Início » Negócios » Venda de celulares no mercado cinza cresce 537% no Brasil

Venda de celulares no mercado cinza cresce 537% no Brasil

A IDC Brasil registrou a venda de 1,2 milhão de celulares no terceiro trimestre de 2019

Victor Hugo Silva Por

A venda de smartphones no mercado cinza, isto é, sem homologação da Anatel, tem crescido de forma considerável. Segundo a IDC Brasil, foram 1,2 milhão de aparelhos vendidos no terceiro trimestre de 2019, o que representa uma alta de 537% em relação ao mesmo período de 2018.

Niekverlaan / homem com smartphone na mão (detalhe) / Pixabay / melhores celulares até 1.000

Para se ter uma ideia, o país registrou a venda de 10,5 milhões de smartphones certificados no terceiro trimestre. Se o mercado cinza fosse uma fabricante e fosse incluído nessa conta, contaria com cerca de 10% de participação.

O mercado cinza atrai muitos usuários por conta dos preços baixos dos smartphones, principalmente de fabricantes chinesas. Os modelos, no entanto, podem não ter um número IMEI, o que os fazem ser considerados piratas pela Anatel.

Queda na venda de celulares autorizados

A IDC Brasil também indicou que, no terceiro trimestre de 2019, a venda de smartphones autorizados atingiu 11,3 milhões de unidades, uma queda de 3,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. O número inclui os 10,5 milhões de smartphones, que tiveram queda de 1%, e 865 mil feature phones, que registraram alta de 40,3%.

A receita gerada com smartphones autorizados caiu 9% e ficou em R$ 12,3 milhões. O preço médio dos aparelhos caiu 5,7% e ficou em R$ 1.165. Ainda de acordo com o levantamento, 88% das vendas ficaram na faixa entre R$ 700 e R$ 1.100.

Os feature phones, por sua vez, geraram receita de R$ 97,7 mil, 9,6% a mais do que no mesmo período de 2018. O preço médio desses celulares teve queda de 22% e ficou em R$ 113.

Os números para o quarto trimestre ainda serão divulgados, mas, por conta das vendas de final de ano, a IDC Brasil projeta uma alta de 5,1% para smartphones e de 20,4% para feature phones. O acumulado de 2019 deverá apontar queda de 0,5% entre smartphones e alta de 23% entre feature phones.

O título anterior indicava que os celulares do mercado cinza não eram certificados pela Anatel. Ele foi atualizado às 10h de quinta-feira (16).

Com informações: TeleSíntese.

Mais sobre: ,

Comentários da Comunidade

8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jefferson Rodrigues

Já importei dois smartphones da Xiaomi por serem extremamente baratos e de boa qualidade. São baratos porque não incluem o custo Brasil. Esperando medidas drásticas do governo para barrar a entrada desses aparelhos.

Wendel Schelhan

Uma pena que provavelmente qualquer reação vinda de agências reguladoras ou de governo seria de aumentar a taxação ou dificultar o processo de importação dos aparelhos, quando é óbvio que o problema se trata do excesso de tributação para se vender ou montar qualquer coisa internamente.

@FastSloth87

Matéria toda errada, confunde celular contrabandeado com celular não homologado. TODOS os aparelhos vendidos no mercado cinza são homologados pela Anatel, se não fossem não iriam funcionar!! Eles são homologados pq são vendidos oficialmente por aqui (a Xiaomi tem até loja física), o problema é que é muito mais caro, óbvio.

@RODRIGO

Não certificados pela Anatel?? Mas, já não basta simplesmente ser aprovado por equivalentes estrangeiras?? Por que esta dupla homologação??? Ideia boba do papito estado em arrecadar e burocratizar a vida sofrida dos brasileiros!! São mais vendidos em paralelo pelo custo-benefício e tecnologias melhoradas com ótimo preço, no qual os nacionais são desfasados e caríssimos!!

João Paulo Polles

Só pra constar: não homologado não quer dizer que não são bons ou que não seguem as leis do BR, mas que não foram testados a fim de certificar que estão seguindo as normas…

ochateador

Apenas um exemplo, irei usar o wifi.
Nos EUA as antenas wifi podem ter potência de até 30dBi ( https://www.air802.com/fcc-rules-and-regulations.html ), no Brasil o limite é de 20dBi e na Europa é outro valor. O motivo ? Evitar interferências entre equipamentos.

@RODRIGO

Sei desse entrave envolvendo equipamentos wireless : interferências!! Mas, não entendo o porquê de atrapalhar a vida já complicada dos brasileiros em possuir um smartphone BBB(Bom, Bonito e Barato)!! Fico triste!!

Participe da discussão