Início » Celular » Sony 2×2 OCL é um sensor que promete fotos mais nítidas no celular

Sony 2×2 OCL é um sensor que promete fotos mais nítidas no celular

Tecnologia Sony 2×2 OCL também promete foco mais rápido, inclusive com baixa luz

Emerson Alecrim Por

A Sony já não tem tanta relevância no segmento de smartphones, mas continua sendo referência em sensores de câmeras para celulares. A próxima investida da companhia nesse segmento é uma tecnologia chamada 2x2 On-Chip Lens (OCL). Ela permite focagem mais rápida e, ao mesmo tempo, diminui o risco de as fotos ficarem borradas.

Sony 2x2 On-Chip Lens - OCL

O nome On-Chip Lens indica que a tecnologia é baseada no uso de microlentes condensadoras (que direcionam o feixe de luz) sobre os pixels do sensor. Por padrão, cada pixel tem a sua própria microlente. No novo sensor, porém, existe uma microlente para cada conjunto de quatro pixels (daí o '2x2' no nome).

Que diferença isso faz? A nova tecnologia é baseada em uma estrutura chamada Quad Bayer, que está presente no sensor Sony IMX586, por exemplo. Nesse esquema, o sensor é dividido em quadrados de 2x2 pixels com a mesma cor.

Sony 2x2 OCL: uma microlente para cada quatro pixels

Sony 2x2 OCL: uma microlente para cada quatro pixels

No caso do Sony IMX586 — um sensor de 48 megapixels —, a câmera converte a estrutura Quad Bayer em uma Bayer padrão se a iluminação estiver favorável, gerando uma imagem de 48 megapixels. Mas, se iluminação for baixa, os pixels adjacentes são combinados para gerar uma imagem de 12 megapixels. Perde-se megapixels, em compensação, a foto tem menos ruído.

Conversão de Quad Bayer

Conversão de Quad Bayer

Com o sistema 2x2 OCL, tem-se uma microlente para cada conjunto de quatro pixels em vez de uma microlente para cada pixel. A maior vantagem dessa configuração é o aprimoramento do foco automático, especialmente em condições de baixa iluminação.

O foco automático por detecção de fase (PDAF) que encontramos nos smartphones depende de pixels que não são usados para a formação da imagem. Por conta disso, apenas um pequeno número de pixels pode ser aplicado para o processo de detecção, razão pela qual existe uma distância entre eles.

Sony 2x2 OCL - foco PDAF

No sistema Sony 2x2 OCL, é possível o uso de todos os pixels tanto para formação da imagem quanto para detecção de fase. Isso significa que a câmera pode focar rapidamente e com mais precisão em qualquer ponto da cena. Além disso, as chances de uma foto sair borrada caem consideravelmente.

De acordo com a Sony, a nova tecnologia também incrementa o controle sobre a exposição e o processamento de sinal, o que deve resultar em imagens com menos ruído e alcance dinâmico melhorado.

Essa tecnologia já está pronta e deve chegar aos primeiros smartphones em 2020, começando pelo Oppo Find X2, segundo os rumores.

Com informações: SlashGear, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alves73

Estes smartphones de hoje podem ter quantas câmeras quiserem, mas o que realmente faz a diferença é a qualidade do sensor e da lente aliado a um software bem ajustado. Nokia e Zeiss faziam um trabalho excepcional com os Lumias. Naquela época smartphones só tinham uma câmera.

danilo murços

A Sony fornecedor de sensor para a Samsung. Na vdd a Samsung começou a fazer os sensores dele a pouco tempo está se arriscando em um mercado em q a Sony domina

Wellington Gabriel de Borba

Além da Samsung e da Sony, quem são os grandes fornecedores de câmera no mundo?

Epic Mac Fadden - ODZ -

Uso o uBlock Origin pro FF mobile.

Só assim pra conseguir navegar na Internet hoje.

Cleber Reis
Cleber Reis

Realmente está muito chato navegar no site, toda hora recebendo mensagens assim que entro pede para instalar app (Firefox)