Tecnoblog
Início » Celular » Xiaomi Mi Note 10 e Motorola Razr dobrável são homologados pela Anatel

Xiaomi Mi Note 10 e Motorola Razr dobrável são homologados pela Anatel

Motorola Razr tem design do celular V3; câmera quíntupla do Xiaomi Mi Note 10 Pro superou iPhone 11 Pro Max em testes

Dois dos celulares mais interessantes anunciados este ano chegarão em breve ao Brasil: o Motorola Razr com tela dobrável foi homologado pela Anatel, assim como o Xiaomi Mi Note 10 Pro, cuja câmera quíntupla superou o iPhone 11 Pro Max nos testes do DxOMark. O Mi Note 10 também foi certificado pela agência reguladora para venda no país.

Xiaomi Mi Note 10 e Note 10 Pro

A homologação desses três celulares foi descoberta por Cesar Cardoso do Pinguins Móveis, com números de modelo XT2000-2 (Razr), M1910F4G (Mi Note 10) e M1910F4S (Mi Note 10 Pro). A documentação dos três smartphones já aparece no sistema da Anatel.

O Xiaomi Mi Note 10 e Mi Note 10 Pro são as versões internacionais do Mi CC9 Pro e Mi CC9 Pro Premium Edition. As diferenças entre o modelo padrão e Pro são pequenas, envolvendo apenas RAM, armazenamento e um elemento extra de lente na câmera de 108 megapixels.

No mais, eles são idênticos. Ou seja, você encontrará uma tela OLED de 6,47 polegadas com resolução Full-HD+ e leitor de digitais embutido; processador Snapdragon 730G; e bateria de 5.260 mAh com recarga rápida de 30 W (e carregador incluso na caixa).

O destaque fica para a câmera quíntupla na traseira. O sensor principal tem 108 megapixels e é feito pela Samsung. Temos também as câmeras ultrawide (ângulo de visão de 117 graus), telefoto (zoom híbrido de 10x), retrato e macro.

E, no espírito "Xiaomi bota Apple pra mamar", o Mi CC9 Pro Premium Edition — vendido fora da China como Mi Note 10 Pro — superou o iPhone 11 Pro Max nos testes do DxOMark, liderando o ranking com a mesma nota do Huawei Mate 30 Pro.

Anatel homologou novo Motorola Razr

Se você ficou mais interessado no futurismo retrô do Motorola Razr, boa notícia: ele já foi homologado pela Anatel. A fabricante já havia confirmado que ele seria lançado no Brasil em janeiro de 2020, e a certificação na agência reguladora só reforça isso.

O Razr adota um design semelhante ao clássico V3 da década passada, desta vez com uma tela dobrável de 6,2 polegadas. Quando ele está fechado, você pode usar a tela secundária de 2,7 polegadas na parte externa.

Vale lembrar que a Anatel também homologou o Galaxy Fold duas vezes: a versão original e "extremamente frágil", segundo o iFixit; e a versão com melhorias para proteger a tela dobrável. Samsung e Motorola não revelam o preço desses smartphones no Brasil.

Publicado originalmente em 29/11, quando os três celulares ainda passavam pela homologação, e atualizado em 06/12 para informar que eles foram liberados pela Anatel