Início » Internet » Ning acaba com serviço gratuito

Ning acaba com serviço gratuito

Por
9 anos atrás

O Ning é uma plataforma sobre a qual verdadeiras redes sociais podem ser construídas. A presidenciável Marina Silva (PV), por exemplo, faz uso do Ning no website Movimento Marina Silva, que conta com formas de mobilização dos partidários da candidata. Tudo muito bonito, tudo muito prático, tudo grátis… Até ontem. Já em agosto, a empresa por trás do Ning passará a cobrar pelos seus serviços.

“Nossos novos planos estão valendo agora. Para continuar a usar a sua Ning Network e manter seu conteúdo, por favor selecione um dos nossos planos (Mini, Plus ou Pro) até 20 de agosto”, é o que diz a mensagem que será apresentada a todos os administradores de redes criadas no Ning. Como os novos planos foram divulgados ontem, a decisão deve acontecer em no máximo um mês. Depois disso, tchau conteúdo.

Novos planos do Ning (Reprodução)

O plano mais simples do Ning, o Mini, custará apenas US$ 2,95 por mês. Não chega a ser absurdamente caro, mas tem o limite de 150 usuários da rede social. Não é muito, e com certeza não seria o suficiente para redes sociais de campanhas políticas, como a de Marina Silva (muito menos de Barack Obama, na qual a candidata verde se inspira).

Quem quiser usuários ilimitados em sua rede social precisará optar pelo plano Plus, que custa US$ 19,95 por mês, ou o plano Pro, bem mais caro: US$ 49,95/mês. O pagamento pode ser feito com Mastercard e Visa, entre outros. Conheça os detalhes dos planos nessa página (em inglês).

Dica do leitor Kadu Gaspar. Valeu, Kadu!

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.