Início » Internet » Google Chrome vai bloquear anúncios invasivos em vídeos

Google Chrome vai bloquear anúncios invasivos em vídeos

A partir de agosto, Chrome vai bloquear anúncios que atrapalham a reprodução de vídeos

Emerson Alecrim Por

Para o Google, restringir anúncios online pode ser uma tarefa delicada, afinal, a companhia obtém a maior parte de sua receita da publicidade. Mas a empresa dá cada vez mais sinais de que tenta coibir abusos. A próxima medida visa fazer o Chrome bloquear anúncios invasivos em vídeos ou que não podem ser ignorados pelos usuários.

Anúncio pre roll

A decisão corresponde às práticas recomendadas pela Coalition for Better Ads, organização da qual o Google faz parte (assim como Facebook, Microsoft e Criteo, por exemplo). O objetivo é desestimular a veiculação de anúncios que atrapalham a experiência do usuário com vídeos e, consequentemente, são considerados irritantes.

Sendo mais específico, três tipos de anúncios serão barrados pelo Chrome:

  • Anúncios pre roll (aparecem antes do início do vídeo) longos e não ignoráveis ou grupos de anúncios com mais de 31 segundos que não podem ser ignorados pelo usuário na contagem dos primeiros 5 segundos de execução;
  • Anúncios intermediários de qualquer duração que aparecem no meio do vídeo, interrompendo a sua reprodução;
  • Anúncios gráficos (animados ou não) ou de texto que cobrem mais de 20% da área do vídeo ou ocupam a parte central do player de forma a dificultar a visualização do conteúdo, como mostra a ilustração abaixo.

Anúncio gráfico invasivo

Na primeira olhada, é de se pensar que o YouTube será fortemente afetado pelas restrições, mas dá para dizer que a plataforma já está adaptada a essas regras.

Explico: o YouTube exibe anúncios intermediários, mas só em vídeos com 10 minutos de duração ou mais; as novas recomendações, que foram anunciadas nesta semana pela Coalition for Better Ads, se aplicam a vídeos com até 8 minutos de duração.

De todo modo, as empresas que não seguem essas práticas terão bastante tempo para se adaptar: o Google explica que o Chrome só começará a bloquear anúncios invasivos em vídeos a partir de agosto.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

imhotep (@imhotep)

Até entendo os anúncios.
Mas tem anúncio que tampa a própria página e não dá pra ler.
Esse tipo de página eu acabo abandonando.

Hoje em dia não dá pra navegar sem um bom adblock.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

vixe, vai ter que bloquear de quase todos os sites então. Os do grupo Globo, por exemplo, todos fazem isso. Quero só ver…

@ViviWerneck

Isso no YouTube está escalando de uma forma insuportável. Tem vezes que a duração do anúncio (que não dá pra pular) é quase a mesma do vídeo que você realmente quer assistir.

Guilherme (@Bassman)

No Android você pode usar o YouTube Vanced para resolver isso de vez.

@ksio89

Pra mim anúncio em vídeo não tem como aguentar, podem encher a página de ads e pop-ups, mas no vídeo estraga toda a experiência. Vanced no Android e uBlock Origin no PC são praticamente obrigatórios no YT.

Douglas Charles Cunha (@Genumano)

No celular é Opera Móvel sempre, o melhor navegador móvel de sempre. Se não quer ver propaganda, saia do Chrome e do aplicativo do YouTube.
Parece até piada essa atitude do Google. Os anúncios só existem porque ela permite.

Douglas Charles Cunha (@Genumano)

Ou navegar pelo Opera. Todas as funcionalidades do YouTube sem anúncios.

Rockman (@Flavio_Toledo)

Firefox ja faz isso ha anos porem adblock existe para ajudar nisso fora versao mobile do propio youtube tem propaganda demais comparado com versao web.