou” e que quem não quer veicular as transmissões deve sair da modalidade de transmissão aberta.

Em vídeo, a congressista diz que o projeto é importante “em um momento em que não se pode confiar em parte da mídia, porque as informações são manipuladas e não são levadas até você”, e que “o povo precisa saber o que está acontecendo no governo direto do governo”.

Assim como as rádios, que possuem concessão pública para operar no Brasil, são obrigadas a separar um espaço na programação para divulgar as ações do governo brasileiro, protocolei o PL

Tecnocast 127 – Leis estúpidas da tecnologia

Estamos vendo uma série de projetos de lei relacionados à tecnologia em tramitação no Congresso. Se aprovadas, as novas regras poderiam afetar as plataformas de streaming, os serviços de transporte por aplicativo e até o 5G — que ainda nem teve tempo de desembarcar por aqui, mas já corre o risco de ser proibido devido ao “perigo da radiação”.

Tecnocast 127

Quem está fazendo essas leis, no mínimo, questionáveis? E a quem elas interessam? Existe algum embasamento técnico nelas? (Não.) No programa de hoje, comentamos a nossa visão sobre alguns dos projetos dos deputados e senadores do Brasil. Dá o play e vem com a gente!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Trovalds

O tempo em que a TV chegou era totalmente diferente. Não tínhamos acesso a meios de comunicação diversos que só a internet foi capaz de proporcionar. Pode até não morrer de vez mas como forma de consumo de entretenimento vai minguar bastante. Um exemplo claro é a Globo que está investindo pesado no Globoplay, inclusive com conteúdos totalmente exclusivos e alguns que só vão pro sinal aberto meses depois.

Gabriel Lacorte

Ele falou da TV aberta, não do formato televisão.

Gabriel Lacorte

Queria que isso fosse fake news.

uB.

Nem citei partido, cara! Falei "governo"... atualmente o q temos é este.

E n importa o governo, que seja o atual, o anterior ou o próximo. Nenhum deles fará uma programação criticando suas decisões.

uB.

Se tivesse lido a matéria apenas 1x n taria passando essa vergonha:

Os canais teriam que reservar 18 minutos ininterruptos de programação, dos quais dez minutos seriam dedicados ao Poder Executivo, "destacando os atos do Presidente da República e as realizações do Estado". Os outros oito minutos seriam divididos igualmente para divulgações do Poder Legislativo e Poder Judiciário.
Luigi Lambri

ja tem amigo

Lord Cheetos

A TV não vai morrer, assim como o rádio não morreu quando a TV chegou.

Vagner Da Silva

Faz alguns anos eu usei vivo compartilhando 3g num roteador wi-fi, sempre que se atingia uma parte redonda da franquia (50%,80% e 90%) eles capturavam o acesso pra avisar e nem sempre funcionava e a internet ficava travada até acessar a página, eu só resolvi colocando a página nos favoritos do navegador, isso se repetia quando a internet caia. Acho que seria o mesmo nível de felicidade.

Anderson Antonio Santos Costa

A Voz do Brasil é um dos motivos pelos quais escuto rádio pela internet, uma vez que no horário dela as rádios transmitem múisica no streaming online e não esse informe governamental. Se "A Voz do Brasil" chegar À TV Aberta não tenho dúvidas de que a audiência da TV Aberta cairia nesses 18 minutos.

RODRIGO

Entendi bem!

Luigi Lambri

Leia direito, se ler de novo e não entender explico.

RODRIGO

Criticar o Governo é ser manipulado???? Oi, é isso que ouvi mesmo??? Jesus amado...

RODRIGO

Na verdade, ela é senadora por Mato Grosso do Sul. Desculpe-me se fui um pouco ríspido na correção aí.

Pierre Diniz

A Voz do Brasil é uma peça de PROPAGANDA. Se você acha que tá se informando assistindo só um lado da moeda, deve achar também que mora em Wakanda.

Juninho

a melhor coisa que essa raça politica faria pela população brasileira é enxugar os gastos da maquina pública, tipo corta cargos e dimuir salários, dimunir os municípios e seus vereadores que não fazem absolutamente nada, etc, leis mais pesadas e atuais voltadas para realidade dos brasileiros atualmente e para futuro, investimentos em melhor qualidade de ensino e investir pesado na ciência, coisa que eu vejo impossível de acontecer

Exibir mais comentários