Início » Negócios » Apple tem lucro recorde com vendas de iPhone 11, AirPods e serviços

Apple tem lucro recorde com vendas de iPhone 11, AirPods e serviços

Apple teve lucro líquido de US$ 22,2 bilhões no último trimestre de 2019; iPhone 11 foi modelo mais vendido no período

Felipe Ventura Por

A Apple divulgou nesta terça-feira (28) os resultados financeiros do último trimestre de 2019: ela teve receita de US$ 91,8 bilhões entre outubro e dezembro e lucro líquido recorde de US$ 22,2 bilhões. A empresa afirma que isso se deve ao sucesso do iPhone 11, dos fones de ouvido AirPods e de serviços como Apple Music, TV+ e App Store.

Apple AirPods Pro - Review

Existem cinco principais áreas dentro da Apple: iPhone; Mac; iPad; Serviços; e Wearables, Casa e Acessórios. O iPhone ainda responde por mais da metade do faturamento, atingindo US$ 56 bilhões no trimestre, alta de 7,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O CEO Tim Cook diz em comunicado que o resultado financeiro foi puxado pelas vendas do iPhone 11: ele foi o modelo mais popular em todas as semanas de outubro, novembro e dezembro. E, no top 3 semanal, sempre estavam o iPhone 11 Pro e Pro Max (alternando entre segundo e terceiro lugar).

No último trimestre de 2019, a Apple teve crescimento de dois dígitos (ou seja, igual ou superior a 10%) no Brasil, EUA, Reino Unido, França, Cingapura, China continental, Índia, Tailândia, Turquia e outros países.

Apple cresce em wearables e serviços de assinatura

A divisão Wearables, Casa e Acessórios também esteve em destaque, com receita de US$ 10 bilhões, alta de 37% em um ano. Cook diz à Reuters que a demanda pelos AirPods Pro e pelo Apple Watch Series 3 está maior do que a Apple consegue atender. Mais de 75% das pessoas que compraram um Apple Watch durante o trimestre nunca tiveram um antes.

A categoria Serviços teve receita de US$ 12,7 bilhões, aumento de 17% em um ano. Isso inclui Apple Music, Apple TV+, iCloud, App Store, AppleCare, Apple Pay, Apple Card e outros. A empresa espera ter 600 milhões de assinantes pagos até o final de 2020.

O faturamento de serviços depende bastante da base instalada: Cook afirma que agora existem mais de 1,5 bilhão de dispositivos ativos da Apple, incluindo todo iPhone‌, iPod Touch, iPad, Mac, Apple TV e Apple Watch em uso no mundo.

Vendas de Mac e iPad caíram no final de 2019

As vendas de Mac e iPad caíram no trimestre: respectivamente, as quedas foram de 3,5% e 11%. Nesse período, a Apple lançou um novo iPad básico e o MacBook de 16 polegadas com maior desempenho e sem teclado borboleta.

Luca Maestri, diretor financeiro da Apple, afirma que comparações ano a ano do iPad e Mac são “difíceis”, porque houve grandes lançamentos de novos modelos no último trimestre de 2018. Cook, por sua vez, observa que o iPad cresceu em mercados emergentes.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
18 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ADILSON JOSE NOGUEIRA (@ajnogueira)

Além disso a Apple ainda detém aprox. 60% de todo lucro do mercado global de smartphones, tem quase 1 Bi de iphones ativos sendo que aprox 80% de todos os iphones ativos já rodam a ULTIMA versão do iOS (13). Tenho um iPhone 6S de mais de 5 anos que roda a ultima versão do iOS. Curiosidade, não crítica, alguém tem um Androide de 5 anos que roda o Android 10?

Tech Nerd 🤓 (@technerd)

A Apple vale mais do que a Bovespa inteira!

J. Alves (@alves)

Atualmente a Apple está muito a frente no segmento premium, a Samsung é a que chega mais perto.

Mas ainda assim, nenhuma outra marca tem um ecossistema de produtos que atende o usuário e o fideliza igual a Apple. Acho que o único ponto negativo é o preço, mas a gente tá vendo que mesmo com isso as vendas estão boas.

