Início » Negócios » Apple paga multa milionária por reduzir desempenho de iPhones

Apple paga multa milionária por reduzir desempenho de iPhones

Apple é multada em 25 milhões de euros na França; empresa reduz desempenho de iPhones por causa da bateria

Felipe Ventura Por

Você se lembra do "batterygate", quando a Apple confessou que reduzia o desempenho de iPhones por causa da bateria? A empresa ainda está sofrendo as consequências: ela foi acusada pela França de prática comercial enganosa por omissão, e vai pagar uma multa de 25 milhões de euros (cerca de R$ 120 milhões).

iPhone

A Apple foi alvo de uma investigação da DGCCRF (Direção-Geral da Concorrência, Consumo e Supressão de Fraudes). O órgão francês que a empresa não informou adequadamente aos clientes que as atualizações 10.2.1 e 11.2 do iOS iriam restringir o desempenho de iPhones para evitar desligamentos súbitos.

"Essa falta de informação aos consumidores constitui uma prática comercial enganosa por omissão", explica a DGCCRF em comunicado. A Apple fez um acordo extrajudicial com o Ministério Público de Paris e concordou em pagar a multa milionária, além de manter um comunicado à imprensa por um mês explicando o caso.

A Apple diz à agência de notícias AFP: "nosso objetivo sempre foi criar produtos seguros e apreciados por nossos clientes; uma parte importante disso é fazer iPhones que durem o máximo possível". Com o acordo, a empresa vai evitar uma ação judicial.

Apple permite desativar redução de velocidade

No final de 2017, a Apple confirmou que reduzia a velocidade de iPhones antigos para evitar que o aparelho desligasse sozinho. Isso chegou sem aviso ao iPhone 6, 6s e SE no iOS 10.2.1, e foi expandido para o iPhone 7 com o iOS 11.2. Desde o iOS 11.3, é possível desativar essa redução de velocidade nos ajustes.

"As baterias de íons de lítio tornam-se menos capazes de atender às demandas de pico de corrente em ambientes frios, com carga baixa ou à medida que envelhecem ao longo do tempo, o que pode resultar no desligamento inesperado do dispositivo para proteger seus componentes eletrônicos", explicou a empresa na época.

Em 2018, a Apple reduziu o preço para substituir a bateria de seus celulares; no Brasil, ela cobrou R$ 149 em vez de R$ 449. O CEO Tim Cook disse que esse programa de substituição foi um dos culpados pela queda na venda de iPhones.

A Apple foi multada na Itália em 10 milhões de euros por reduzir a velocidade de iPhones antigos e por não avisar os clientes. Ela também foi alvo de ações judiciais coletivas nos EUA.

Com informações: MacRumors, CNET.

Mais sobre: ,

Comentários da Comunidade

10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sérgio

Bom, dessa sou obrigado a concordar com a corte francesa. Isso não era explicitado em lugar nenhum pela Apple, que só veio a público falar a respeito depois que descobriram a prática e a princípio a empresa negou que existia. Apesar que €$ 25 milhões é “troco”.

Diego Nascimento

Bem feito :grin:

Gustavo

E os fanboys continuam defendendo uma empresa que trata os consumidores desta forma… Parabéns aos envolvidos!

Higo Ferreira

O CEO Tim Cook disse que esse programa de substituição foi um dos culpados pela queda na venda de iPhones.

Essa foi uma das declarações mais caras de pau da história da TI. Equivale a dizer “não estamos vendendo telefones novos a preços exorbitantes porque agora o cliente pode trocar o único componente que estava realmente ‘gasto’ a um valor justo”. Até barato, eu diria.
A obsolescência programada nunca havia sido tão explícita.

Guilherme Reis

Não tem como não rir e ficar revoltado com uma declaração absurda dessas. :frowning:

Participe da discussão