Início » Negócios » Samsung prevê queda de 53% no lucro consolidado de 2019

Samsung prevê queda de 53% no lucro consolidado de 2019

O lucro do quarto trimestre de 2019 foi 34% menor que o registrado no mesmo período do ano anterior

Victor Hugo Silva Por

A Samsung divulgou nesta quarta-feira (8) o resultado prévio do quarto trimestre de 2019, que indica um faturamento estável na comparação com o mesmo período do ano anterior. No entanto, a empresa projeta uma queda de 53% em seu lucro anual.

Samsung Research America, em Mountain View (Foto: Divulgação/Samsung)

O faturamento da Samsung entre outubro e dezembro de 2019 ficou em 59 trilhões de wons (R$ 205,8 bilhões). O resultado representa uma leve queda na comparação com o mesmo período de 2018, quando o faturamento ficou em 59,2 trilhões de wons.

A pior marca é a do lucro, que ficou em 7,1 trilhões de wons (R$ 24,8 bilhões) no quarto trimestre e caiu 34% em relação à marca do mesmo período de 2018, de 10,8 trilhões de wons. Com estes números, a Samsung deve terminar 2019 com a maior queda de lucro anual na década.

Entre janeiro e dezembro de 2019, o lucro consolidado da fabricante deve ficar em 27,7 trilhões de wons (R$ 96,8 bilhões), 53% menos que em 2018. O resultado faz a empresa retornar aos níveis de 2015 e se afastar de 2017 e 2018, quando o lucro superou os 50 trilhões de wons (R$ 174 bilhões).

O principal motivo para o resultado ruim é a queda na demanda por chips de memória por data centers, os principais clientes da Samsung na área. Muitos deles têm revisado seus estoques nos últimos meses e comprado menos, o que também levou os preços para baixo.

O que tornou o resultado da Samsung menos pior foi a venda de celulares, que superou as expectativas, ainda que analistas estivessem pouco confiantes. A saída dos dispositivos teria sido mais robusta na América Latina, na Ásia e na Europa por conta do lançamento de novos smartphones da linha Galaxy A e de dificuldades da Huawei fora da China em meio às sanções do governo dos Estados Unidos.

Com informações: Samsung, Reuters.

Mais sobre:

Comentários da Comunidade

1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Participe da discussão