Início » Aplicativos e Software » Apple deve levar iOS 14 para todo iPhone com iOS 13 e "cortar" iPads antigos

Apple deve levar iOS 14 para todo iPhone com iOS 13 e "cortar" iPads antigos

iPhone 6S, 6S Plus e iPhone SE devem ser atualizados para iOS 14; iPad Air 2 e iPad mini 4 podem ficar no iPadOS 13

Felipe Ventura Por

A Apple costuma oferecer vários anos de atualizações para o iPhone e iPad, mas alguns dispositivos inevitavelmente perdem suporte com o tempo. Um rumor diz que você não precisará se preocupar com isso caso tenha um iPhone: todos os modelos com iOS 13 poderiam instalar o iOS 14. Enquanto isso, o iPad Air 2 e o iPad mini 4 não devem receber futuras versões do iPadOS.

As informações vêm do iPhoneSoft.fr: o site francês divulgou a lista de dispositivos que a Apple deve atualizar para o iOS 14 e iPadOS 14, vinda de um "desenvolvedor da Apple que trabalha no aplicativo Mapas". Ela inclui o iPhone 6S, iPhone 6S Plus e iPhone SE, além de iPads com processador A9 ou superior.

Estes são os iPhones que devem receber o iOS 14, agrupados por seus respectivos processadores:

  • iPhone 11, iPhone 11 Pro, iPhone 11 Pro Max (Apple A13 Bionic)
  • iPhone XR, iPhone XS, iPhone XS Max (Apple A12 Bionic)
  • iPhone X, iPhone 8, iPhone 8 Plus (Apple A11 Bionic)
  • iPhone 7, iPhone 7 Plus (Apple A10 Fusion)
  • iPhone 6S, iPhone 6S Plus, iPhone SE (Apple A9)

E estes iPads devem ser atualizados para a próxima versão do iPadOS:

  • iPad Pro de 12,9 polegadas - 3ª geração, iPad Pro de 11 polegadas (Apple A12X Bionic)
  • iPad mini de 5ª geração, iPad Air de 3ª geração (Apple A12 Bionic)
  • iPad Pro de 12,9 polegadas - 2ª geração, iPad Pro de 10,5 polegadas (Apple A10X Fusion)
  • iPad de 6ª geração, iPad de 7ª geração (Apple A10 Fusion)
  • iPad Pro de 12,9 polegadas - 1ª geração, iPad Pro de 9,7 polegadas (Apple A9X)
  • iPad de 5ª geração (Apple A9)

Ficariam de fora o iPad Air 2, lançado em 2014 com processador Apple A8X; e o iPad Mini 4 de 2015 com Apple A8. Ambos permaneceriam no iOS 13.

Apple deve encerrar suporte a iPads com chip A8

A Apple não atualizou o iPhone 6 e 6 Plus para o iOS 13, mesmo que eles também usem o processador A8. Aqui, a limitação pode ter sido a memória: esses celulares têm 1 GB de RAM, contra 2 GB no iPad Air 2 e iPad Mini 4. Com o iOS 14, provavelmente a empresa quer encerrar de vez o suporte aos chips A8.

Vale notar que, no ano passado, o iPhoneSoft.fr disse que o iPhone SE não receberia o iOS 13, o que estava errado e nem fazia sentido — o blog previa que o iPhone 6S, com mesmo processador e RAM, seria atualizado. Desta vez, o palpite é mais convincente.

Com informações: MacRumors.

Mais sobre: , , , ,

Comentários da Comunidade

12 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@teh

Mais uma voadora na cara do google

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido

Impressionante como a Apple funciona como um relóginho nos updates de software.
Tem alguns aí que precisam copiar isso.

André Sousa

O principal motivo de eu me manter feliz no iOS.

Cesar Osvaldo Müller

E ainda dizem que a Apple pratica obsolescência programada… Enquanto isso tem muito Motorola do ano passado que não tem Android 10 ainda…

Filipe Espósito

Com os processadores cada vez melhores, a tendência é que os iPhones e iPads cheguem no nível do Mac algum dia, de serem atualizados por 8-10 anos. Aqui em casa mesmo tenho vários aparelhos antigos, incluindo um iPhone SE (que é de 2016 mas usa processador de 2015). Ele roda o iOS 13 muito bem para tarefas normais, e vai ser muito legal se ele receber o iOS 14 com atualizações garantidas até 2021. Aí vão ser 6 anos de suporte para os aparelhos com o chip A9.

Gustavo

A maior questão é: estes updates virão de novo com redução de desempenho? Pois isso não me parece um update interessante de se fazer… Se for pra baixar a velocidade do aparelho ainda mais, talvez seja melhor não atualizar como muita gente tem feito!
Ainda com essa questão sendo confirmada pela Apple, muita gente elogia as atualizações… Vai entender!

