Início » Gadgets » Para que serve o cabo HDMI? [4 funções incomuns]

Para que serve o cabo HDMI? [4 funções incomuns]

Descubra para que serve o cabo HDMI e conheça 4 funções que ele oferece que a maioria dos consumidores não faz ideia

Ronaldo Gogoni Por

Quase todo mundo sabe para que serve o cabo HDMI: transmitir sinais digitais de áudio e vídeo entre dispositivos compatíveis, como TVs, computadores, videogames, set-top boxes e etc. No entanto, o cabo possui algumas funções incomuns, que nem todo mundo conhece. Continue com a gente e descubra quais são esses recursos.

PIX1861 / cabo hdmi / Pixabay / para que serve o cabo hdmi

Para que serve o cabo HDMI?

O HDMI é um padrão de cabo criado para facilitar a transmissão de áudio e vídeo digitais através de uma conexão única, tendo como foco dispositivos simples para uso doméstico: TVs, consoles de videogame, monitores, aparelhos de som e etc.

Embora seja similar ao DisplayPort, este possui funções mais específicas para usuários avançados de PCs (gamers inclusos), como suporte a múltiplos monitores e a maiores taxas de atualização. Ainda assim, o cabo HDMI é capaz de realizar algumas funções extras, ao invés de apenas transmitir áudio e vídeo. Vejamos quais são essas funções.

1. Função CEC

A função CEC (Consumer Electronics Control, ou Controle de Eletrônicos do Consumidor) é bastante útil, embora muita gente não faça ideia de que ela exista: uma vez ativa na TV e no periférico a ela conectado via cabo HDMI, é possível controlar as funções de vários aparelhos (máximo de 15 simultâneos) com apenas um controle.

Existem diversos dispositivos compatíveis com HDMI-CEC, que vão de consoles de videogame a set-top boxes, soundbars, aparelhos de som, reprodutores de Blu-ray e etc. O único porém, e isso ajuda na impopularidade do recurso, é que cada fabricante de TV o chama por um nome diferente, algumas por mais de um, dependendo do aparelho.

Samsung / Controle Remoto Único (NU7400 e NU8000) / para que serve o cabo hdmi

Confira alguns exemplos:

  • Samsung: Anynet+;
  • LG: SimpLink;
  • Sony: Bravia Link, Bravia Sync ou Control for HDMI;
  • Panasonic: Viera Link, HDAVI Control ou EZ-Sync;
  • Philips: EasyLink;
  • Roku: 1-Touch Play;
  • Hitachi: essa usa HDMI-CEC mesmo.

Para ativar o HDMI-CEC, é preciso identificar o recurso no menu da TV e ativa-lo também no periférico. Feito isso, dê adeus aos outros controles remotos.

2. Funções ARC e eARC

A funcão ARC (Audio Return Channel, ou Canal de Retorno de Áudio) permite interconectar dispositivos fonte e saídas independentes de áudio e vídeo, com o cabo HDMI sabendo exatamente para qual aparelho enviar o sinal correto. Confuso? Explico.

HDMI ARC / para que serve o cabo hdmi

Se você conectar um videogame, uma TV e um aparelho de som via HDMI, o som será executado no sistema sonoro e não pelos alto-falantes do televisor. Isso é feito sem configurações adicionais, com suporte a 5.1 canais. As portas HDMI de TVs compatíveis são identificadas, como na imagem acima. A função eARC ("e" de Enhanced, ou Melhorado) traz os mesmos recursos, mas acrescenta suporte a Dolby Atmos e DTS:X.

3. Função HEC

Imagem: Fotocitizen/Pixabay

Uma função basicamente desconhecida, mesmo usuários intermediários, é a capacidade de um cabo HDMI funcionar também como um cabo de rede. A função HEC (HDMI Ethernet Cable ou Cabo Ethernet HDMI) foi introduzida no HDMI 1.4 como um acessório ao HDMI-CEC, de modo a oferecer acesso à internet a dispositivos conectados, ao fazer as vezes de switch de rede. A velocidade máxima suportada é de 100 Mb/s.

A indústria, no entanto, não apostou muito no HEC, e hoje há muito poucos dispositivos compatíveis. Sendo assim, o recurso está caindo em desuso.

4. Função MHL

Adaptador HDMI/microUSB / para que serve o cabo hdmi

A função MHL (Mobile High-Definition Link ou Conexão Móvel de Alta Definição) foi criada para facilitar a conexão de celulares a TVs: através de um cabo/adaptador compatível, o usuário pode ligar seu dispositivo móvel à TV e transmitir áudio e vídeo, além de fornecer energia para carregar o gadget.

O recurso foi implementado em 2010 e adotado por quase todos os fabricantes, mas a chegada de tecnologias de transmissão sem fio de celulares para TVs, como Miracast, Chromecast e, mais recentemente, o Apple AirPlay 2, entre outras, minou a utilidade do MHL.

Mais sobre: