Início » Aplicativos e Software » KDE sugere migrar para Linux após fim de suporte ao Windows 7

KDE sugere migrar para Linux após fim de suporte ao Windows 7

Organização iniciou campanha para incentivar uso do KDE Plasma como opção ao Windows 7

Emerson Alecrim Por

Esta terça-feira (14) marca o fim de uma era: o Windows 7 deixou de receber suporte oficial da Microsoft, o que significa que a companhia não irá mais liberar atualizações de segurança para o sistema operacional. A solução é migrar para o Windows 10. Ou para o Linux: a KDE recomenda o seu próprio ambiente de trabalho, o KDE Plasma, como alternativa ao Windows 7.

KDE Plasma

KDE Plasma

O KDE Plasma suporta uma grande diversidade de temas, inclusive opções que são inspiradas no macOS ou no próprio Windows. Então, pelo menos com relação ao visual, o usuário não teria grande dificuldade para se adaptar.

Mas essa não é a principal razão para a KDE promover essa campanha, por assim dizer. A organização destaca que o Windows 7 ainda está presente em quase 30% dos desktops, por isso, o fim do suporte à versão pela Microsoft representa um risco de segurança para um grande número de pessoas que pode ser resolvido com o Linux.

“Ajudar os usuários a recuperar o controle sobre seus sistemas e proteger seus dados é precisamente o que as comunidades de Software Livre fazem de melhor, o que torna esta a oportunidade perfeita para ajudar os usuários do Windows 7 a migrar para algo mais interessante: a área de trabalho Plasma”.

A KDE não só convida os interessados a migrarem para o Linux como também pede que eles incentivem colegas, amigos e familiares a fazê-lo.

Que fique claro, para quem não está por dentro desse universo, que o KDE Plasma não consiste no sistema operacional em si, mas em um ambiente de trabalho com o qual você pode acessar numerosos recursos e softwares, como o LibreOffice, o Firefox e o Krita (para ilustração).

Quem quiser experimentar o KDE Plasma precisa rodar em seu computador uma distribuição Linux que traz esse ambiente como padrão ou permita a sua ativação durante o processo de instalação, por exemplo. Há várias delas. Entre as mais populares estão Debian, Fedora, Ubuntu (Kubuntu) e openSUSE.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Blassioli (@olucaslab)

Os caras estão com resistência de usar Windows 10 que é um sistema que já se encontra estável… ai eles sugerem Linux?

Vitor Hugo (@vitor)

Linux é instável aí no seu planeta?

Vitor Hugo (@vitor)

Também existe o KDE Neon, que é uma “distro” (não é bem uma distro tecnicamente, mas praticamente sim) que é gerida e disponibilidade pela própria comunidade KDE.

Juliano Ferretti (@Ferretti)

Uso o KDE a quase 5 anos, ainda na versão 4, já era muito bom, mas a versão 5 com o KDE Plasma, é fantástico. Usei por alguns anos no Fedora e atualmente no Manjaro, é visualmente simples e amigável e com opções intermináveis de opções de configurações, realmente o KDE é uma ótima opção pra quem está tenso seus primeiros contatos com o Linux.

Bruno Who? (@brunossn)

Eu assisti o vídeo, e o primeiro argumento que eles usam pra eu migrar pro Linux é não precisar esperar a demorada atualização pro Windows 10? É isso mesmo?

Agronopolos Brazzi (@Agronopolos)

Só migraria se ele tivesse suporte a software que fossem só compatíveis com o Windows

Juliano Ferretti (@Ferretti)

O que eles se referem é que no Windows pra instalar atualizações, vc tem que esperar alguns “procedimentos” de instalação. No caso do Linux as atualizações são baixadas e instaladas e depois de pronta as atualizações, e vc desligar ou reiniciar o PC, ele faz isso sem ter de esperar essas atualizações serem “aplicadas”, pois o que está desatualizado fica rodando numa espécie de cache, e quando o processo é encerrado, ele já volta imediatamente na versão nova.

Por isso que vc não tem que esperar.

@Fabiofs

Ele é tão bom, tão completo, cheio de funções e possibilidades de personalização, que eu desisti dele hehehe
Eu ficava mexendo sempre nele, alterando e etc.
Não uso linux como principal ainda, somente testes. Agora vou testar uma com Gnome, ou então com uma interface diferente, como Zorin ou Solus

Fernando Val (@fval)

A resistência não é por conta de instabilidade, mas pelo histórico de problemas com as atualizações e aumento substancial no consumo de disco. Se o usuário não possui SSD, a lentidão é praticamente certa.

Fernando Val (@fval)

Depende do software. Eu mesmo utilizo 2 que são compilados (exclusivos) para Windows e os uso no Linux. Pra isso os executo usando o Wine.

Gustavo Andrade (@GustavoAR)

Tá maluco? Linux na maior parte das vezes é bem mais estável que o Windows. Eu uso Linux Mint tem mais de ano e nunca tive problemas de instabilidade

Gustavo Andrade (@GustavoAR)

Muitos softwares funcionam usando o Wine sem esforço, mas depende do que você vai rodar. Jogos também boa parte funciona usando a Steam…

Anayran Pinheiro de Azevedo (@oggvaldo)

Linux é uma delícia de se usar, mas não adianta, Windows é muito mais popular entre o povão. Por mais que o Linux tenha inúmeras qualidades, Windows ainda é a preferência popular por estar aí já consolidado. É chato, mas essa é a verdade.

Vinícius Queiroz (@ViniciusQueiroz)

Bela iniciativa do KDE. Mas softwares que existem somente para windows ainda é um problema.
E o pior que não acho (ainda) que outras empresas desenvolvam suas versões para qualquer sistema baseado em Linux (com exceção do Android é claro).
Para a Adobe, por exemplo, fazer algo do tipo, é necessário ter certeza de que há uma quantidade mínima de usuários dispostos a pagar, para que isso se sustente. Mas se não existe o photoshop para Linux, o usuário não tem um motivo suficiente para fazer tal migração.

Enquanto houver esse ciclo vicioso, isso não vai mudar.

Se um dia a Microsoft desenvolver sua própria distro para usuários domésticos, e vender apenas serviços em vez do S.O., talvez as distros cresçam. Mas é a Microsoft que dita esse fluxo no desktop. Se não houver nenhum Ballmer de novo, Windows ainda será o Sistema Operacional para Desktop.

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Piada pronta!

Exibir mais comentários