Início » Celular » Xiaomi Redmi Note 6 Pro pega fogo na Índia durante conserto

Xiaomi Redmi Note 6 Pro pega fogo na Índia durante conserto

Redmi Note 6 Pro, celular da Xiaomi, pegou fogo em assistência técnica na Índia enquanto traseira era aberta; veja vídeo

Felipe Ventura Por

Um Redmi Note 6 Pro pegou fogo dentro de uma assistência técnica na Índia: em um vídeo gravado pela câmera de segurança, é possível ver o celular soltando fumaça enquanto o funcionário removia o painel traseiro. A Xiaomi não se manifestou; a empresa teve problemas com smartphones inflamáveis nos últimos meses.

Xiaomi Redmi Note 6 Pro Blast in Gujrat

Xiaomi Redmi Note 6 Pro में लगी आग, सर्विस सेंटर पर हुआ भयानक हादसा !पूरी खबर यहां पढ़ें : http://bit.ly/2v5kBfmMi India

Posted by 91mobiles Hindi on Monday, February 3, 2020

O incidente ocorreu na cidade indiana de Jamnagar, e o vídeo foi publicado no site do jornal local Khabar Gujarat. O técnico abre a traseira do Redmi Note 6 Pro, e de repente uma nuvem de fumaça começa a sair do aparelho. O funcionário empurra o celular para o chão, já que a bancada é feita de madeira e poderia pegar fogo.

O smartphone ficou totalmente destruído: da parte traseira, feita de metal e plástico, sobraram apenas as bordas. Os componentes internos também foram danificados, como mostra outro vídeo — desta vez postado por Kunal Soni, um funcionário da assistência técnica.

Xiaomi Redmi Note 6 Pro

A traseira do Redmi Note 6 Pro não é facilmente removível: é necessário usar uma ferramenta para soltá-la do aparelho. Isso requer cuidado, porque a bateria de 4.000 mAh é larga e fica bem próxima de ambas as bordas laterais, aumentando o risco de uma perfuração acidental. O caso ilustra os riscos de levar o smartphone para uma assistência não-oficial.

Dois celulares Xiaomi Redmi Note pegaram fogo

No final do ano passado, dois celulares da Xiaomi pegaram fogo: um Redmi Note 7 Pro na China, e um Redmi Note 7S na Índia. Em ambos os casos, a fabricante se recusou a trocar o aparelho e disse que eles foram danificados por uso incorreto, não por defeito de fabricação. Em 2018, um Mi A1 explodiu enquanto carregava a bateria à noite.

A Xiaomi ainda não comentou o caso mais recente. A empresa vendeu 92 milhões de celulares entre janeiro e setembro de 2019.

Traseira do Redmi Note 6 Pro exige ferramenta para ser aberta (imagem via YouTube):

Xiaomi Redmi Note 6 Pro

No Redmi Note 6 Pro, bateria de 4.000 mAh fica próxima das bordas laterais:

Xiaomi Redmi Note 6 Pro

Com informações: 91mobiles, Gizmochina.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diego Nascimento (@Dieg0)

Não entendi. O problema é do aparelho ou da pessoa que abriu da forma errada?

@GuilhermeE

Não dá pra saber. Pode ser do aparelho (não do modelo em si, mas do aparelho em específico) ou da pessoa. O que interessa nisso é que não existe, até agora, indício de falha no projeto, mas apenas casos isolados.