Início » Telecomunicações » Vivo deve pagar danos morais por falhas na internet, decide Justiça

Vivo deve pagar danos morais por falhas na internet, decide Justiça

Justiça considera "total descaso com o consumidor" por parte da Vivo; operadora terá que pagar R$ 2 mil

Lucas Braga Por

Um cliente do Distrito Federal resolveu processar a Vivo por falha na prestação de serviços de internet fixa, e a empresa será obrigada a indenizar, a título de danos morais, o valor de R$ 2 mil por conta dos períodos em que o serviço de banda larga não funcionou.

Vivo

A decisão foi tomada pela juíza Rita de Cássia de Cerqueira Lima Rocha, do 5° Juizado Especial Cível de Brasília. A Vivo alegou que o autor não provou que o serviço de internet não estava funcionando; mas, no processo, constavam números de protocolo de atendimento, vídeos, fotos e capturas de tela da marcação de visitas técnicas que não foram realizadas.

O autor do processo pedia o valor de R$ 5 mil em danos morais, mas a corte considerou o valor excessivo e desproporcional. Ainda assim, a magistrada descreve na sentença que a Vivo demonstrou “total descaso com o consumidor”, e que é fácil concluir que a suspensão do serviço é suficiente para causar transtorno na vida de qualquer pessoa.

Indenização equivale a lucro obtido pela Vivo em 15s

O valor da indenização não deve fazer muita diferença nos cofres da Vivo. Nos resultados financeiros do terceiro trimestre de 2019, ela teve lucro de R$ 1,06 bilhão: isso equivale a R$ 11,6 milhões por dia, em média, ou cerca de R$ 8 mil por minuto. Ou seja, o dano moral corresponde ao lucro obtido pela operadora em 15 segundos.

Em breve, a Anatel lançará um novo sistema de avaliação das operadoras. Além de o consumidor conseguir escolher qual serviço é mais adequado para sua localidade, a agência estabelecerá um parâmetro para comprovar vício de qualidade na banda larga fixa. Os clientes de operadoras com problemas de internet ou de operadoras com nota baixa poderão cancelar o contrato sem pagamento de multa por tempo de serviço.

Com informações: Migalhas, UOL.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Renato Bertoldo

É rede duplicada de wi-fi do modem ruim deles que gera a queda, cabeado não tem nada. mas aquilo fica causando queda no wi-fi pois confunde o aparelho, como tem duas rede wi-fi com mesmo nome saindo mesmo modem o celular fica conectando caindo depois conectando na outra rede e assim sucessivamente. Tiro no pé da engenharia deles. Acham que isso melhora ainda, só se piorar o nível de reclamação sobre quedas seja a melhora que desejam.

Jefferson Rodrigues

Verdade! Senti na pele isso.

johndoe1981

A analogia foi perfeita kkkk

johndoe1981

"Mero aborrecimento", de acordo os juízes semideuses brasileiros.

Jefferson Rodrigues

O juiz que julgou o meu caso deixou de fora do processo o fato de eu ter ficado 15 dias, sem o sinal da TV por assinatura.

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Mesmo nas pequenas causas entrar com uma ação no Brasil para quem não é advogado é uma via crucis.

É muito tempo gasto, muita enrolação, excesso de dados solicitados para casos extremamente simples e no final a chance de ganhar é 50%.

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Eu já perdi pq o juiz nunca deve ter lido o CDC.

Aí eu poderia recorrer e gastar com advogado para uma causa de no máximo 3 mil reais.

Fernando Wolf

#14978. todas empresas deveriam pagar ao clientes.

Claudio Aielo Sprovieri

Fui indenizado em 3 mil reais. Prometeram baratear o plano, e na troca, tiraram gravação, canais de música, avança e retrocede, informações dos filmes e o pior, trocaram um número de telefone fixo de 34 anos de uso. O juiz mandou devolver o meu número de telefone e me indenizar por danos morais.

Jefferson Rodrigues

Por isso que não movo mais ação judicial. É um processo longo e chato. Quando eu processei a sky, tive que sair da minha casa para ir ao órgão várias vezes. No final, ganhei 400 reais. Uma verdadeira palhaçada!! Só acho que o judiciário deveria digitalizar todo o processo pra poder valer a pena o recebimento de 2 mil reais.

Andre Kittler

Adoro quando a quantidade de idiotice é tão grande quando a matéria. Vamos lá...

* O cliente era advogado. Alguma pessoa normal teria tempo e chance de ganhar uma coisa dessas, alguém realmente acredita? Tu trabalha nisso, tu vive disso, e portanto tem tempo livre para fazer somente isso.
* Como merda a Vivo tenta alegar " autor não provou que o serviço de internet não estava funcionando"?!! Quem estava defendendo essa empresa, o Bozo??
* a Vivo demonstrou "total descaso com o consumidor"... nããããoooo... sério, isso aconteceu? Com cliente da Vivo? Mas que absurdo!
* Indenização equivale a lucro obtido pela Vivo em 15s. Ou seja, foi apenas para uma pessoa ganhar algo, enquanto que a empresa não precisa aprender ou mudar em nada sua estrutura de serviços. Tipo... um cara roubou meu carro? Bá o meu, te peguei. Vai ter de devolver com o tanque cheio agora o mané. Aprendeu? Não faz mais viu! E se manda daqui.

\ o /

Ed. Blake

Muito suspeito este caso e carece de muitos detalhes para entender o que motivou a condenação da operadora.