Início » Antivírus e Segurança » Promessa de emprego atrai vítimas para golpes no WhatsApp

Promessa de emprego atrai vítimas para golpes no WhatsApp

O golpe tem o objetivo de roubar dados pessoais e credenciais de acesso às redes sociais das vítimas

Victor Hugo Silva Por

O Brasil registrou em outubro 12,5 milhões de pessoas desempregadas, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A situação é ruim para a economia, mas muito boa para autores de golpes na internet, que atraem mais vítimas à procura de emprego.

Promessa de emprego atrai vítimas em golpes no WhatsApp (Foto por Webster2703/Pixabay)

Os ataques são disseminados principalmente pelo WhatsApp e têm o objetivo de roubar dados pessoais e credenciais de acesso às redes sociais. Para atrair vítimas, os cibercriminosos divulgam links parecidos ao de empresas famosas com mudanças em alguns caracteres.

Ao abrir a página, a vítima é estimulada a responder a uma pesquisa e a compartilhar o link com amigos no WhatsApp para finalizar seu suposto cadastro. Em seguida, ela é encaminhada a uma página em que é levada a indicar seus dados de acesso às redes sociais ou informações como nome completo e CPF.

Segundo o dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafe, os golpes do emprego falso ficaram mais comuns no WhatsApp e nas redes sociais. A empresa registrou um aumento de 174% nas tentativas de golpes detectadas entre janeiro e outubro de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado.

As tentativas de golpe passaram de 861.962 registros, nos dez primeiros meses de 2018, para 2.368.296, no mesmo intervalo em 2019, segundo o dfndr lab. O grupo identifica, em média, 10 novos links por mês desse tipo de ataque.

Para o diretor do dfndr lab, Emilio Simoni, o diferencial de golpes como o do emprego falso é que, ao obter dados das redes sociais, os cibercriminosos conseguem espalhar outros golpes com mensagens para amigos das vítimas, além de criar publicações para aumentar o alcance do link malicioso.

“É comum também que o cibercriminoso utilize dados pessoais da vítima para fraudes financeiras, como solicitar empréstimos indevidos, fazer compras e até abrir empresas falsas”, explica Simoni.

Segundo ele, a tendência é que golpes de falsos empregos se tornem mais comuns nas próxima semanas. Isso porque, com a aproximação do Natal, a oferta de vagas temporárias aumenta, deixando o ambiente propício para esse tipo de ataque.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

johndoe1981

Poha mano, sério, me dá um aperto no coração quando leio que alguém já desistiu de procurar emprego :(

johndoe1981

Espero que haja um lugar reservado no Inferno pra esse tipo de golpista. Todo golpe é execrável, óbvio, mas enganar pessoas explorando o desespero e a frustração por não encontrar meio de sustento é de uma maldade sem limite, um criminoso desse deveria receber punição exemplar.

X-Tudãoᴳᴼᵀ

E ainda me deparo com gente que não se cuida achando que só milionário e visado por golpistas.

Marcos Soares Santos

Uma vez eu recebi um site falso da Bauducco. Muito bonitinho bem feitinho mas com uma caixa-resposta bem suspeita. Olhei o link e fui para o domínio onde o site estava hospedado. Nesse index a página tava toda branca, no topo escrito "AQUI NÃO NEGUIN" ou algo assim, com o código fonte protegido.
Ainda mostrei e printei pra quem me mandou, pra mostrar que era falso e o cara custou a acreditar, e ainda se conformou resmungando.

Vegeta humilde

Eu mesmo trabalhando, ainda q informalmente, e podendo pagar as contas já estava desesperado pra arrumar algo na minha área.
Fico imaginando a quantidade de gente desesperada q possa ter caído ou levado outras pessoas a cair na tentativa de ajudar.

Keaton

Yep. Bem isso mesmo. A pessoa fica tão desesperada que nem pensa que aquela oportunidade maravilhosa que milagrosamente bateu à porta é na verdade um desgraçado filho de chocadeira que está querendo se aproveitar...

Baidu feat MC Brinquedo

Antes de xingar quem caiu no golpe de idiota, lembre-se:

Tem muito pai/mãe de família desesperada, com contas atrasadas e filhos necessitando de coisas básicas. Existem pessoas no meu ciclo de amizade que já estão desempregadas há 1 ano ou mais e há ainda aqueles que até desistiram de procurar emprego.