Início » Ciência » SpaceX lança mais 60 satélites Starlink para rede global de internet

SpaceX lança mais 60 satélites Starlink para rede global de internet

Com novo lote, SpaceX passa a ter cerca de 240 satélites Starlink em órbita

Emerson Alecrim Por

A SpaceX realizou, nesta quarta-feira (29), o lançamento ao espaço de mais 60 satélites Starlink. Essa "frota" fará parte da rede global de satélites que a companhia está montando para transmitir internet banda larga a várias partes do mundo.

Mais 60 satélites Starlink

O lançamento foi feito a partir da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida. Às 09:06 do horário local, um foguete Falcon 9 decolou da base levando os 60 satélites para o espaço. As condições meteorológicas estavam favoráveis para o procedimento — o lançamento dos satélites havia sido adiado três vezes por conta do tempo ruim.

Com o sucesso da missão, a companhia passa a ter cerca de 240 satélites formando a rede Starlink (o número não é exato porque alguns apresentaram problemas). Um lote com 60 unidades já havia sido lançado no início do mês e, na ocasião, fez a SpaceX se tornar a maior operadora de satélites do mundo.

O número de satélites é expressivo, mas não terminará por aí. Até o final de 2020, a SpaceX terá executado 24 missões de lançamentos para a rede Starlink, se os planos forem seguidos à risca.

Mais 60 satélites Starlink

De acordo com Elon Musk, o sistema precisa de pelo menos 400 satélites para oferecer cobertura mínima de internet e 800 unidades para cobertura moderada. Como a quantidade mínima deverá ser atingida nos próximos meses, há boas chances de que a rede se torne operacional no meio do ano, ainda que em estágio inicial.

A rede Starlink poderá levar internet para comunidades isoladas, centros de pesquisa afastados, navios em alto-mar e assim por diante. Para tanto, a SpaceX pretende chegar ao fim do ano com cerca de 1.500 satélites em órbita, todos na altitude operacional de 550 km.

Vale destacar que a SpaceX tem permissão para lançar 12.000 satélites e deve colocar em órbita cerca de 6.000 deles nos próximos cinco ou seis anos. Para o longo prazo, a companhia planeja contar com uma rede com mais de 30.000 unidades.

Com informações: Space, The Verge.

Comentários da Comunidade

1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Participe da discussão