Tecnoblog
Início » Negócios » LG promete lucrar com celulares após acumular US$ 2,67 bilhões em prejuízos

LG promete lucrar com celulares após acumular US$ 2,67 bilhões em prejuízos

CEO da LG promete mais lançamentos de smartphones e "fatores surpresa" para reverter prejuízo com celulares até 2021

A LG é uma empresa lucrativa graças aos setores de TV e eletrodomésticos, mas há uma parte da empresa que não é tão bem-sucedida: a divisão de celulares acumula prejuízo operacional de US$ 2,67 bilhões entre o início de 2015 e o terceiro trimestre de 2019. O CEO Brian Kwon promete reverter esse quadro até 2021 com mais lançamentos de smartphones e “alguns fatores surpresa”.

LG G8X ThinQ

Segundo o Korea Times, Kwon disse durante a feira CES: “a divisão móvel da LG Electronics será lucrativa até 2021; posso dizer que conseguiremos fazer isso acontecer, pois a LG Electronics expandirá nossa linha de celulares e lançará constantemente novos modelos atrelados a alguns fatores surpresa para atrair consumidores”.

O CEO não revelou exatamente quais diferenciais são esses, mas isso pode ser algo bem-vindo: no review do LG G8S ThinQ, Emerson Alecrim já diz no título que ele tem “muito desempenho e poucos diferenciais”. O smartphone decepciona em alguns aspectos: a câmera dele ficou atrás do Galaxy S9+ e do iPhone X nos testes do DxOMark.

Claro, é importante que os recursos únicos também sejam úteis: o G8X ThinQ possui duas telas, mas “a vantagem da segunda tela é quase anulada por um sistema operacional que ainda não está pronto para isso”, como conclui Paulo Higa no review do aparelho.

LG não tem lucro em celulares desde 2014

A LG ainda não divulgou o resultado financeiro para o ano completo de 2019; isso deve ser feito no final de janeiro. No entanto, ela acredita que teve lucro operacional de US$ 85 milhões ao longo do ano passado, bem abaixo dos US$ 233 milhões esperados por analistas de mercado — e a culpa, em parte, pode ter sido da divisão móvel.

Para cortar custos, a empresa transferiu sua principal linha de produção de smartphones para o Vietnã; antes, eles eram feitos na Coreia do Sul. Esses aparelhos também são fabricados no Brasil, onde a LG permanece em um “sólido terceiro lugar” na venda de celulares, segundo a Counterpoint Research. À frente dela, estão Samsung e Motorola.

No entanto, vender muito smartphone não significa ter lucro com isso. Como você pode ver abaixo, a divisão móvel da LG vem sofrendo prejuízos desde 2015:

  • 2013: lucro de 64,45 milhões
  • 2014: lucro de US$ 295,29 milhões
  • 2015: prejuízo de US$ 103,17 milhões
  • 2016: prejuízo de US$ 1,09 bilhão
  • 2017: prejuízo de US$ 192,33 milhões
  • 2018: prejuízo de US$ 700,65 milhões
  • 2019 (até o terceiro trimestre): prejuízo de US$ 584,45 milhões

Vale repetir que esse é o resultado financeiro apenas da LG Mobile, não da LG Electronics como um todo: a empresa é lucrativa nos outros setores em que atua, como TVs, eletrodomésticos, painéis solares, entre outros.

Com informações: Korea Times, Engadget.

Comentários da Comunidade

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação