Início » Negócios » Larry Page e Sergey Brin saem do comando da Alphabet, dona do Google

Larry Page e Sergey Brin saem do comando da Alphabet, dona do Google

Com saída de Larry Page e Sergey Brin, Sundar Pichai assume liderança da Alphabet

Emerson Alecrim Por

Larry Page e Sergey Brin não estão mais no comando da Alphabet, a companhia que, hoje, controla um dos maiores fenômenos da internet: o Google. Em carta divulgada no final de terça-feira (3), a dupla anunciou a decisão de deixar a direção da Alphabet nas mãos de Sundar Pichai, que até então ocupava apenas o posto de CEO do Google.

Larry Page e Sergey Brin (AP Photo/Paul Sakuma)

O Google nasceu em 1998 e, após uma década e meia de plena ascensão, passou por uma grande transformação em 2015: esse foi o ano em que Page e Brin anunciaram a criação da Alphabet, um conglomerado de empresas de variados ramos de atividades, mas que trazem em seu DNA fatores como desenvolvimento tecnológico e inovação.

Entre os negócios que fazem parte da Alphabet estão a Waymo (carros autônomos), a Wing (drones), a Verily (ciências da vida) e, claro, o Google, cuja direção foi assumida por Sundar Pichai depois que os fundadores Larry Page e Sergey Brin passaram a ocupar, respectivamente, os postos de CEO e presidente da Alphabet.

Na carta, os fundadores do Google não explicam o porquê da decisão. Eles disseram apenas que, como a Alphabet está bem estabelecida, o conglomerado e o Google não precisam mais de dois CEOs e um presidente: Pichai vai ficar à frente das duas organizações.

alphabet

É de se imaginar que Page e Brin estejam agora focados em curtir uma espécie de aposentadoria ou em passar mais tempo livre, afinal, a dupla acumulou uma grande fortuna nos últimos anos.

Nas estimativas da Forbes, Larry Page é a 10ª pessoa mais rica do mundo com um patrimônio de US$ 50,8 bilhões enquanto Sergey Brin aparece na 14ª posição com US$ 49 bilhões.

Mas, embora tenham deixado a liderança, Page e Brin não estão se afastando da Alphabet. Eles afirmam que “continuarão ativamente envolvidos como membros do conselho administrativo, acionistas e cofundadores” da companhia. A dupla também diz que permanecerá em contato regular com o novo líder.

Foto por Nguyen Hung Vu/Flickr

Sundar Pichai

Sundar Pichai parece mesmo o nome mais apropriado para a nova fase da Alphabet. Indiano e com 47 anos, o executivo começou a trabalhar no Google em 2004 e, portanto, viu de perto as principais transformações pelas quais a empresa passou.

Antes de assumir as rédeas do Google, Pichai já era uma figura conhecida por aparecer com alguma frequência em apresentações sobre o Android: ele liderou a divisão responsável pela plataforma antes de se tornar CEO.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João

Digo o mesmo. Volte em 10 anos nesse post e se n tiver carros autônomos por aí lhe pago a aposta.

zephyr1an

aha, pela resposta já sei que não sabe do que está falando :)

phsodre

Na vdd não. O Google continuou sendo o Google. O problema é que o Google acumulou muitas empresas em segmentos diferentes, o que podia chamar a atenção dos orgãos reguladores a propor que eles estavam se desviando do seu tipo de produto. Assim como os CNPJ's aqui no Brasil, lá eles precisam informar um tipo de específico de atividade e algumas derivadas mas que façam sentido. Como tinha algumas empresas que fugiam dessa configuração, eles criaram uma Holding (a Alphabet), que é um tipo de empresa que não tem segmento específico e portanto pode controlar muitas empresas de uma vez só e de outros segmentos. O objetivo da Alphabet é olhar de cima todas as outras empresas, seu gastos e lucros. Além de dar o aval para decisões que precisam da aprovação do corpo de acionistas. Foi justamente por esse aval, que eles passaram tanto tempo no controle da Alphabet e não do Google, pois eles poderiam fazer no Google o que quisessem sob o próprio aval. Então todas as empresas adquiridas, continuam sendo empresas separadas, apenas controladas por um grupo maior!

João

Já tem faz tempo, tem gente até sendo banida deles pq deixa o carro ir pra casa sozinho ou dorme na freeway.

zephyr1an

tem Tesla 100% funcional no nível 5 de direção autônoma ? isso é novidade pra mim

João

Se hoje já tem Tesla 100% funcional, vc subestima mto a tecnologia hahuahua

zephyr1an

isso é o hype que vendiam algum tempo atrás, mas a própria indústria já está começando a cair na real, já estão dando um scaling back nas expectativas

daqui a 10 anos (segundo seu prazo) qual a porcentagem de carros autônomos você acha que vai ter no trânsito de São Paulo ?
meu chute: 0%

João

Carro autônomodo já vai ser realidade em 5-10 anos, em 20 já vai ser plebeu quem não tiver.

odnlo

Pior que devem ser veganos kksksks

odnlo

A google mudou de nome pra alphabet e deixou o nome Google pro nome só do buscador e derivados. No fundo é a mesma empresa

Felipe Fernandes

O que mais me impressionou nisso tudo foi descobrir que o Google pertence a outra empresa.

Antony

... ia comentar algo, mas esse comentário deve ser uma trolada

Alexandre Salau

Eu disse de vez em quando, não todo fim de semana e não com picanha. Sem exageros por favor.

zephyr1an

pelo que diz o Verge, eles só oficializaram o que já faziam na Alphabet...nada :)

primeira tarefa pro Sundar Pichai: acabar com esse negócio de carro autônomo...isso aí, se der lucro, vai ser pra daqui uns 20 anos...Alphabet/Google deveriam dar prioridade aos negócios que dão lucro hoje...nesse ponto, acho que o Jeff Bezos tem muito a ensinar ao Google (e olhem que eu meio que abomino o Bezos)

Jorge Luis

com alcatra a 40 reais? impossível :)

Exibir mais comentários