Início » Aplicativos e Software » Bloco de Notas, Paint e WordPad se tornarão recursos opcionais no Windows 10

Bloco de Notas, Paint e WordPad se tornarão recursos opcionais no Windows 10

Paint, WordPad e Bloco de Notas (Notepad) poderão ser facilmente desinstalados na próxima grande atualização do Windows 10

Por

A Microsoft está preparando a primeira grande atualização do Windows 10 para 2020: uma das novidades é que o sistema vai transformar o Paint, WordPad e Bloco de Notas (Notepad) em recursos opcionais que podem ser facilmente desinstalados. Eles continuarão instalados por padrão, assim como o Internet Explorer 11.

Bloco de Notas - busca

A próxima versão do Windows 10, chamada internamente de 20H1, vem sendo testada desde o ano passado; ela já trazia o Paint e o WordPad como recursos opcionais há alguns meses. Agora, segundo o Windows Latest, o Bloco de Notas foi adicionado à lista.

Nas builds 19041 e 19551 do Windows 10, é possível seguir o caminho Configurações > Aplicativos > Aplicativos e recursos > Recursos opcionais e encontrar na lista o Bloco de Notas, Paint e WordPad. Dá para clicar em cada um deles e depois em Desinstalar para removê-los.

O Bleeping Computer experimentou excluir o Bloco de Notas: após reiniciar o PC, o programa não aparece na busca, nem mesmo com uma sugestão para reinstalá-lo. Se você quiser o aplicativo de volta, basta retornar à tela Recursos opcionais das Configurações.

Bloco de Notas, Paint e WordPad virão pré-instalados

Remover esses programas não irá economizar muito espaço no seu computador: o Bloco de Notas tem apenas 627 KB, enquanto o WordPad pesa 6,24 MB e o Microsoft Paint ocupa 6,58 MB. No entanto, você terá a opção de desinstalá-los quando o Windows 10 20H1 estiver disponível em abril.

Por enquanto, os três continuarão sendo instalados por padrão, tal como o Internet Explorer 11 — que também é um recurso opcional.

O Bloco de Notas e o Paint acompanham o Windows desde a versão 1.0 lançada em 1985, enquanto o WordPad vem pré-instalado desde o Windows 95. A Microsoft tentou aposentar o Paint há alguns anos, mas desistiu após a reação negativa dos usuários.

Com informações: Windows Latest, Bleeping Computer.