Início » Computador » Mac Pro: Apple cobrará até R$ 439 mil por versão rack no Brasil

Mac Pro: Apple cobrará até R$ 439 mil por versão rack no Brasil

Apple vende Mac Pro em versões rack e torre nos EUA; computador tem Intel Xeon, até 1,5 TB de RAM e SSD de até 8 TB

Felipe Ventura Por

O computador mais caro da Apple se tornou um pouco mais inacessível: a empresa lançou a versão rack do Mac Pro nos EUA, mais cara que o modelo torre, com preços começando em US$ 6.499. No Brasil, ele custará a partir de R$ 60 mil, e os valores chegam a até R$ 439 mil se você quiser processador Intel Xeon de 28 núcleos e 1,5 TB de RAM.

Apple Mac Pro rack

O Mac Pro ainda não está à venda no Brasil, mas o Tecnoblog obteve acesso antecipado aos preços que a Apple cobrará no país. A versão rack começará em R$ 59.999: isso inclui processador Intel Xeon W octa-core, 32 GB de RAM, SSD de 256 GB e placa de vídeo AMD Radeon Pro 580X.

Enquanto isso, o modelo mais caro chegará a R$ 439.199. Aqui, temos um processador de 28 núcleos, 1,5 TB de RAM, SSD de 8 TB e duas placas de vídeo Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB de memória cada (!). Esse preço já inclui a Apple Afterburner, placa de aceleração de hardware que processa até 6,3 bilhões de pixels por segundo e consegue reproduzir até 6 fluxos de vídeo 8K (em ProRes RAW).

Nos EUA, o Mac Pro na versão rack custa entre US$ 6.499 e US$ 53.899. Ou seja, a Apple usará uma taxa de conversão no Brasil que varia entre R$ 8 e R$ 9 por dólar.

Apple Mac Pro rack

Traseira do Mac Pro em versão rack

Estamos falando aqui sobre o Mac Pro em gabinete para rack; ele possui trilhos deslizantes para ser encaixado sem o uso de ferramentas. A parte frontal tem alças de aço inoxidável, duas portas USB-C e botão liga/desliga, além daquele padrão tridimensional em treliça que lembra um ralador de queijo.

Há também o Mac Pro em formato torre, mais tradicional, cujo preço no Brasil vai variar entre R$ 55.999 e R$ 438.399 (US$ 5.999 e US$ 53.799 nos EUA). As especificações são praticamente as mesmas do rack mais caro: a diferença está nas rodinhas, pelas quais a Apple cobra R$ 3.200 adicionais.

Como dissemos anteriormente, o Mac Pro vai atingir preços ainda mais altos no futuro: a Apple terá a opção de customizá-lo com a placa de vídeo AMD Radeon Pro W5700X. Felizmente, seu bolso estará a salvo: este computador é voltado para empresas que lidam com tarefas pesadas de computação, como renderização de vídeo 8K.

Apple Mac Pro (rack) Modelo básico Modelo mais caro (até agora)
Processador Intel Xeon W de 8 núcleos (3,5 GHz, 4 GHz em turbo) Intel Xeon W de 28 núcleos (2,5 GHz, 4,4 GHz em turbo)
RAM 32 GB 1,5 TB
Placa de vídeo AMD Radeon Pro 580X com 8 GB de memória GDDR5 2x Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB de memória HBM2 cada
Armazenamento SSD 256 GB 8 TB
Apple Afterburner não sim
Preço nos EUA US$ 6.499 US$ 53.899
Preço no Brasil R$ 59.999 R$ 439.199

Apple cobra mais R$ 20,8 mil por SSD de 8 TB no Mac Pro

Abaixo, seguem os valores que a Apple cobrará por cada upgrade do Mac Pro na versão rack; são os mesmos do modelo torre. A opção de 1,5 TB de RAM só pode ser adquirida com o Intel Xeon de 24 ou 28 núcleos.

Processador:

  • Intel Xeon W de 8 núcleos (3,5 GHz / 4 GHz): (modelo básico)
  • Intel Xeon W de 12 núcleos (3,2 GHz / 4,4 GHz): + R$ 8.000
  • Intel Xeon W de 16 núcleos (3,2 GHz / 4,4 GHz): + R$ 16.000
  • Intel Xeon W de 24 núcleos (2,7 GHz / 4,4 GHz): + R$ 48.000
  • Intel Xeon W de 28 núcleos (2,5 GHz / 4,4 GHz): + R$ 56.000

RAM:

  • 32 GB de RAM: (modelo básico)
  • 48 GB de RAM: + R$ 2.400
  • 96 GB de RAM: + R$ 8.000
  • 192 GB de RAM: + R$ 24.000
  • 384 GB de RAM: + R$ 48.000
  • 768 GB de RAM: + R$ 112.000
  • 1,5 TB de RAM: + R$ 200.000

Placa de vídeo:

  • Radeon Pro 580X com 8 GB GDDR5: (modelo básico)
  • Radeon Pro Vega II com 32 GB HBM2: + R$ 19.200
  • 2x Radeon Pro Vega II com 32 GB HBM2 cada: + R$ 41.600
  • Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB HBM2: + R$ 41.600
  • 2x Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB HBM2 cada: + R$ 86.400

