Início » Telecomunicações » Vivo vende 1,9 mil torres de celular por R$ 641 milhões

Vivo vende 1,9 mil torres de celular por R$ 641 milhões

Telxius é uma empresa controlada indiretamente pela Telefónica da Espanha, dona da Vivo

Lucas Braga Por

A Vivo vendeu 1.909 torres de telefonia móvel para a Telxius, uma empresa de infraestrutura que gerencia torres para antenas de celular. O valor do negócio foi de R$ 641 milhões e precisa de aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Em comunicado ao mercado, a Vivo diz que a transação “tem como objetivo otimizar a alocação de capital da Companhia, gerando valor aos seus acionistas” e assegura a continuidade da prestação dos serviços de telefonia móvel. A Telxius passa a ser responsável por todos os alugueis e manutenções dos imóveis onde as torres estão localizadas.

O negócio foi firmado pouco tempo depois do anúncio do novo plano estratégico da Telefónica, que desistiu e venderá as operadoras dos países de língua espanhola da América Latina. A operadora espera arrecadar 2 bilhões de euros em receita adicional até 2022, e se concentrará nos negócios da Vivo no Brasil e das operadoras europeias, presentes na Alemanha, Espanha e Reino Unido.

A Telxius é uma empresa indiretamente controlada pela espanhola Telefónica, que também é dona da Vivo no Brasil. A companhia se posiciona como uma “fornecedora neutra”, permitindo que outras operadoras utilizem suas torres para colocar antenas. Em 2019, cerca de 50% das novas torres construídas pela empresa foram feitas para operadoras concorrentes da Vivo.

82% das torres adquiridas estão localizadas em áreas urbanas, sendo que 52% delas se concentram nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Isso permitirá que a Telxius tenha mais relevância no futuro, principalmente com a chegada da tecnologia 5G, que exige mais antenas.

Ao todo, a empresa já adquiriu mais de 3.000 torres apenas no ano de 2019, somando um parque de 20.000 unidades em seis países. Já são mais de 1.000 projetos de construção e a taxa de ocupação atual de cada ativo da empresa é de 1,1x.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

zephyr1an

não sei como é hoje, mas quando a Telefônica comprou a Telesp em São Paulo me lembro de ter lido eles passaram a cancelar os contratos com as terceirizadas, e passaram a contratar terceirizadas que eram controladas por uma empresa da Colômbia...que era de propriedade da Telefônica

Fabio Santos

Outro dia meu pai estava sem sinal de fibra depois de muito procurar o técnico ainda chamou para nós ver a rede externa do poste tinha na caixa milhares de formiga e ele citou que todo dia vê isto a vivo é tosca não faz manutenção externa e quem paga caro por isto é o consumidor.

Fabio Santos

Pensei o mesmo se indiretamente é do próprio grupo então vendeu nada, devem estar lavando dinheiro por meio de terceiros, para evitar algumas tributação kkk.

zephyr1an

"A Telxius é uma empresa indiretamente controlada pela espanhola Telefónica, que também é dona da Vivo no Brasil"

"vendeu"... tá bom

Alberto

Será que isso está relacionado ao aumento do número de usuários e manutenção da quantidade de torres de telefonia?

Alberto
Tomara que "otimizar a alocação de custos" mantenha as torres em cidades com poucos habitantes e não retire. Se compartilhar com outras operadoras será ótimo.
Alberto

Tomara que "otimizar a alocação de custos" mantenha as torres em cidades com poucos habitantes e não retire. Se compartilhar com outras operadoras será ótimo.

RODRIGO

É o que dizem por aí e é verdadeiro!!!

raphaela1

Oi, Tim e Claro gostaram disto

shzlot

Eu acho que a vivo usou a infraestrutura da GVT pra melhorar o tráfego de internet. Eles tavam prestes a ter um gargalo. A GVT era ótima, depois da vivo a qualidade caiu consideravelmente.

Diego

Cadê não aprova a aquisição da Oi pela Vivo

X-Tudãoᴳᴼᵀ

Sai a notícia que a Telefônica está saído de vários países da América Latina, depois sai notícia que a Vivo está vendendo parte de sua infraestrutura, tô achando que a Telefonica está no caminho da Oi.

Antonio Araújo

Certeza que se arrependeram de comprar a GVT. Agora ela estancou no tempo. Preços antigos com velocidades medíocres.