Início » Negócios » Magazine Luiza fecha compra da Estante Virtual por R$ 31 milhões

Magazine Luiza fecha compra da Estante Virtual por R$ 31 milhões

Estante Virtual foi vendida ao Magazine Luiza pela Livraria Cultura, que enfrenta recuperação judicial

Emerson Alecrim Por

Pouco mais de um mês depois do sinal verde dado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o Magazine Luiza fechou um acordo para comprar a Estante Virtual da Livraria Cultura. Pelo negócio, a companhia irá desembolsar R$ 31 milhões.

Magazine Luiza

A Estante Virtual foi criada em 2005 e, no decorrer dos anos, se consolidou como o mais popular sebo online do Brasil. Em dezembro de 2017, a Livraria Cultura comprou a empresa como parte de sua estratégia de expansão.

Não dá para dizer que foi um negócio feliz. Na época, a Livraria Cultura já enfrentava sérios problemas financeiros e, desde então, a situação só piorou. Depois de mergulhar em uma crise profunda por acumular dívidas que somam R$ 285 milhões, a companhia pediu recuperação judicial em outubro de 2018.

Vender a Estande Virtual seria inevitável. A operação de venda foi aprovada em setembro de 2019 pelos credores. No final do mesmo ano, o Cade autorizou a compra da Estande Virtual pelo Magazine Luiza.

Estante Virtual

O negócio foi avaliado em R$ 42,5 milhões, mas vai custar ao Magazine Luiza R$ 31 milhões por conta do desconto de dívidas. A operação deverá ser finalizada em até 10 dias.

Enquanto a Livraria Cultura passa por recuperação judicial, o Magazine Luiza triunfa no mercado. No ano passado, a companhia chegou a travar uma guerra contra a Centauro para comprar a Netshoes e, após vários “lances” de ambas as partes, se saiu vencedora ao oferecer US$ 115 milhões pela loja online de artigos esportivos.

Com informações: Estadão.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Espero que a Magazine Luiza cuide bem da Estante Virtual. Lá é um ótimo lugar pra encontrar livros antigos e/ou que estão foram do mainstream.