Armazenamento:

  • SSD de 256 GB: (modelo básico)
  • SSD de 1 TB: + R$ 3.200
  • SSD de 2 TB: + R$ 6.400
  • SSD de 4 TB: + R$ 11.200
  • SSD de 8 TB: + R$ 20.800

Adicionais:

  • Apple Afterburner: + R$ 16.000

Apple Mac Pro rack

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
12 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João Paulo Santos (@littleoak)

Não é sendo hate, mas esse tipo de post vai mais para “zoar” que propriamente para informativo técnico. A carga de impostos no Brasil não permite preços justos, infelizmente nem é tão culpa da Apple. Ou viaja e traz, ou mora lá e consome ou simplesmente compra usado (bem usado). iOS, iPadOS e OSX são construções incríveis, mas que possuem preço alto demais no Brasil para serem consumidas.
Sem contar a durabilidade de produtos apple (e olhe que em casa tenho windows, vivo de linux e só meu notebook para portabilidade que é um macbook 2009 unibody late).
Feliz 2020 a todos

LekyChan (@LekyChan)

o mac pro não é para qualquer um comprar, ele é um servidor, por isso o alto preço. Não se compra uma maquina dessas para ficar navegando na internet ou jogando.

Luiz Felipe (@LuizFel02700059)

um gabinete desse, só com 1 socket?

que bela porcaria, na boa

DovahShy (@JustMonika)

Vou comprar dois. /s

Tiago Freitas (@tiago_fr)

Verdade.

A Apple cria ótimos produtos. Uma vez tive a oportunidade de usar um Mac Mini. Gostei até do acabamento do produto… Só acho que eles não valem o preço que é cobrado aqui no Brasil.

Uma vez eu tive planos de comprar um Macbook PRO. Mas quando olhei as configurações ideais pra mim, o preço final foi uma barreira. Não comprei!

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

A gente consumidor comum acha um absurdo um preço desses, mas alguém já viu quanto custa um monitor de referência da Sony de 40 mil dólares, aqui no Brasil ? Ou uma work station de 100.000 dólares aqui ? Não è barato.

Mas, o público alvo de produtos como esse são estúdios de cinema, produtoras de conteúdo grandes. Existem empresas que montam servidores usando Mac Pro.

Por incrível que pareça a solução mais barata oferecida è a da Apple. O monitor mais caro dela custa 6 mil dólares, o da Sony que è inferior em tudo, custa 40 mil dólares. O Mac Pro a mesma coisa.

Se vc montar seu próprio PC vai sair mais barato, vai, mas vc acha que uma grande produtora vai sair a cata de peça pra economizar meia dúzia de trocados e ter dor de cabeça de não ter assistência caso uma das máquinas parem ?

A gente está falando de produtoras de filmes com bilheterias milionárias, orçamentos astronômicos.

Marco Pacheco (@Marco_Pacheco)

Que milagre Não ter aparecido nenhum user dizendonquense comprar as peças e usar hackintosh sai por 1/5 do preço!!

João Paulo Santos (@littleoak)

E um adendo, só quem já teve um macbook sabe o tamanho da durabilidade desses equipamentos. Fico imaginando o nível de QA da Apple para entregar produtos que duram 5 anos + sem QUALQUER ESFORÇO!
Atente para algo simples:

Como você me explica um iphone 5s de 2013 usar ios 7 (2013) e ter updates indo até o ios 12 (lançado em 2018 que até hoje recebe current patches)?
Agora me explica (e olhe que sou fanboy doente da Xiaomi e possuo um):
Como um android dura 7 anos rodando sem travamentos?
Isso não existe! (Já tive 3gs e dura MUITO, até hoje funciona)

Filipe Espósito (@filipeesposito)

E o pessoal fala de hackintosh, mas assim. Vocês acham mesmo que uma empresa grande do nível da Pixar, ou até da Globo, vai perder tempo montando computador pra fazer gambiarra com o sistema operacional? Claro que não. Pra essas empresas, o valor da máquina se paga com os trabalhos feitos nelas rapidamente. É um outro público, nem dá pra comparar.

E no Brasil, infelizmente, a carga tributária é absurda, sem contar na cotação do dólar que não ajuda. E como são pouquíssimas empresas que vão comprar isso no Brasil, a Apple certamente acaba cobrando ainda mais caro mesmo pra compensar a operação de trazer a máquina pra cá, homologar e dar suporte técnico — até porque eu duvido que uma empresa de grande porte vai dar “jeitinho” de importar um desses.

Eu (@Keaton)

Se eu fosse polit, digo, se eu tivesse grana pra jogar no lixo… eu comprava a versão mais cara pra jogar minecraft pelo lulz. E ainda instalava o Windows 7 de alguma forma.

Mas como eu não tenho, fico com meu PCFrank.

Fábio Laurindo (@Fabio_Laurindo)

Bora comprar um de cada modelo pra coleção kkk