Início » Negócios » Sony, Amazon e Nvidia desistem do MWC 2020 devido ao coronavírus

Sony, Amazon e Nvidia desistem do MWC 2020 devido ao coronavírus

Preocupação com coronavírus tem feito diversas marcas desistirem do MWC 2020

Emerson Alecrim Por

O Mobile World Congress (MWC) corre o risco de não ser tão grandioso quanto de costume em sua edição 2020. Isso porque diversas empresas decidiram reduzir ou cancelar a sua participação no evento, entre elas, Amazon, LG, Nvidia e Sony. O motivo? Uma grande preocupação chamada coronavírus.

Foto por NVIDIA Corporation/Flickr

O MWC 2020 está marcado para a última semana de fevereiro, em Barcelona. Como o evento reúne pessoas do mundo todo, várias marcas já manifestaram preocupação de que a edição possa, de alguma forma, favorecer a propagação do vírus.

A Sony, por exemplo, disse que dá grande importância à segurança de seus clientes, parceiros, mídia e funcionários, razão pela tomou “a difícil decisão de deixar de expor e participar do MWC 2020, em Barcelona”. Discurso similar foi adotado pela Amazon.

Já a LG foi uma das primeiras a tomar essa decisão. Em comunicado emitido na semana passada, a companhia também citou a segurança dos participantes como motivo para cancelar a sua participação no MWC e destacou que, pela mesma razão, poderá se concentrar em eventos à parte nos próximos meses para lançar seus smartphones.

No caso da Nvidia, o cancelamento chama atenção porque a companhia é uma das principais patrocinadoras do evento. No MWC 2020, a empresa iria dar grande destaque a tecnologias de inteligência artificial. As sessões da Nvidia ainda aparecem na agenda do evento, mas a sua realização é pouco provável, a não ser que a empresa opte por uma transmissão online ou algo similar.

Organizadora do MWC, a GSM Association declarou que está tomando uma série de medidas para permitir que o evento seja realizado mesmo com todas as preocupações referentes ao coronavírus.

Sony Xperia 8

Entre elas está a proibição de acesso ao evento por pessoas que vivem ou estiveram recentemente na província chinesa de Hubei, onde o surto teve início. Além disso, pessoas que visitaram outras partes da China terão que provar que saíram do país há mais de 14 dias, do contrário, também poderão ter a sua participação recusada.

Qualcomm, Lenovo, Motorola, Xiaomi, Vivo e Honor estão mais otimistas. Todas essas marcas confirmaram que, a despeito das preocupações com o coronavírus, pretendem participar do MWC 2020.

Com informações: The Verge, TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação