Início » Negócios » Yellow e Grin lançam assinatura de R$ 15 mensais para bicicleta e patinete

Yellow e Grin lançam assinatura de R$ 15 mensais para bicicleta e patinete

Grin Prime tem 1º mês grátis em São Paulo; usuário não paga taxa de desbloqueio para patinetes da Grin e bicicletas da Yellow

Felipe Ventura Por

O Grin Prime foi lançado nesta quarta-feira (11) na cidade de São Paulo: trata-se de uma assinatura de R$ 15 mensais, com o primeiro mês grátis, que isenta o usuário de pagar a taxa de desbloqueio para patinetes da Grin e bicicletas da Yellow. A Grow, empresa que comanda as duas marcas, também promete "benefícios exclusivos" que serão anunciados em breve.

Patinete Grin

Em São Paulo, os patinetes da Grin custam R$ 3 pelo desbloqueio mais R$ 0,50 por minuto. As bicicletas da Yellow, por sua vez, cobram R$ 1 de desbloqueio e R$ 0,05 por minuto. (O preço varia dependendo da cidade.) Quem assina o Grin Prime não precisa pagar a taxa de desbloqueio, mas ainda terá que arcar com o custo por minuto.

É possível contratar o serviço através do app da Grin no iPhone e Android:

  • faça login e, na tela principal, toque no ícone de menu no canto inferior esquerdo;
  • selecione a opção Minha assinatura Prime;
  • toque em Inscreva-se agora.

Grin Prime não funciona para patinetes da Yellow

O Grin Prime é vantajoso para quem usa patinetes da Grin pelo menos cinco vezes ao mês. Vale notar que a assinatura não inclui os patinetes da Yellow: eles precisam ser alugados através do app da Rappi devido a um acordo de exclusividade temporária.

Sim, você pode até ver os patinetes da Yellow no mapa do app da Grin, mas ainda precisa usar o app da Rappi para desbloqueá-los. A Grow explica em comunicado ao Tecnoblog:

As patinetes da Yellow só podem ser usadas com o aplicativo da Rappi até o fim da parceria. Elas aparecem no Grin app para ajudar os usuários a encontrarem um equipamento disponível. Mas quando o usuário tenta desbloquear a patinete Yellow com o aplicativo da Grin, ele é informado de que deve usar o da Rappi.

No Brasil, o Grin Prime começa na capital paulista, mas ele já estava disponível em outros países: usuários na Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru e Uruguai podem adquirir a assinatura somente para patinetes.

"Nosso modelo de assinatura é o primeiro de muitos passos que planejamos para tornar os nossos serviços uma alternativa acessível de deslocamento", diz Karim Hardane, diretor-geral da Grow no Brasil, em comunicado.

Grin Prime