Igor Antonio

A Apple capava clock máximo de processador pela saúde da bateria estar desgastada, o problema foi que ela fazia isso de modo silencioso… Hoje em dia você pode ligar e desligar essa feature… Meu iPhone SE começou a reiniciar por causa disso… Fui e troquei a bateria e estou com ele aqui a todo vapor de novo…

Bruno

Historicamente, a Apple garante 5 versões do iOS para iPhones, iPads e iPods Touch, com exceção de toda a polêmica sobre o iOS 11 que gerou redução de performance, dando uma sexta atualização para os iPhones 5S. Sendo o IPhone 6S de 2015, este recebeu sua última atualização com o iOS 13.

Apesar do que diz a matéria, temos como exemplo o iPod Touch que recebeu uma atualização de hardware em 2019 para o A10, semelhante aos iPhones 7, acredito para que este posso ter o suporte aos recursos e principalmente aos novos serviços fornecidos pela Maçã, em especial o Apple Arcade.

Sérgio

Sinal de que a Apple resolveu não investir muito em novidades de fato e sim em mais refinamento e polimento nesse upgrade.

Sérgio

Deve ser por causa da “liberdade” que o Google dá pros fabricantes. Liberdade de serem caras-de-pau e fazer o usuário de Android ter que trocar de celular com mais frequência se quiser estar up-to-date em questão de versão do SO.

Mas é a Apple quem é “evil” e cobra um preço absurdo em seus aparelhos. “Não vale o quanto cobram”.

Luis Cesar

Por isso que o barulho que adoram criar contra a Apple, por problemas de bateria e de software reduzindo desempenho do aparelho, não existe no mundo Android. Não dá tempo pra isso.

Filipe Espósito

Como o @igor.antonio já explicou, a redução de desempenho proposital só acontece exclusivamente se o seu aparelho está com a saúde da bateria muito baixa. E depois daquela polêmica, você pode forçar o desempenho normal (e claro que o celular não vai aguentar muito tempo fora da tomada) ou trocar a bateria para voltar como era. E pelo menos dos vários aparelhos antigos que tenho aqui em casa, nenhum deles tá em situação ruim. Todos bem usáveis com o iOS 13. E sim, atualizações devem ser elogiadas, principalmente por questões de segurança.

Luis Cesar

Falando nisso, saiu há pouco o iOS 13.3.1

Vida de usuário de iGadget é fácil nessa hora :grin:

Filipe Espósito

Não só isso, como a Apple também liberou uma atualização de segurança (iOS 12.4.5) para o iPhone 5s e 6, por não terem suporte ao iOS 13.

Luis Cesar

Sim, esqueci de mencionar.

Douglas Knevitz

Que perda de desempenho ?

Você se refere ao caso dos iPhones 6/6S com baterias velhas? Então, é uma questão de engenharia, se a bateria n consegue mais fornecer o que o processador precisa, implementaram uma mitigação por software (diminuindo o clock do processador) pra impedir que o aparelho desligue abruptamente. O erro foi n ter comunicado isso, apenas.

Quanto as atualizações do iOS, uso iPhone desde sempre e nunca experienciei uma atualização que piorasse minha experiência de uso. Eu mantenho alguns iPhones antigos em casa e os atualizo, e as vezes eu mexo neles, e pude perceber que o iOS 13 trouxe ganhos de performance em abertura de app, responsabilidade da UI pra esses aparelhos antigos.

Agora existe o processo natural de um aparelho antigo se tornar incapaz de gerir as mesmas tarefas que outrora fazia. A demanda por processamento sobe a cada ano, apps ficam mais complexos e demandam mais recursos e mesmo assim o iOS consegue equilibrar bem a performance em aparelhos mais antigos. Tenho aparelho guardada rodando iOS 10 que está plenamente funcional.

Gustavo

No caso essa redução de desempenho foi aplicada até aparelhos mais atuais como o 7S, afinal isso ocorreu na primeira atualização do iPhone X, onde todas as gerações anteriores tiveram o desempenho capado silenciosamente e quando os consumidores descobriram isso, inventaram a desculpa da bateria que vocês acreditaram. É uma questão de lógica simples: se precisam aumentar as vendas do novo modelo, basta reduzir o desempenho dos modelos anteriores. Se a ideia não fosse criminosa, essa implementação constaria no changelog.

Engraçado que aparelhos Android funcionam anos a fio sem precisar ser forçados a reduzir a velocidade por conta da bateria. Chegou num ponto onde a bateria está segurando pouca carga e isso incomoda? Basta usar o aparelho com a economia de bateria ligada que assim o usuário pode escolher entre desempenho e bateria. Acreditar que a Apple implementou uma redução de bateria forçada e sem opção de desativar isso é no mínimo inocência.

