Início » Celular » Parlamento Europeu ignora Apple e exige conector único até julho de 2020

Parlamento Europeu ignora Apple e exige conector único até julho de 2020

Parlamento Europeu não quer mais que conector único para carregador seja adiado

Emerson Alecrim Por

A Apple vem reclamando, mas tudo indica que não será ouvida: em clima de impaciência, o Parlamentou Europeu determinou, nesta quinta-feira (30), que a Comissão Europeia apresente até o meio do ano regras para indústria adotar um padrão único de conector para carregadores de celulares e afins.

USB-C no LG G8S

USB-C no LG G8S

Houve pouca resistência ao assunto. A resolução foi aprovada pela imensa maioria dos parlamentares: 582 votaram a favor, 40 se posicionaram contra a ideia e 37 se abstiveram. Isso significa que, muito provavelmente, smartphones, tablets e outros dispositivos comercializados na Europa finalmente serão equipados com um padrão único de conector.

Finalmente porque o assunto vem sendo discutido na região há mais de dez anos. Agora, o parlamento entende que a padronização não deve mais ser adiada por ser considerada urgente: o objetivo é diminuir o problema do lixo eletrônico.

No entendimento da União Europeia, a padronização deve facilitar a interoperabilidade entre dispositivos de diferentes marcas. Você poderá, por exemplo, aproveitar o carregador de um celular antigo caso perca o atual (coisa que muita gente já faz). Esse ciclo de reaproveitamento deve amenizar o descarte desse tipo de componente.

Para a indústria, a padronização não deve gerar grandes transtornos. Praticamente todos os fabricantes de dispositivos móveis já vêm adotando o USB-C, ainda que a conexão micro-USB continue comum no mercado.

A exceção é a Apple. A padronização forçará a companhia a abandonar a porta Lightning que equipa iPhones e iPads há alguns anos — até os fones Beats Solo Pro já contam com esse tipo de conexão.

Beats Solo Pro tem porta Lightning

Beats Solo Pro tem porta Lightning

É por isso que a Apple tem criticado o padrão único. Recentemente, a empresa declarou que a adoção da proposta limitará a inovação no setor e trará custos para o consumidor. “Mais de um bilhão de dispositivos Apple já foram produzidos com conector Lightning, além de um ecossistema inteiro de fabricantes de acessórios que usam o conector”, alega a companhia.

Pelo jeito, a argumentação não convenceu o Parlamento Europeu. Com a decisão de hoje, a Comissão Europeia tem até julho para apresentar regras específicas para o conector único de carregadores.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
23 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido

Conector único num mundo onde existem 3 conectores diferentes, e um desses 3 está morrendo naturalmente.

Se fosse há 20 anos, eu concordaria plenamente com isso, mas hoje?

Douglas Knevitz

Só de birra ela deveria tirar o lighting e deixar todo wireless. Vc não queriam reduzir o lixo eletrifico ? Pronto, eu reduzi.

Lembrando que esse ano é impossível mudar o projeto, que já está definido desde o ano passado. Quando a UE finalizar o documento, o iPhone já vai ter entrado em linha de produção e pronto pro lançamento global em setembro.

Filipe Espósito

Exatamente. E quem tem vários cabos Lightning em casa, vai fazer o que quando trocar de iPhone? Pendurar eles na parede de enfeite? A Apple certamente percebeu que a mudança para o Lightning em 2012 foi agressiva, e tem implementado o USB-C em etapas. Colocou nos Macs, depois no iPad Pro, e agora em alguns acessórios. Quando chegar no iPhone, mais usuários já estarão prontos pra isso. Longe da questão de ser melhor padronizar ou não, isso de “reduzir o lixo eletrônico” é conversa fiada. A Europa certamente não está com problemas maiores para resolver.

Douglas Knevitz

Hoje são 1.5 bilhão de dispositivos rodando iOS ativos, imagina o impacto. Os novos iPhones podem até vir com USB-C, mas essas 1.5 bilhão de pessoas ainda vão consumir lighting, vc não pode simplesmente encerrar a produção e comercialização da noite pro dia. Vai levar anos até essa massa de pessoas migrar pro USB-C.

Só que serão duas migrações, o USB-C tbm vai precisar ser substituído por algo melhor e o padrão wireless está batendo a porta, pra que trazer dor de cabeça pros usuários Apple .

Ela não pode usar USB-C na Europa e no resto do mundo lighting, a mudança vai ter que ser global, por questão de produção.

Juliano Machado Olivetti

Sempre fui favorável a liberdade empresarial, mas nesse caso uma medida feita por motivo errado vai ajudar os consumidores da Apple, obrigando a empresa adiantar o que provavelmente faria só na edição 2021 do Iphone.
Hoje a solução proprietária da empresa tem contatos mais frágeis, tecnicamente inferiores e com cabos de baixa qualidade. Espera-se que usando o padrão USB-C (que por essa medida a Apple vai acabar usando no mundo todo) a empresa traga melhores cabos e inclusive facilite a vida do usuário de Iphone caso seu cabo original não esteja disponível.

@wellerstz

concordo com a mudança, e pra mim as duas pontas tinham que ser tipo C, para facilitar o usuário.

e todos os equipamentos tinham que ser vendidos sem cabo USB, pois muita gente acaba acumulando, eu sou um desses, devo ter uns 10 em casa, e sempre dou um pra quem pede.

e para evitar esquecimento do usuário que quiser um cabo, as embalagens dos produtos devem vir avisando que não vem cabo junto.

Luis Cesar

Mas esse assunto tá rendendo hein…rsrs

Esse argumento de “reduzir lixo eletrônico” é o mais furado de todos. A UE deveria logo dizer o real interesse dessa decisão.

Impossível ignorar o fato de que, quem tem carregadores antigos de iPhones, é um usuário fiel em sua maioria, que irá comprar novos iPhones e NÃO irá aproveitar nada!

Além disso, mesmo que padronize, a Apple dificilmente abrirá mão do MFI. Ou seja, lixo gerado em dobro.

Adriano Angelo

E qual é o “real interessa dessa decisão”?

Filipe Espósito

Tá, mas se não vier com cabo USB, vai vir com o que? Nem todo eletrônico suporta Qi, por exemplo. Aí a pessoa compra o equipamento e pra usar ele tem que comprar o cabo a parte? Não entendi seu raciocínio.

Juliano Machado Olivetti

Discordo Douglas. Os cabos são mais frágeis (eu também tenho o original do Ipad Air funcionando) do que a média de qualidade dos USB-C de grandes fabricantes.
E outra, a própria Apple já usa nos macs e no Ipad Pro as entradas USB-C, sinal que seria no máximo mais uma geração, o que pode se antecipar com essa decisão do Parlamento Europeu.

@teh

Pelo que eu tinha lido de boatos, ela estava afim de fazer isso mesmo…

@wellerstz

sim, compraria a parte

o que teoricamente diminuiria o preço do produto (infelizmente sabemos que não vai acontecer)

Daniel Neves

Ai gente, essa decisão é ótima. E vai impactar lá na frente com todos usando o mesmo padrão vai valer a pena. Ao invés de comprar mais um lightning caso dando defeito, a pessoa vai poder usar um dos vários cabos usb-c que ela já tiver.

Quem tem os cabos atuais já de f*dem pq precisam andar com eles se quiser carregar o celular. Quem tem padrão usb sempre acha algum cabo em algum lugar.

Exibir mais comentários