Início » Telecomunicações » Netflix está prestes a superar TV paga no Brasil em número de clientes

Netflix está prestes a superar TV paga no Brasil em número de clientes

Netflix deve ultrapassar 15 milhões de assinantes no Brasil em breve, enquanto TV paga está em 15,9 milhões de lares

Lucas Braga Por

O declínio da base de TV por assinatura no Brasil é notável: em dezembro de 2019, dados da Anatel registraram 15,9 milhões de assinantes da TV paga, enquanto a Netflix estaria quase alcançando a marca dos 15 milhões no país. Ou seja, o serviço de streaming deve ultrapassar em breve a Claro/NET, Sky, Oi e Vivo somadas.

filmes sobre tecnologia na netflix | thibault-penin-netflix-unsplash

O número foi obtido pelo site NaTelinha através de um funcionário da Netflix que pediu sigilo: a empresa estima que ultrapassará a barreira dos 15 milhões de contas ainda no primeiro trimestre de 2020; e que, até 2021, será maior que todas as operadoras de TV fechada no Brasil.

Além disso, um estudo interno da Netflix indica que o conteúdo do streaming impacta diretamente 50 milhões de brasileiros — afinal, várias pessoas dividem a mesma assinatura. A plataforma não revela o número de clientes no Brasil, mas garante que ultrapassou 10 milhões de contas.

Ou seja, ela já possui uma base maior do que qualquer operadora de TV paga no Brasil: a Claro/NET, líder do segmento, tinha 7,8 milhões de assinantes em dezembro de 2019.

Preço acessível do streaming faz clientes deixarem TV paga

A migração da TV paga para os serviços de streaming é óbvia: enquanto as operadoras costumam cobrar centenas de reais por planos com canais lineares, as plataformas na internet começam em R$ 9,90 mensais (caso do Amazon Prime) por um acervo de filmes, séries e documentários. No entanto, o streaming ainda está longe de chegar perto da TV aberta: a novela das 21h da Globo costuma ter audiência de 40 milhões de pessoas todas as noites.

No Brasil, a Claro/NET é líder do mercado de TV paga, com 49,2% de participação de mercado, seguida por Sky (29,7%), Oi (9,6%) e Vivo (8,4%). A presença de banda larga fixa é maior: são mais de 32,6 milhões de acessos, de acordo com a Anatel.

Com informações: NaTelinha.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sérgio (@trovalds)

Quero mais é que a TV a cabo e satélite no BR vá à bancarrota. Ao invés de flexibilizarem as ofertas e os preços ainda continuam naquela de querer empurrar mil e um canais em você sendo que você só tem interesse no canal X. E o streaming ainda oferece a vantagem de você fazer seu horário. Nada de quer ficar de olho na programação o tempo todo, programar pra gravar, gravador dar erro e você não ver o programa que queria porque era tarde ou você tinha algum compromisso fora de casa…

Vinicius Andrade (@Toloko)

Desde que vim morar em Curitiba, acho que demorei 1 ano pra compra TV.
Ai decidi comprar para ver streaming em tela grande, ao invés de depender do notebook. Fim.
Nunca viu um sinal de TV aberta ou paga. Sangue azul.