Início » Aplicativos e Software » Tinder terá verificação por selfie e botão de pânico nos EUA

Tinder terá verificação por selfie e botão de pânico nos EUA

Os recursos estão sendo testados em alguns países e poderão ser levados para mais usuários nos próximos meses

Victor Hugo Silva Por

O Tinder passará a oferecer em breve novos recursos de segurança. O serviço também começou a testar uma verificação por selfie com alguns usuários. A ideia é garantir que eles são os mesmos das fotos para evitar que as pessoas com quem deem match sejam enganadas.

A verificação por selfie foi liberada em locais como Irlanda e Taiwan, e deverá ser levada para mais áreas nos próximos meses. Com ela, o aplicativo poderá pedir para alguns usuários tirarem selfies em que reproduzem certas poses.

Em seguida, as fotos serão analisadas pela equipe do Tinder com ajuda de inteligência artificial. Os perfis aprovados, isto é, aqueles em que a pessoa que aparece na selfie é a mesma da foto de perfil, passarão a exibir um selo azul.

Ele servirá para ajudar outras pessoas a saberem que o perfil foi verificado e que seu titular é realmente o que mostra ser nas fotos. Em seu anúncio sobre a novidade, o Tinder não informou o que acontecerá com os usuários que não tiverem o perfil aprovado.

Tinder terá botão de pânico no EUA

Os encontros marcados no Tinder nem sempre são agradáveis e, em alguns casos, podem ser perigosos. Para ajudar os usuários a lidarem com essa situação, o Tinder terá uma espécie de botão de pânico. Ele será liberado na terça-feira (28), mas, por enquanto, será oferecido apenas nos Estados Unidos.

O recurso será oferecido em uma integração com o Noonlight, serviço que ajuda a acionar os serviços de emergência rapidamente. Os usuários poderão salvar no Tinder quando, onde e com quem o encontro acontecerá. Depois, se acharem necessário, podem pedir ajuda discretamente.

Para garantir que o pedido não foi um engano, o serviço pedirá um código PIN, enviará uma mensagem SMS e fará uma ligação. Caso nenhuma ação seja tomada pelo usuário, o serviço acionará a polícia. O Tinder parece ter preferido a parceria por conta da experiência da Noonlight nessa área. A empresa já possui integrações em serviços como Uber, Lyft e Google Home.

O aplicativo também passará a usar aprendizado de máquina para identificar mensagens inapropriadas. O recurso começou a ser liberado para poucas regiões e pergunta se uma determinada mensagem incomodou o usuário.

Caso a resposta seja "sim", o app oferecerá a opção de denunciar a outra pessoa na plataforma. Em breve, o recurso também poderá ajudar o autor da mensagem. Ela será analisada antes de chegar ao destinatário e, caso identifique algo inadequado, o serviço sugerirá que ela não seja enviada.

O Tinder ainda lançará nos EUA, no Reino Unido, na França e na Alemanha uma central de segurança. A seção servirá para informar os usuários sobre os recursos disponíveis no app e, assim como as outras novidades, também deverá chegar a mais países nos próximos meses.

Com informações: The Verge, TechCrunch.

Mais sobre:

Comentários da Comunidade

2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido
Não vai acontecer e já foi explicado o porquê.



Tecnoblog – 8 Jan 20




Conheça a nova comunidade do Tecnoblog – Tecnoblog

Adeus Disqus, olá Discourse!














Pergunta: Qual o motivo da desativação total do Disqus? Feedback e Recados


Olá,
Gostei muito do formato do Tecnoblog Comunidade porém reparei que isso eliminou a sessão de comentários do site e a descontinuação do uso da plataforma Disqus, pessoalmente acho que isso pode aumentar e diminuir ao mesmo tempo a participação dos leitores, explico:
Os leitores, como eu, mais ativos irão com toda certeza participar da comunidade porém os mais casuais ou até mesmo mais leigos podem não comentar mais devido a exclusão da comunidade Disqus e de uma sessão de comentários dentro…


Participe da discussão