E imagino que a Apple vai manter essa distância por um bom tempo ainda, dificilmente algum concorrente vai conseguir oferecer uma gama de produtos com notebook, desktop, tablet, smartphone, TV, fone de ouvido, smartwatch e nuvem que funcionem tão bem e de forma tão integrada. Além disso a garantia e suporte muito acima da média e os SOs da Apple feitos por ela mesma e que são bastante robustos e consolidados (dificilmente alguma marca terá SO móvel e desktop do nível de iOS e macOS, a chance era da Microsoft com Windows e WP) a distanciam ainda mais da concorrência.

Filipe Espósito (@filipeesposito)

Achei interessante o Tim Cook ter mencionado na conferência fiscal de ontem que as vendas do iPhone 11 no Brasil vão bem (embora não tenha deixado claro o que esse “bem” significa). Mas eu mesmo tenho visto muita gente com os novos iPhones por aqui. Comprei o meu 11 Pro Max no lançamento pela Vivo na pré-venda, e lembro que a gerente da loja comentou comigo que vários modelos já estavam esgotados com 24 horas. A Apple deu uma aliviada (pouca, eu sei) nos preços esse ano, e parece que fez diferença mesmo. Sem contar, claro, que a linha 11 tá bem atrativa.

E por fim, ainda dizem que a Apple está na pior…

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Um fanboy da apple e um xiaominion, os dois a 90km/h, quem é mais chato?

Bruno (@brunoluz)

Os haters

José Wanderley dos Santos Lima (@_Wanderley)

Até o iOS 14 (que ainda será lançado) tem mais participação de mercado que o Android Pie lançado em 2018 kk

Marco Queiroz (@marcoqueiroz)

Ex usuário de Android aqui. Comecei em 2012 com o Galaxy S3 e sempre comprei Androids topo de linha. Migrei para Apple por vários motivos, porém o mais crucial para mim foi o suporte do iOS ao longo do tempo.

Paulo Ricardo Ventura (@PauloRicardo)

sem querer me meter no caô de vocês aí, mas pessoal que usa iOS, uma das principais coisas é que “just works”. Não precisa ficar recorrendo a terceiros, fazendo você mesmo o flasheamento de rom e tendo todo esse trabalho de root / backup / formata / flasheia, etc…
Digo por experiência própria… Era muito trabalho para deixar o android “a minha cara”.

Mas é aquilo. Gosto é uma parada bem pessoal, e quem tem ânimo de ir lá e fazer isso e prefere a plataforma do google, que bom…

Quem prefere iOS por conta da facilidade, usabilidade, integração… que bom também…

Eu usava windows phone e era apaixonado pelo Lumia 1020.

Além do mais, convenhamos… hoje em dia, dificlmente as pessoas ficam mais de 2/3 anos com 1 mesmo aparelho, vide este tópico:

Paulo Ricardo Ventura (@PauloRicardo)

Sim. Porque eu precisava mudar o Android, justamente por não gostar da interface. No Windows phone e no iOS, não precisei ficar mexendo pra deixar de um jeito que eu gostasse. Pq eu já gostava… os aplicativos não seguem um padrão de ícone. Cada app fica de um jeito, de uma forma. Isso me incomoda. “Ah mas vc pode instalar isso aqui e…” pois eh… n quero Precisar ou ter que instalar nada.
Eu sou bem minimalista e metódico. E se eu preciso fazer algo que va alterar a estrutura daquilo, eu deixo de gostar.

Vc pode me dizer que carro tunado eh melhor que os normais. Eu prefiro ficar nos normais. Sem turbo, neon, sem ter um veloz e furioso, se eh que me entende, sem qualquer outra coisa…

Poderia ser como vc falou. “Aceitar como veio”, porém “como veio” não me agrada. Diferente do WP e iOS. Opinions man!

Interesse em personalizar navegador? Tenho 0. Nem pra PC eu personalizo ou uso addons.

As limitações, pra mim, não são um problema. E como dado o histórico, a Apple não deixa de atualizar seus aparelhos tão cedo. Diferente da grande maioria dos androids.

A limitação de desempenho é só trocar a bateria.

Pra mim essa “falta” não é compatível. Por tanto, não é um preço alto a se pagar.

Mas se pra vc o Android te atende… que bom! Eh pra isso que temos opções. Vc pode não ter os mesmos gostos e preferencias que eu. E nenhum problema com relação à isso.