Nunca experimentou problemas em atualizações do IOS? Que bom que nunca ocorreu contigo, mas isso não significa que não tenha ocorrido com muitas outras pessoas! Só para falar de casos recentes:

IOS 13 - problemas com drenagem de bateria
IOS 13.1 - problemas na atualização de banda no iPhone 11
IOS 12.4 - problemas com drenagem de bateria, touchid e conexão
IOS 11 - problemas com faceid

O fato é que aqui na Europa e nos EUA existem grupos de pessoas processando a Apple por problemas deste tipo. Mas em países mais pobres sempre vão ter pessoas que, mesmo diante de tais situações, sempre vão achar que esconder os problemas e defender a companhia das cagadas é uma forma de defender o investimento que ela fez no telefone. Paciência né, os fatos estão aí para todos verem, só não aceita quem não quer.

Igor Antonio

Concordo com você em muitos pontos, mas eu ainda tenho ressalvas com a segurança do Android e com a política de obsolescência programada por fim de atualizações de segurança que muitas empresas praticam…

E algumas informações, as grandes empresas de tecnologia nunca colocam todas as mudanças em um change log, se ninguém viu um problema, por que vou deixar público que eu cometi ele? Falo com conhecimento de causa…

Segundo, em países mais “avançados” você pode processar tudo e todos, se você compra uma motoserra e no manual não tem um aviso de que ela pode amputar seu braço e vc amputa ele, vc pode processar o fabricante…

Gustavo

Cara o Android, se você não instalar nada de fora da Play Store, não terá problemas de segurança. O mesmo vale para o IOS, se estiver com Jailbreak para instalar coisas de fora da loja oficial, também será inseguro.

Modificações sérias como redução de desempenho via software, é um tanto seria para ser escondida do change log não acha? Pode ser feito? Pode claro. É honesto? Não né…

E sobre os processos, nada mais justo, concorda?

Abraço aí!

Filipe Espósito

Novamente, a redução de desempenho só é aplicada quando a saúde da bateria cai consideravelmente. Se você não quer acreditar, aí não posso fazer nada. E sim, é um sistema que é implementado anualmente em cada iPhone, mas a implementação do sistema não quer dizer que o desempenho foi reduzido. Só que a performance vai cair se, e somente se, a saúde da bateria estiver ruim. Eu mesmo já tive um iPhone com performance reduzida, troquei a bateria e voltou a funcionar como sempre. Até mesmo os benchmarks conseguiram mostrar isso. E como já falamos, você pode ir lá nos Ajustes e desligar essa restrição quando quiser, se estiver disposto a enfrentar desligamentos inesperados.

Luis Cesar

Não dá pra comparar um simples toque em “fontes desconhecidas” nas configurações do aparelho, com um procedimento como o jailbreak.

Igor Antonio

Sobre a parte de App, nem sempre, uma das versões antigas do Android tinha uma brecha de TLS que era no core do sistema operacional…

Modificação é modificcação, se vc pode ocultar uma, pode ocultar várias, é uma “prática de mercado”, mas sim, concordo que nesse ponto a Apple agil de má fé e mudou apenas por que foi descoberta.

Sobre processos, sim, concordo em processar, mas em alguns países eu acho exagerado alguns temas de processo, o que gera um número absurdo de “processos modinha”…

Gustavo

Concordo! E quem prima pela facilidade e liberdade, com certeza prefere somente ativar uma simples opção de configuração do que fazer a instalação de um exploit que vai invalidar sua garantia.
O único problema é quando a pessoa que faz isso, faz sem saber o que está fazendo. No caso o IOS de certa forma vem blindado contra pessoas sem conhecimento técnico, e faz sentido já que essa é a maioria da base dos usuários do sistema.
No fim é uma eterna briga entre liberdade e segurança. Se você passar a vida toda dentro do seu quarto, certamente estará seguro contra acidentes de trânsito e assassinatos, porém nunca vai ver a luz do sol… Cada um com suas escolhas né!

Gustavo

Concordamos sobre a má fé. E em partes sobre os processos… Todavia acredito que cabe aos juízes dar ou não vitória para os “processos modinha” né… O que não pode é deixar um fabricante agir de má fé em um produto tão caro e ao invés de reclamar (e processar) ainda defender a atitude deles.

Igor Antonio

Na verdade também cabe muito ao consumidor deixar se comprar o produto da empresa X caso entenda que ela não é idônea, processo por processos as empresas pagam e seguem a vida delas…

Participe da discussão