Início » Aplicativos e Software » App de entregas Glovo foi usado para transportar drogas na Argentina

App de entregas Glovo foi usado para transportar drogas na Argentina

Entregador ficou mais de uma hora aguardando orientação da Glovo quando encontrou drogas em pedido

Emerson Alecrim Por

Serviços como Glovo e Rappi afirmam entregar qualquer coisa, mas há itens que não podem ser transportados por motivos óbvios. Ou pelo menos deveria ser assim: na Argentina, trabalhadores vinculados a essas plataformas têm se queixado de pedidos que envolvem entrega de drogas.

Glovo

É claro que os termos de uso dos serviços de entrega por aplicativo proíbem o transporte de substâncias ilícitas ou de qualquer produto ilegal. O problema é que, quando pedidos suspeitos são identificados pelos entregadores, nem sempre eles recebem a orientação adequada sobre como agir.

Amy Booth, jornalista que escreve sobre a América Latina para veículos como The Guardian e Vice, descreve o caso de Javier Rojas, entregador que atua em Buenos Aires: em julho, ele retirou uma caixa que deveria ter suplementos vitamínicos, mas percebeu que a embalagem estava surrada e cheirava a maconha.

Em vez de seguir com a entrega, Rojas parou a moto a cinco quarteirões do endereço de destino e enviou mensagem ao suporte da Glovo perguntando sobre o que fazer.

Por telefone, o entregador foi orientado a devolver a caixa à origem, mas ele manifestou medo de sofrer algum tipo de retaliação. Depois, a Glovo o orientou a levar a embalagem ao destino, mas Rojas se recusou novamente.

“Entrego isso para a pessoa e encontro dois policiais esperando lá. Sou eu quem carrega a responsabilidade, não a empresa. A empresa lava as suas mãos”, disse a Booth. Depois de mais de uma hora se recusando a fazer a entrega ou a devolver o “produto”, Rojas foi autorizado a jogar a caixa fora.

A ASIMM, sindicato que reúne motociclistas, mensageiros e entregadores na Argentina, diz que o caso de Javier Rojas não é isolado. Houve cerca de dez denúncias de situações parecidas desde 2018. O número de casos pode ser muito maior: não são todos os entregadores que têm coragem de formalizar uma denúncia.

Rappi / como cancelar pedido rappi

Certamente, esse tipo de problema não se limita à Argentina. Mas existe um agravante por lá: sobretudo em Buenos Aires, a maior parte dos entregadores é composta por estrangeiros, como venezuelanos; se forem pegos entregando drogas, eles terão dificuldades para fixar residência no país e, claro, poderão ir para a prisão.

Para a ASIMM, plataformas como Rappi e Glovo não são um braço do narcotráfico, mas têm brechas em seus procedimentos que dão abertura para esse tipo de atividade.

Procurada, a Glovo informou que o uso de sua plataforma para transporte de substâncias ilícitas é estritamente proibido e que denuncia atividades suspeitas às autoridades locais. A empresa também diz que orienta os entregadores a reportarem pedidos aparentemente ilegais.

Enquanto isso, a ASIMM tenta enquadrar plataformas como Rappi e Glovo no registro de provedores de serviços postais da Argentina. Com isso, os entregadores teriam a mesma proteção legal dos trabalhadores dos correios: eles não precisam conhecer o conteúdo das entregas e, portanto, não são responsabilizados por pacotes ilegais.

O problema é que o assunto está travado: atualmente, a discussão gira em torno do reconhecimento ou não dos entregadores de aplicativos como funcionários das plataformas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

robsonc

Sei lá, mas não seria o caso de chamar a polícia?

Fabio Santos

Blz fake seu mimimi foi encaminhado para o setor do dane se

Buldego

O que tem A VER (e não HAVER).
Bem, sem dúvida há uma limitação cognitiva da sua parte. Já perdi tempo demais com você e não perco tempo com bolsominion, é como tentar argumentar com uma porta.
Passar bem e não te responderei mais.

Fabio Santos

Que tem haver Havan com que falamos? Não estou nervoso você que toma muito leite de soja e come nutella e fica com princípio de vitimismo por nada.
Me poupe fake

Buldego

Mas não entendo pq tanto nervosismo....
Vai pra frente da Havan abaraçar a estátua da liberdade, vai.

Fabio Santos

O tosco entenda uma coisa não sou politicamente correto pra te tratar como você acha que merece.
Eu somente defendo que acho convicto com sua ironia tosca.
Me poupe fake.

Buldego

Ataquei? Olha, foi um comentário simples, nem sabia que você é da turminha dos milicianos.
Mas se doeu, enfim, não posso fazer nada.

Fabio Santos

Não você não julgou apenas atacou indiretamente, e sim perfil tosco e já como todo fake se vitimizando.
Vai procurar que fazer tosco

Buldego

Engraçado que achou que eu o estava julgando mas no fim vc que tentou me julgar.
Pelo nervosismo, percebe-se que é mais um bolsominion com problemas cognitivos. Já eu, consciência limpíssima por não defender o Lula, muito menos um miliciano.
E perfil tosco por perfil tosco, prefiro o meu mesmo, pois perfil de casal é é a coisa mais cafona que existe.

Antony

Repare nos downvotes porque o cara apenas falou no Helicoca e nas drogas do avião do FAB. Isso diz muito sobre o público do site.

Fabio Santos

Que bom que seja feito a justiça e prendam o Flávio achou ué eu defenderia político? Já você além de se esconder neste perfil tosco, idolatra quem rouba e se isenta de cobrar toda lista.
Mais o pai este vocês não acham nada né daí espumam pela boca de raiva kkkk.

Buldego

Na Barra tem uma loja da kopenhagen que lava dinheiro pra milicianos.

Fabio Santos

Perto de casa teve uma pizzaria anos atrás que lavava dinheiro e entregava droga no meio da pizza, e o ifood levava de boa a todo vapor.

Deealt Noubeza ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Glovo virou Maconho...

Luizão

não que não exista isso por aqui, apenas não fizeram uma notícia disso.

Exibir mais comentários