Início » Negócios » Disney retira “Fox” do nome de seus novos estúdios de cinema

Disney retira “Fox” do nome de seus novos estúdios de cinema

A mudança adotada pela Disney envolve as marcas dos estúdios 20th Century Fox e Fox Searchlight Pictures

Victor Hugo Silva Por

Quase um ano após oficializar a compra da Fox, a Disney começa a atualizar o nome de empresas envolvidas no negócio. Elas perderam o nome de sua antiga proprietária, como já era esperado, e suas novas marcas serão exibidas em breve em novas produções.

A Disney mudou o nome da 20th Century Fox, que passou a se chamar 20th Century Studios. A medida também chegou na Fox Searchlight Pictures, que será chamada de Searchlight Pictures e, inclusive, já alterou o final dos e-mails de seus funcionários de “@fox.com” para “@searchlightpictures.com”.

O objetivo da atualização parece ser evitar confusões entre as empresas que foram compradas e as que permaneceram com sua antiga dona. Com a venda de algumas propriedades para a Disney, criou-se a Fox Corporation, que detém marcas nos EUA como Fox News, Fox Sports e o canal aberto Fox.

Os novos logos de estúdios adquiridos pela Disney aparecerão pela primeira vez em filmes que estrearão nas próximas semanas. O da Searchlight Pictures será exibido em Downhill, que estreia nos EUA em 26 de janeiro, e o da 20th Century Studios aparecerá em Call of the Wild, a ser lançado em 21 de fevereiro.

E, apesar dos novos nomes, a Disney não mudará a identidade das marcas de forma drástica. A 20th Century Studios, por exemplo, seguirá com sua já conhecida abertura, que terá apenas a alteração no nome do estúdio.

A Disney ainda não decidiu o que fará com outras marcas que comprou e que ainda carregam o nome da antiga dona, incluindo as produtoras 20th Century Fox Television e Fox 21 Television Studios. Pelo fato de suas marcas não serem tão conhecidas pelo público, elas poderão seguir sem mudanças.

A compra da Fox pela Disney levou meses para ser concretizada e terminou com um investimento de US$ 71,3 bilhões. Além das divisões de cinema e de TV, o acordo envolveu canais por assinatura Fox, National Geographic e FX, redes de TV por assinatura na Índia e o controle do serviço Hulu.

Com informações: Variety, The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Clark Kent (@Clark_Kent)

Que triste, uma empresa quase centenária sendo destruída dessa maneira, 21th Fox foi o primeiro estúdio que me chamou atenção quando criança por causa da clássica intro!

Felipe Insfran (@felipous)

Que triste. Daqui um tempo vai ser tudo da Disney ou do Facebook. Ou Amazon, Google…

Eu (@Keaton)

Imagina ter um email curtinho, de fácil memorização… e de repente, do dia pra noite, o email ser mudado pra uma coisa super longa…

C Emanuel B Laguna (@Max_Laguna)

Já mataram o Apu d’Os Simpsons mesmo… faz todo o sentido comercial: a Disney quer o acervo, patentes e franquias. Manter o nome FOX para quê?

Quem vai manter o nome é a FOX News do Murdock, as expected.

Arthur Silva Vicentini (@ArthurVX)

Nesse caso, o e-mail passa a ser “@disney.com”.
(Fonte: trabalho em uma empresa que tem contatos na Fox Disney, e os e-mails mudaram de “@fox.com” para “@disney.com”)

Arthur Silva Vicentini (@ArthurVX)

Fato. A Fox Corporation ficou com a FOX EUA (a rede de TV aberta) e suas emissoras próprias, além da Fox News, Fox Business e Fox Sports EUA.

Agora, ainda não foi divulgado o futuro das marcas de produção para TV (20th Century Fox Television e Fox 21 Television Studios), que podem ou não ser absorvidas pela ABC Studios, nem dos canais de TV fora dos EUA (inclusive os canais no Brasil: Fox Channel, Fox Life, Fox Premium 1 e Fox Premium 2 - a marca FX é da Disney e o futuro do Fox Sports Brasil é ainda mais incerto, se vai mesmo ser vendido ou se vai ser absorvido pela ESPN)

Arthur Silva Vicentini (@ArthurVX)

O Cade pode até ter barrado, mas a Disney pediu revisão, depois de não aceitar nenhuma das ofertas que apareceram pelo FS Brasil (segundo reportagens, DAZN, Mediapro e Fox Corporation - que, tecnicamente, iria comprar de volta os canais, estavam entre as interessadas).