Início » Carro » Elon Musk explica design do Tesla Cybertruck e seu vidro (quase) inquebrável

Elon Musk explica design do Tesla Cybertruck e seu vidro (quase) inquebrável

Tesla Cybertruck tem design anguloso e aço ultrarrígido; picape elétrica sofreu danos no vidro da janela em teste de resistência

Felipe Ventura Por

A picape elétrica Tesla Cybertruck foi anunciada na noite de quinta-feira (21) e causou uma forte reação no público devido, em parte, ao design anguloso. O evento chamou ainda mais atenção depois que o vidro das janelas não aguentou o teste de resistência ao vivo. Elon Musk resolveu dar explicações sobre isso no Twitter.

Tesla Cybertruck

Foto via CNET

No evento da Tesla, o chefe de design Franz von Holzhausen quebrou duas das janelas do Cybertruck com uma bola de metal. Elas são feitas de “Tesla Armor Glass”, que promete ser resistente a esse tipo de impacto.

O que aconteceu? Musk diz que, logo antes do teste da bola de metal, von Holzhausen bateu na porta com uma marreta para provar sua durabilidade — a superfície aguentou o impacto sem muitos problemas.

No entanto, isso acabou rachando a base de vidro da janela, por isso ela teria quebrado. Isso não explica porque a janela traseira também quebrou; a porta de trás não foi objeto de testes no palco.

Musk também compartilhou um vídeo em câmera lenta de von Holzhausen jogando uma bola de metal no Cybertruck, logo antes do evento da Tesla. Ela quica e cai no chão, sem causar nenhum dano aparente ao vidro.

E quanto ao design poligonal, que lembra os gráficos do PlayStation 1? Musk explica que isso é consequência do material usado no chassi do veículo: o aço inoxidável 30X ultrarrígido e laminado a frio não pode ser moldado facilmente porque isso quebraria a prensa.

O teto plano também poderá incorporar um painel solar: Musk promete que haverá uma opção para adicionar energia fotovoltaica que aumenta a autonomia em pelo menos 24 km no dia.

Tesla Cybertruck

Tesla Cybertruck já tem mais de 200 mil reservas

O Tesla Cybertruck atraiu diversos interessados. A empresa recebeu 146 mil reservas em menos de 24 horas, segundo Musk: 42% escolheram o modelo com motor duplo, 41% quiseram o motor triplo, e 17% ficaram com o motor único.

No final do domingo (24), já eram 200 mil reservas. Para demonstrar interesse, é necessário fazer um depósito de US$ 100; ou seja, a Tesla já arrecadou US$ 20 milhões.

Esses depósitos são reembolsáveis, e muita coisa pode acontecer antes do lançamento. A fabricação dos modelos com motor único e duplo deve começar no “final de 2021”, mas pode atrasar; enquanto a opção de três motores fica para 2022. Quando lançados, eles custarão entre US$ 39.900 e US$ 69.900, já com Autopilot embutido; recursos de “condução autônoma” custarão US$ 7 mil adicionais.

Tesla Cybertruck

Com informações: The Verge, Mashable.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fabio Montarroios

Esse cara foi bem didático e pode te ajudar.

https://youtu.be/Y1Da1P_0DPc

Caleb Enyawbruce

kkkkkkkkkkkk

GoodblooD

o carro dirige sozinho. volante pra que?

Fabio Montarroios

Daniel, o que você chama de "só a minha opinião", na verdade é uma argumentação bem articulada. Sei que nela pode haver referências que pra você podem não fazer sentido e, dada a limitação do espaço e do meu próprio tempo para esclarecer alguns aspectos do que tinha dito a você, infelizmente, ela só vai parecer isso, "só uma opinião", especialmente se a sua leitura for estreita, enviesada e birrenta. Tem gente q escreve um livro inteiro pra esclarecer alguns aspectos da vida, e qdo ele não vai parar em alguma fogueira, ele é tachado de "só uma opinião" também. Opinião e argumento são coisas distintas, vale dizer.

Pois bem, o carro é anunciado como cybertruck com estética de pichação no NOME DO VEÍCULO e, nisso, faz uma alusão direta, sem qualquer chance de erro de interpretação, ao universo punk (as roupas do participante querem fazer você quer q está no filme Matrix q, por sua vez, bebeu da cultura cyberpunk e só faltaram as metralhadoras ali e gente correndo pelas paredes para serem mais explícitos). Mas aproveita que você está com site da wikipedia aberto e procura aí por punk e cyberpunk (a entrada Cybertruck você mesmo pode escrever se quiser, caso não tenha ainda).

