Início » Jogos » Desenvolvedores de jogos temem que Google Stadia seja cancelado

Desenvolvedores de jogos temem que Google Stadia seja cancelado

Histórico de cancelamento de serviços do Google é uma das razões para a preocupação dos desenvolvedores

Emerson Alecrim Por
14/11/2019 às 18h13

O Stadia está vindo aí. Com a proximidade do lançamento, previsto para a próxima terça-feira (19), o Google até liberou, meio que extraoficialmente, uma demonstração da interface do serviço. Apesar disso, há desenvolvedores de games preocupados com a possibilidade de a plataforma não durar muito.

Google Stadia - joystick

Quem se manifestou sobre o assunto é Gwen Frey, desenvolvedora responsável pelo jogo Kine, um dos títulos que estarão disponíveis no lançamento do Google Stadia.

Em entrevista recente, ela se mostrou empolgada com a chegada da plataforma, mas também mencionou algumas preocupações, entre elas, um temor que parece rondar a maioria dos desenvolvedores que trabalham com o serviço: a possibilidade de o Stadia simplesmente não vingar.

Há duas razões principais para essa preocupação: a primeira é o fato de o streaming de jogos ser uma ideia relativamente nova e, portanto, cheio de desafios técnicos pela frente; a segunda é o histórico de serviços cancelados pelo Google.

Esses temores não são exagerados. Um estúdio grande de jogos tem mais chances de sair ileso de cancelamentos de plataformas, mas desenvolvedores independentes frequentemente contam com recursos muito limitados, razão pela qual precisam de alguma segurança para apostar em serviços novos.

Apesar de mencionar a preocupação com a sobrevivência do Google Stadia, Gwen Frey demonstrou otimismo. "Ao trabalhar com tecnologia, você tem que estar disposto a fazer movimentos ousados e tentar coisas que podem fracassar", diz.

Frey finalizou dizendo "o Google cancelou muitos projetos, mas eu tenho um Pixel no bolso, uso o Google Maps para me locomover e só cheguei até aqui porque o Google Agenda me enviou um aviso no Gmail; não é como se o Google cancelasse todas as coisas que faz".

Embora Gwen Frey e outros desenvolvedores se mostrem otimistas, o mercado olha para o Google Stadia com certa desconfiança. O The Verge chegou a publicar um editorial nesta quinta-feira (14) com a chamada "O mundo está esperando o Google Stadia fracassar" (no sentido de que não será surpresa se isso acontecer).

A principal razão para esse ceticismo são os indícios de que a plataforma ainda não está pronta para ser lançada e as possíveis questões técnicas, como oscilações na velocidade de conexão à internet do usuário ou sobrecarga nos servidores da plataforma.

Como já informado, o Google Stadia começará a funcionar no dia 19. Não há previsão de disponibilidade no Brasil, porém.

Com informações: Ars Technica.

Mais sobre: , ,