Início » Celular » Motorola Razr: conheça o celular com tela dobrável que chega ao Brasil em 2020

Motorola Razr: conheça o celular com tela dobrável que chega ao Brasil em 2020

Motorola Razr é semelhante ao V3; celular de US$ 1.499 possui tela dobrável de 6,2 polegadas diferente do Samsung Galaxy Fold

Felipe Ventura Por

Depois de muitos vazamentos, o Motorola Razr é oficial: trata-se de um celular dobrável com design semelhante ao clássico V3 da década passada. A tela de 6,2 polegadas se dobra para dentro sem deixar um vinco, ao contrário do Samsung Galaxy Fold, e vem acompanhada por um display externo. Este smartphone será lançado nos EUA por US$ 1.499 e chegará ao Brasil em janeiro de 2020.

O destaque do Motorola Razr é, claro, sua tela dobrável: temos aqui um painel OLED de 6,2 polegadas feito de plástico. Ele tem resolução 2142 x 876 e proporção ultrawide de 21:9. O display é fabricado por duas empresas da China: a BOE, que também fornece telas para o Huawei Mate X; e a TCL, que lança celulares com as marcas Palm e Blackberry.

A tela dobrável Flex View não deixa um vinco porque se dobra de uma forma diferente do Galaxy Fold. Há um espaço vazio ao redor da dobradiça, permitindo que o display se curve de forma suave; é como pegar uma folha de papel e juntar as partes superior e inferior.

Ainda assim, a tela dobrável é “zero gap”, ou seja, não deixa espaço nas bordas quando está fechada. Isso impede a entrada de poeira e resíduos, um problema que afetou o Galaxy Fold original.

Motorola Razr

Quando o Motorola Razr está fechado, você pode usar a tela OLED secundária de 2,7 polegadas com resolução 800 x 600. Ela se chama Quick View e permite ver notificações, fazer chamadas, responder mensagens, controlar a reprodução de músicas e tirar selfies.

Há duas câmeras: uma externa de 16 megapixels com modo Night Vision; e uma câmera interna de 5 megapixels dentro de um notch na tela.

A Motorola acabou economizando em algumas especificações: o processador é o Snapdragon 710, fabricado no processo de 10 nanômetros e lançado há mais de um ano. São 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Quanto à bateria, ela é dividida em duas seções que possuem capacidade total de 2.510 mAh.

Motorola Razr

O celular usa uma estrutura de aço inoxidável e Gorilla Glass 3D na parte externa. Enquanto isso, a parte interna possui um revestimento que oferece resistência a respingos d’água (só não tente nadar com o Razr).

Motorola Razr tem queixo do V3 e modo retrô

O queixo do V3 continua presente no Motorola Razr: aqui, essa parte abriga o botão liga/desliga com leitor de digitais embutido, as antenas e o alto-falante. A antena celular foi projetada caber em um espaço com metade do tamanho dos smartphones atuais.

E, para reforçar a nostalgia, a Motorola colocou aqui um modo “Retro Razr” que emula um teclado alfanumérico T9 na parte inferior e exibe a interface antiga do V3 — que realmente funciona. Você navega apenas com o controle direcional; não dá para tocar nos ícones. Selecione o botão de mensagens para abrir o app padrão do Android; digite um número e ouça os sons de discagem a cada pressionamento de tecla.

Motorola Razr

Nos EUA, o Motorola Razr será lançado em 9 de janeiro de 2020 com exclusividade pela operadora Verizon; a pré-venda começa em 26 de dezembro. O celular dobrável custará US$ 1.499.

A empresa vai oferecer suporte por bate-papo 24/7 aos americanos, além de reparos em até 24 horas. Durante a garantia de um ano, a troca ou conserto da tela será gratuita no caso de “defeitos incorridos durante o uso normal”; depois, serão cobrados US$ 299 para substituir o display dobrável.

O Razr também será lançado no Brasil em janeiro, mas a Motorola não revela o preço por enquanto.

Motorola Razr (2019) – ficha técnica:

  • Telas:
    • interna: pOLED dobrável de 6,2 polegadas, 2142 x 876 pixels, proporção 21:9
    • externa: OLED de 2,7 polegadas, 800 x 600 pixels, proporção 4:3
  • Processador: Snapdragon 710
  • RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 128 GB, sem microSD
  • Câmeras:
    • externa: Sony IMX517 de 16 megapixels, f/1,7 com Night Vision
    • interna: 5 megapixels, f/2,0
  • Bateria: 2.510 mAh com carregamento TurboPower de 15 W
  • Sistema operacional: Android 9 Pie
  • Conectividade: USB-C, eSIM, Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth 5.0 LE, NFC, 4G LTE (2, 3, 4, 5, 7, 13, 20, 28, 66), CDMA, GPS/GLONASS
  • Mais: leitor de digitais no botão liga/desliga
  • Dimensões:
    • aberto: 172 x 72 x 6,6 mm (sem contar o queixo)
    • fechado: 94 x 72 x 14 mm

Com informações: Ars Technica, XDA Developers.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alexandre Abreu

Na hora em que essa tela começar a dar problema de tanto se abrir e fechar o telefone...

Alexandre Abreu

Enquanto o pós-pago custar o que custa nesse país, e até mesmo o controle, o pré-pago continuará reinando...

Alexandre Abreu

Eu não coloco crédito em meu celular em loja ou supermercado há muitos anos... Coloco via app de banco ou MP, Recargapay, etc.

José Vieira

rs... eu não era mais um adolescente na época, e o V3 era bem carinho... Foi o único celular não Nokia que usei por aqueles tempos. rs...

Edit.: Foram 4 meses fazendo HE até o talo, rs...

RODRIGO

É por aí mesmo. Uma pessoa disse-me que um dia as pessoas deixarão de lado o pré-pago para utilizar o pós-pago!! Acho que está chegando rápido esta revolução!!!

MAN DRU

Pré pago ultimamente virou antiquado pois até a linha controle virou febre nos últimos anos ninguém quer ficar indo em lojas pra colocar crédito em celular

Ivo Machado

Ué, a matéria diz que vai ser lançado aqui, inclusive tá no título da matéria

leoleonardo85

Que você esteja certo

Luis Gustavo

E mais bonito e inovador também

João
Finalmente uma inovação fodona de uma empresa que não é as genéricas de sempre.
João

Finalmente uma inovação fodona de uma empresa que não é as genéricas de sempre.

RODRIGO

Por que não ao plano pré-pago?? Nem entendi direito esse papo; desculpe-me pela ignorância! Caso possível, educadamente, explique-me.

Felipe Liʍa

Nao deve nem chegar por aqui

Felipe Liʍa

Problema é... A maioria será vinculado aos planos mais caros dos Pós das operadoras!

RODRIGO

Detalhe importante que, talvez, vocês não viram: ele não tem entrada tradicional para chip SIM, será eSIM, como é nos IPhones recém-lançados, quero ver agora se vai ter vez de clonar chips para meter golpes na galera nas redes sociais em geral!!! Bem mais seguro e confiável!!

Exibir mais comentários