Início » Cultura » Amazon contrata executivos para criar séries originais no Brasil

Amazon contrata executivos para criar séries originais no Brasil

Amazon tem cargos em São Paulo e no Rio de Janeiro para criar séries não-roteirizadas; Prime Video quer crescer no Brasil

Felipe Ventura Por

O Prime Video deve ganhar séries originais brasileiras no futuro: a Amazon está contratando executivos de produção em São Paulo e no Rio de Janeiro para criar programas não-roteirizados, além de um gerente de produção de TV com experiência em séries tradicionais de ficção. O concorrente da Netflix quer crescer no Brasil, e recrutou um ex-executivo do Globoplay para comandar essa expansão.

Amazon Prime Video

As vagas de emprego foram publicadas nos últimos meses. "Estamos buscando um Executivo de Produção experiente para ajudar na criação de conteúdo não-roteirizado para o México e a América Latina", escreve a Amazon. O cargo exige fluência em português e conhecimento em produções na América Latina.

A empresa também pede experiência de pelo menos 8 anos em conteúdo não-roteirizado, incluindo programas de competição (MasterChef é um exemplo), shows de talentos (como The Voice), docusséries que acompanham o dia a dia de uma celebridade ou esportista, entre outros.

O executivo de produção (production executive) é responsável por supervisionar a criação de um filme ou série. Ele age como um intermediário entre a empresa que financia o projeto (no caso, a Amazon) e a equipe de produção que coordena a gravação e edição.

Amazon Prime Video recrutou executivo do Globoplay

Além disso, a Amazon procura um gerente de produção de TV em São Paulo. Ele será responsável por "gerenciar todas as produções de terceiros para a Amazon Studios no território brasileiro". O cargo envolve supervisionar orçamentos e cronogramas, lidar com outras equipes (Aquisição de Conteúdo, Pós-Produção, Marketing) e enviar relatórios diários para a chefia em Los Angeles.

Neste caso, a empresa pede experiência em séries roteirizadas — com histórias de ficção em cada episódio —, mas diz que conhecimento em séries não-roteirizadas "será útil".

O Prime Video já conta com algumas séries não-roteirizadas como The Grand Tour. A Netflix vem apostando forte nesse segmento: como exemplo, temos Queer Eye, Chef's Table, Mandou Bem (Nailed It) e Ordem na Casa com Marie Kondo. "Estimamos que cerca de 70% a 75% da nossa base de usuários já assistiu a um documentário ou se engajou com narrativas de não-ficção conosco", disse Lisa Nishimura, executiva da Netflix, à Variety no ano passado.

A Amazon está dedicada em fazer o Prime Video crescer no Brasil. Em setembro, João Mesquita assumiu o cargo de diretor-geral; ele comandava o Globoplay e sabia da estratégia do concorrente para os próximos 10 anos. Segundo o site NaTelinha, a saída do executivo "ainda não foi bem digerida e gerou temor entre a alta cúpula do Grupo Globo".

Obrigado pela dica, Vitor!