Cara, a Volvo, q eu não morro de amores e não nutro simpatia especial, não faz carros em formato de algodão doce, mas tem pensado em como proteger também quem está fora dos veículos. A empresa entende que proteger quem está dentro não basta e isso sim é algo relevante, pq salva vidas (tem gente q não se importa com a vida alheia, ok, é egoísmo q chama, mas ok). E você deve estar minimamente cinte que o Brasil é um dos países com trânsito mais violento do mundo. E se você tem habilitação e já dirigiu em algum momento da vida, sabe muito bem o que é direção agressiva e o que é direção defensiva. Se uma via permite limite de 50 Km/h e vc enfia o pé no acelerador para chegar aos 50 o mais rápido q puder, isso é uma direção agressiva, ainda q dentro da lei. Acelerar suavemente e dirigir com calma e cautela é outra coisa... É por isso que há grande esforço (MUNDIAL e não só dos ursinhos carinhosos, moranguinhos e pequenos pôneis) de acalmar o trânsito. É por conta de gente agressiva, violenta e que se sente poderosa em carrinhos (um reles ford ka antigo) e carrões (um duster ) que é preciso acalmar o trânsito.

A indústria automobilística, há décadas, faz crer que o motorista qdo compra um carro deles, está comprando um carro esportivo, de corrida etc. Se isso não é influenciar na mentalidade eu não sei o q poderia ser. Talvez haja um verbete na wikipedia explicando isso. Qdo achar compartilhe conosco, por favor. Mas de um modo geral, a sua avaliação está incorreta. Apenas depois q Latin Ncap passou a fazer crash tests com carros vendidos aqui q a segurança despontou como um item a ser levado em conta na hora da compra de um carro (veja o UP e o novo Polo, por exemplo, no qual a empresa se gaba de terem ido bem nos testes). Só depois disso a imprensa que cobre a área passou a se preocupar um pouco com segurança... Segurança nunca foi o principal apelo comercial dos carros - com exceção da Volvo, claro.

Daniel Ribeiro

Isso ai é só a sua opinião. Não existe "direção perigosa ainda que dentro da lei". A direção perigosa é essencialmente uma infração legal.

Cyber = Cibernética, ciência nascida em 1942 que tem, como objetivo, "o controle e comunicação no animal e na máquina". Dá uma ideia de futuro no sentido de integração entre homens e máquinas.

Truck = Caminhonete, caminhão.

Cybertruck = Caminhonete Cibernética.

Punk é outra coisa, que não foi mencionada em nenhum momento durante a apresentação, embora tenha obviamente ficado implícito pelas vestimentas dos coadjuvantes... Jogada de marketing.

Em tempo, nenhum projeto automotivo "mede as consequência do impacto que pode ter na mentalidade das pessoas". Ou pelo menos, não pelo ponto de vista dos ursinhos carinhosos. Os carros são feitos para serem desejados, e as pessoas desejam carros que as façam sentir mais seguras. Quem compra um carro, compra pensando principalmente na segurança dos ocupantes do carro, e não na de quem está do lado de fora.

Fabio Montarroios

Eu tb me sentiria. E veja q isso nem é novidade. Vc deve se lembrar das propagandas da Duster... q tinham caras fortões q lutavam no MMA. A ideia é a mesma, mas voltada pro mundo de consumidores endinheirados de tecnologia. Saem os músculos e entra o "cérebro".

https://www.youtube.com/wat...

Eduardo Alvim

Acho que ta mais pra inveja, heim...

Luiz Fernando

"Esse projeto não mede as consequência do impacto q pode ter na mentalidade das pessoas, justamente no sentido de um trânsito cada vez mais violento"
Não mentiu. Eu mesmo me sentiria invencível no trânsito com um carro desses que mais parece um tanque de guerra, e o melhor, blindado

Luiz Fernando

Achei futurístico! O uso do aço inoxidável lembrou do robô de interestelar

Luiz Fernando
Achei futurístico! O uso do aço inoxidável lembrou do robô de interestelar
Keaton

Low Poly

Edvan Suzarth

- O volante tipo aqueles de carro de fórmula 1 será que da algum desconforto no uso cotidiano ?

Edvan Suzarth

- Com certeza, pessoalmente deve ser surpreendente, gostei muito dessa Pickup Tesla Cibertruck.

Fabio Montarroios

Sentir-se poderoso não é o mesmo q ser delinquente. Sentir-se poderoso pode inspirar uma direção perigosa, ainda q dentro da lei. O carro e toda sua propaganda sugere: futuro e poder. Cyber e truck e algo muito próximo de Cyber e punk. Eles estão vendendo o carro e várias promessas de futuro (imaginado) junto. A primeira delas é a de q vc estará protegido do exterior: veja o espalhafatoso feito com a blindagem. A outra é q se trata de algo para poucos. Esse projeto não mede as consequência do impacto q pode ter na mentalidade das pessoas, justamente no sentido de um trânsito cada vez mais violento.

Sujeitos q portam armas são e serão sempre sujeitos perigosos.

Daniel Ribeiro

Assumir que o carro vai tornar o motorista um delinquente é um erro enorme. É o mesmo que assumir que o sujeito que porta uma arma ou uma faca é um delinquente também. Assumir que o carro é "capaz" de algo não é o mesmo que assumir que este é o propósito dele. Eu sempre prefiro ir pelo caminho da cautela... Não podemos atribuir malícia a aquilo que pode ser explicado pela estupidez. Não que o pessoal da Tesla seja estúpido... Longe disso. Só acho que das duas uma: Ou eles estão testando o mercado, ou estão pensando em resolver esses desafios técnicos de alguma forma bem pouco convencional.

Exibir mais comentários